Connect with us
Go Festivals – Tomorrowland Winter Full
Sollares Leaderborder

Lançamentos

Compilação para games, Garrix, Alok, Tropkillaz… Confira o Top 10 de sexta

Seleção da vez ainda traz Ferry Corsten, REZZ, remix do Vitalic para o Steve Angello e mais!

Phouse Staff

Publicado em

17/12/2018 - 12:59
Martin Garrix Lançamentos
Foto: Reprodução

Além dos já destacados lançamentos da Phouse Tracks e da Alphabeat Records, a sexta-feira, como sempre, contou com diversas músicas e discos novos. Estas são os dez principais destaques que selecionamos desta vez:  

Começamos logo de cara com uma proposta bem inusitada. Ninjawerks Vol. 1 é um disco que saiu pela vontade do gamer Ninja (Tyler Blevins), que reuniu grandes artistas da dance music para criar uma trilha sonora de jogos, lançada pela label Astralwerks. A VA conta com 13 inéditas de produtores como Alesso, ArtyDillon Francis, Kaskade, Tiësto e Tycho, formando uma compilação perfeita para quem os gamers fãs de música eletrônica.

  

Nossa lista segue com mais um grande nome da EDM, Martin Garrix. O jovem DJ e produtor se juntou mais uma vez ao parça Julian Jordan para lançar “Glitch”, pela Epic Amsterdam. O som mistura fortes batidas de electro house com uma melodia bem suave criada por sintetizadores. Confira o videoclipe:

 

Falamos brevemente na semana passada sobre “Pray”, a nova música do Alok. O som saiu oficialmente pela Spinnin’ Records e conta com a voz do artista britânico Conor Maynard, responsável por dar ainda mais emoção e sentimento através de seus vocais.

 

Maurizio Colella, mais conhecido como EDX, volta a chamar a atenção com seu remix para “Don’t Sleep” — faixa do último álbum do Chromeo, que traz os vocais de Stefflon Don e French Montana. O remix conserva a pegada ensolarada/funky da canção, tornando-a mais pisteira, num formato disco house. Vale lembrar que o EDX está concorrendo ao Grammy com seu remix de “How Long”, do cantor Charlie Puth.

  

O último lançamento de Ferry Corsten não poderia ficar de fora. A lenda do trance se uniu ao britânico Ilan Bluestone para a última colaboração do ano do projeto UNITY. Lançada pela Flashover Recordings, “We’re Not Going Home” é o resultado de uma combinação perfeita entre os dois artistas.

 

Hora de pegar pesado no bass? Então vamos de Tropkillaz, que pintou com “Dame Mais”. A música conta com convidados especiais como o rapper Rincon Sapiência e cantora Clau, que têm participação fundamental aqui. “Dame Mais” também já veio com seu próprio videoclipe.

 

Mantemos o peso, mas subimos o trópico pra falar do último lançamento da REZZ. A produtora, que já é uma celebridade na América Anglo-Saxônica, se uniu desta vez a Blanke, australiano que já recebeu suporte de importantes nomes como marshmello, Illenium e Steve Aoki. “Mixed Sinals” misturou o estilo dos dois talentos com graves fortes e sons que remetem à ficção científica.

Netsky deu um tempinho ao drum’n’bass para dar lugar a canções mais pop — mas sem deixar de lado sua predilação pela bass music. No EP Abbot Kinney, que veio pela Republic Records, o DJ mostra que versatilidade também é um de seus pontos fortes — com destaque para “Anything 4 U”. Mais surpresas poderão vir no próximo ano assim que o produtor belga lançar seu projeto Palmtrees & Powerlines.

 

Inovação é uma característica que deve fazer parte da vida de DJs e produtores. Em seu mais novo EP Waves & Whirlwinds, Maya Jane Coles explorou a criatividade e produziu um disco que inicia com sons melódicos e, em pouco tempo, ganha força e ritmo com faixas mais encorpadas.

  

Por último, mas não menos importante, vamos de Vitalic. O expoente francês lançou um remix para “Rejoice”, single de 2017 que veio como um dos destaques do novo álbum do mestre Steve Angello. A faixa, que traz um impactante sermão do pastor norte-americano T.D. Jakes, ganhou agora uma versão techno bem pesada.

