De Adriatique a Major Lazer: confira o Top 10 da última semana

Lúcio Dorázio retorna com sua seleção dos dez lançamentos de maior destaque da vez
* Edição e revisão: Flávio Lerner

Depois de uma breve pausa, retomamos hoje com a nossa coluna semanal de lançamentos.

Além das faixas que já abordamos por aqui, na coluna desta semana destaco o mais recente lançamento do DJ e produtor catarinense ZAC, que sem dúvidas vive um dos melhores anos da sua carreira; Gramatik trazendo um som funky cheio de personalidade; os novos EPs de Adriatique, Andre Salata e Althoff; Devochka e Gustavo Motta arrebentando com um som cheio de brasilidades; o duo brasileiro 2kool, com Pedro Aranha; Sandeville e a parceria com Julia Gomes; a collab entre Wätermat e o Sneaky Sound System; e o Major Lazer surpreendendo em parceira com Khalid.

ZAC, Foletto – No Worries

Reconhecido por sua originalidade, o DJ e produtor ZAC vem de uma sequência arrebatadora de lançamentos, incluindo um remix oficial para a italiana Giorgia Angiuli e “Distortion”, que caiu nas graças de ninguém menos que Solomun e Hernán Cattáneo.

Agora, ele se une ao DJ e produtor curitibano Foletto em “No Worries”, provando que, com toda sua experiência de pista, entende de fato o que faz as pessoas vibrarem e se conectarem através da música.

Adriatique – Nude (Remixes)

Adriatique é uma unanimidade para quem curte um som mais underground. A cada apresentação a dupla formado por Adrian Shala e Adrian Schweizer impressiona um número maior de pessoas e ganha mais adeptos. Difícil não mencionar a performance no Tomorrowland deste ano e o set gravado no Alpe D’Hues para a Cercle.

Agora, a dupla retorna aos holofotes e ao selo Afterlive com o lançamento muito elogiado dos remixes do álbum Nude, lançado originalmente um ano atrás. As faixas foram remixadas por um time que inclui Solomun, Tale of Us, Isolée, Rampa, Agents of Time e muitos outros produtores que imprimiram sua marca. Com sete faixas, o EP dá um frescor e oferece novas — e poderosas — interpretações, colocando as faixas originais em um outro patamar.

Gramatik, Ryan Shaw & ProbCause – Don’t Give Up

“Don’t Give Up” é merecidamente a faixa de destaque do álbum recém-lançado do produtor Gramatik. Com uma pegada funky, o produtor esloveno cria uma atmosfera única colocando em uma mesma produção o cantor Ryan Shaw (que chegou a competir no America’s Got Talent) e o rapper de Chicago ProbCause.

A letra, que fala sobre não desistir diante de tantas adversidades e pressão social, é empolgante, e a performance vocal de Ryan é um show à parte. 

Andre Salata – Dimensional Glitch (EP)

Com uma longa trajetória, Andre Salata é um dos nomes mais respeitados dentro de uma seleta lista de produtores nacionais. Uma grata surpresa é o seu último EP, Dimensional Glitch, lançado pela gravadora Liberta, do também brasileiro Vinicius Honorio.

As duas faixas originais — “Dimensional Glitch” e “Forgiven” — seguem a estética e a sonoridade de outros trabalhos do produtor, imprimindo elementos, sintetizadores e formas de construção não muito convencionais. O EP tem todos os requisitos para agradar os techneiros mais exigentes.  

2kool, Pedro Aranha – Deixa Chover

Nick Acquaviva, que ao lado do Victor Martelli forma o projeto eletrônico 2kool, se arriscou em compor e o resultado é  “Deixa Chover”. A faixa, que traz os vocais de Pedro Aranha, é o primeiro trabalho da dupla com o selo O Problema É Grave

Althoff – Rohingya (EP) 

É sempre muito legal ver jovens produtores despontando no cenário eletrônico nacional e também ganhando suporte de importantes nomes internacionais. Este é o caso do curitibano Althoff, que, confesso, não o conhecia até me deparar com o seu mais recente EP, Rohingya, lançado pela Tropical Beats, selo do Flow & Zeo que recentemente voltou à ativa.

O EP contém três faixas originais e outros dois remixes especiais produzidos pelo duo Drunky Daniels e por Art in Motion. Cheio de melodias e linhas de baixo, explora grooves tribais e instrumentos percussivos numa mistura bastante interessante de afro com progressive house

Sandeville, Julinha Gomes – Focus

Lançada pela Austro Music, “Focus” surgiu a partir da parceria do DJ e produtor Sandeville com Julinha Gomes, que se destaca nos vocais. A faixa tem uma letra cativante e traz uma pegada fresh e moderna da house pop

Devochka, Gustavo Mota – Menina do Samba

Muita brasilidade, suingue e um grave marcante são elementos que compõem “Menina do Samba”, último lançamento da Devochka em parceria com Gustavo Mota. Somada a essa mistura de estilos, a faixa ainda ganhou um clipe bem especial, que você pode ver acima. 

Watermät & Sneaky Sound System – Raise

Dono do hit “Bullit”, o francês Watermät está de volta em uma nova aposta ao lado do grupo australiano Sneaky Sound System. Lançada pela Spinnin’ Records, “Raise” traz uma percussão suave e elementos do tech house, sendo o vocal de Connie Mitchell o grande protagonista.

Major Lazer, Khalid – Trigger

Enquanto ainda não anuncia a data de lançamento do seu próximo álbum Lazerism, o Major Lazer uniu forças com o cantor norte-americano Khalid para a produção de “Trigger”.

A faixa já chega com cara de hit ao fazer parte da trilha sonora do jogo Death Stranding, um dos mais aguardados do ano para o PlayStation 4 (o lançamento está previsto para o dia 08).

O Major Lazer raramente decepciona com suas colaborações, e desta vez eles nos surpreendem de uma maneira totalmente nova. “Trigger” é calma, suave e melódica, mas aplica ritmos bastante enérgicos do dancehall, estilo popular jamaicano.

Lúcio Dorázio assina a coluna de lançamentos da Phouse.

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.
ADVERTISEMENT

PHOUSE MUSIC
SPOTLIGHT