Mario Sergio Albuquerque

Saída de peso: grande profissional da cena brasileira deixa o Laroc

Mario Sergio Albuquerque foi sócio-fundador do Laroc e do Ame Club

Nesta semana, Mario Sergio Albuquerque — que também foi diretor de produção do Tomorrowland Brasil — anunciou sua saída do Laroc, club no qual era sócio e ajudou a fundar em outubro de 2015.

Mario Sergio esteve à frente do Laroc durante quatro anos, ocupando o importante cargo de diretor artístico, sendo responsável por toda curadoria de lineup, produção e planejamento estratégico. Em comunicado em seu Instagram, pontuou de forma resumida alguns highlights da casa sob sua gestão, como a entrada para a lista da DJ Mag em apenas um ano de existência, a criação do “irmão” Ame e o Ame Laroc Festival, que teve sua estreia em março.

LEIA TAMBÉM:

De certa forma, essa notícia cai como uma bomba, já que o trabalho que o Mario demonstrava estar executando no Laroc, desde a sua inauguração, era exemplar — e a ser seguido. Sob o comando dele, o clube foi um dos únicos do Brasil a se manter fiel a uma boa curadoria, sempre trazendo bons artistas sem se prender muito a gêneros.

Durante esses quatro anos, pudemos ver artistas como Erick Morillo, Solomun, Nicky Romero, Ferry Corsten, Sunnery James & Ryan Marciano, Aly & Fila, Seth Troxler, Hot Since 82, CamelPhat, KSHMR, Diplo, Dubfire, Above & Beyond, Nervo, Kaskade, Lee Foss, Dennis Ferrer, Stephan Bodzin, Loco Dice, Alesso, Armin van Buuren, Hernan Cattaneo e muitos outros.

View this post on Instagram

Dever cumprido. É com este sentimento que me despeço hoje do quadro societário e da direção artística do Laroc Club. Foram quase 4 anos, 65 noites, 212 artistas contratados e a certeza de ter desempenhado o meu melhor. Colocar um club na rota dos principais artistas do mundo, tornado-o um objeto de desejo e referência na indústria é motivo de muito orgulho. Com apenas 1 ano de vida, tivemos o ‘highest new entry’ na história da publicação inglesa DJ MAG em 2017, alcançando a posição #45. Hoje o Laroc é o club #25 do mundo e não tenho dúvidas de que ainda terá muitas conquistas. A família Laroc Club cresceu com o lançamento do seu irmão mais novo, AME, dedicado ao techno, house e suas vertentes. No quarto, lançamos um festival unindo as duas casas: AME LAROC FESTIVAL, que veio para ficar. Olhando para trás, não posso sentir outra coisa senão uma enorme gratidão. Sempre fui movido a muita paixão pelo que faço. Por isso encaro hoje como um novo começo, um novo capítulo na minha vida e na trajetória do Laroc. É esse desafio que me motiva para seguir em busca de novas conquistas. Saio com a certeza de ter deixado um legado não só para o club mas também para a cena eletrônica brasileira. Agradeço aos meus sócios por ter feito parte dessa história e lhes desejo toda a sorte e sucesso no caminho à frente. Do meu lado, em breve terei ótimas novidades para contar a todos. Stay tuned!

A post shared by Mario Sergio Albuquerque (@mariosergioalbu) on

No comunicado, Mario Sergio finalizou expressando gratidão aos seus sócios e parceiros, e prometeu novidades em breve. Tentamos contato para entender melhor seus motivos, mas por conta de sua agenda, ainda não conseguimos viabilizar um bate-papo mais aprofundado até este momento. Mario Sergio segue como sócio da ARCA, espaço em São Paulo que recebeu a São Paulo Fashion Week 2019 e que confirmou para novembro o produtor bósnio-alemão Solomun.

Desejamos ao profissional uma boa sorte em seus próximos passos, e o mesmo ao Laroc, que segue com uma equipe competente. Que continuem sempre fazendo da nossa cena melhor a cada dia.

Luckas Wagg é CEO da Phouse.

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PHOUSE MUSIC
SPOTLIGHT