 

+ CLIQUE AQUI para relembrar os lançamentos da semana anterior

RECEBA NOVIDADES NO E-MAIL

Deixe um comentário

Notícia

Filme do Netflix sobre o Fyre Festival está disponível no Brasil

Com subtítulo digno de “Sessão da Tarde”

Phouse Staff

Publicado há

Fyre Fiasco no Caribe
Foto: Reprodução

Nem sempre o que está disponível no Netflix nos Estados Unidos ou na Europa acaba chegando aqui no Brasil. O filme do Avicii, que recentemente voltou à plataforma — mas ainda não por aqui —, é um bom exemplo.

Por sorte, Fyre, o documentário da própria companhia de streaming sobre o maior #fail da história dos festivais, foi disponibilizado pra gente por aqui, e pode ser assistido em todo o país — com direito a legendas em português e subtítulo digno de Sessão da Tarde: Fyre: Fiasco no Caribe.

Pra quem quer saber mais sobre a história que prometeu luxo e entregou lixo, que levou seu produtor à cadeia por fraude, deu uma queimada na reputação do rapper Ja Rule e arruinou algumas outras vidas, é só acessar aqui.

+ Hulu fura o olho do Netflix com documentário sobre o Fyre Festival

Continue Lendo

Notícia

Paul van Dyk é indenizado por queda no ASOT de 2016

Processo tramitou por quase três anos na justiça holandesa

Phouse Staff

Publicado há

Paul Van Dyk
Foto: Reprodução

Depois de quase três anos em disputa, Paul van Dyk venceu na justiça o processo contra a ALDA Events B.V., produtora responsável pelo A State of Trance em Utreque, na Holanda, que culminou com a queda do DJ de uma altura de mais de seis metros no palco principal, em fevereiro de 2016.

Segundo reportagem do Blast, Paul recebeu uma indenização de mais de 12,5 milhões de dólares (em torno de R$ 48,5 milhões, na cotação de hoje). O valor total chega à quantia de $12.588.643,45, para cobrir despesas médicas (passadas e futuras), danos materiais (cancelamento de shows pelo período que foi hospitalizado) e danos morais.

À época, Paul chegou a sofrer uma concussão grave e quebrou sua espinha dorsal em dois lugares. Consideradas todas as circunstâncias, é praticamente um milagre que ele tenha saído com vida e sem sequelas. “Na sentença, ficou constatado que a ALDA não trabalhou na segurança do palco. Eles admitiram que a área frontal não era segura, mas não avisaram o DJ antes do show. Nunca o comunicaram sobre esse perigo, mesmo sabendo que ele fazia sets bem agitados”, explica a matéria.

A queda de Paul van Dyk, em 2016

Continue Lendo

Notícia

Os 4 singles que antecedem o novo álbum de ILLUSIONIZE

“X” está previsto para o começo de fevereiro

Phouse Staff

Publicado há

ILLUSIONIZE
Foto: Reprodução

Com o lançamento de “What’s Up” nessa sexta-feira, o ILLUSIONIZE encerrou a série de singles que promovem X, seu novo álbum. Com quatro músicas, a série iniciou lá em agosto, com “Down” (quando revelamos com exclusividade o planejamento do disco — relembre aqui) e seguiu com “Here We Go” e “Eruption”, até chegar à quarta e derradeira parte.

Com isso, já é possível ter um panorama do que vem por aí em X (dez, em algoritmos romanos). Via Elevation, o disco que celebra seus dez anos de carreira está previsto para o dia 1º de fevereiro no Beatport, e no dia 15 nas outras plataformas. Os quatro singles correspondem às quatro primeiras faixas, de um total de dez.

Cabalístico, não?

+ EXCLUSIVO: ILLUSIONIZE lançará álbum para celebrar 10 anos de carreira

Continue Lendo

Publicidade

Sollares 300×250
Go Festivals – Tomorrowland 300×250

Facebook

PLAYLIST

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse

Sollares – Pop up