fbpx
Cambismo

Luta contra o cambismo: artistas gringos cortam na carne para evitar a prática

Nomes como Ed Sheeran e Arctic Monkeys vêm implementando estratégias efetivas

A farra de cambistas já é bem conhecida no Brasil e no mundo. Naturalmente, porém, a comunidade artística não vê com bons olhos a comercialização ilegal, e enfim começa a criar estratégias para impossibilitar a prática. Um dos exemplos mais notáveis é o cantor pop Ed Sheeran, que cancelou dez mil ingressos de sua turnê, no Reino Unido, para combater a comercialização ilegal.

A equipe do cantor analisou as vendas para identificar cambistas e cancelou os ingressos vendidos ilegalmente, bem como os adquiridos pelo site Viagogo. Aqueles que compraram entradas para uso individual não foram afetados, pois a equipe ajudou o público a obter restituições e a comprar ingressos originais com preços justos. Segundo informações da assessoria do cantor, mais de 240 mil libras (mais de R$ 1,1 milhão) foram devolvidas aos compradores.

+ Indústria da dance music registra 1ª queda em 5 anos, aponta relatório do IMS 

Para evitar que mais ingressos sejam desviados para cambismo, Sheeran implementou algumas condições para a compra dos tickets. Além de incluir os dados pessoais do comprador (nome e ID), ele limitou o número de ingressos a quatro por cliente. Todos os demais adquiridos de maneira “alternativa” seriam cancelados.

A luta contra os cambistas parece estar começando a dar resultados mais expressivos. A banda Arctic Monkeys adotou um modelo similar para sua turnê, também no Reino Unido — e nós sabemos que muitos dos grandes eventos de dance music vêm implementando medidas semelhantes. Será que essa moda pode pegar aqui no Brasil?

+ CLIQUE AQUI para ler mais notícias sobre mercado

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS