Cambismo
Nomes como Ed Sheeran e Arctic Monkeys vêm implementando estratégias efetivas

A farra de cambistas já é bem conhecida no Brasil e no mundo. Naturalmente, porém, a comunidade artística não vê com bons olhos a comercialização ilegal, e enfim começa a criar estratégias para impossibilitar a prática. Um dos exemplos mais notáveis é o cantor pop Ed Sheeran, que cancelou dez mil ingressos de sua turnê, no Reino Unido, para combater a comercialização ilegal.

A equipe do cantor analisou as vendas para identificar cambistas e cancelou os ingressos vendidos ilegalmente, bem como os adquiridos pelo site Viagogo. Aqueles que compraram entradas para uso individual não foram afetados, pois a equipe ajudou o público a obter restituições e a comprar ingressos originais com preços justos. Segundo informações da assessoria do cantor, mais de 240 mil libras (mais de R$ 1,1 milhão) foram devolvidas aos compradores.

+ Indústria da dance music registra 1ª queda em 5 anos, aponta relatório do IMS 

Para evitar que mais ingressos sejam desviados para cambismo, Sheeran implementou algumas condições para a compra dos tickets. Além de incluir os dados pessoais do comprador (nome e ID), ele limitou o número de ingressos a quatro por cliente. Todos os demais adquiridos de maneira “alternativa” seriam cancelados.

A luta contra os cambistas parece estar começando a dar resultados mais expressivos. A banda Arctic Monkeys adotou um modelo similar para sua turnê, também no Reino Unido — e nós sabemos que muitos dos grandes eventos de dance music vêm implementando medidas semelhantes. Será que essa moda pode pegar aqui no Brasil?

+ CLIQUE AQUI para ler mais notícias sobre mercado

Receba novidades no e-mail

Receba o melhor da Phouse em seu email!

:::. ALEATÓRIAS / LEIA TAMBÉM

Promessa brasileira lança remix pela Hot Creations

Conheça o DJ Lukke, jovem produtor carioca estabelecido em Los Angeles

Parceiro de Alok, Conor Maynard deixa Brasil depois de tentativa de assalto

O cantor inglês Conor Maynard, responsável pela voz em “Pray” — single…

Pôster na Croácia sugere Swedish House Mafia no Ultra Europe

A peça publicitária foi encontrada em Zagrebe

Terceiro dia: Tomorrowland revela um pouco mais do seu lineup estelar

De Afrojack a Yves V

Carnaval Green Valley: confira a programação

Vintage Culture, Claptone e FISHER são os headliners dos dois dias de festa

Trio sem cordas em Salvador terá Major Lazer e Tropkillaz

Grupo ÀTTØØXXÁ, que mistura ritmos brasileiros e música eletrônica, também estará no rolê

Sónar terá edição inédita em Atenas

Conceituado festival segue sua expansão pelo mundo

Swedish House Mafia anuncia gig em Ibiza

Anúncio foi feito nos stories do Instagram

Tomorrowland anuncia os primeiros 15 nomes para 2019

Diversas outras atrações devem ser reveladas ao longo da semana

Depois do Ultra Europe, Ultra Korea também confirma Swedish House Mafia

Grande festival polonês também é acrescentado à lista da turnê mundial