Como o BURN Residency impulsionou as carreiras de Morttagua e Alexiz BcX

Artistas são embaixadores da marca no Brasil após vencerem edições anteriores

Falta pouco mais de uma semana para as inscrições do BURN Residency 2019 se encerrarem — o prazo é até 1º de agosto. Se você ainda possui qualquer tipo de dúvida se deve participar ou não, convocamos os dois representantes da BURN no Brasil, Alexiz BcX e Morttagua para comentar como o programa foi importante no impulsionamento de suas carreiras, bem como ele também poderá influenciar a sua caso você seja o grande vencedor.

Nesta edição, o programa foi reconfigurado para acontecer apenas a nível nacional, mas em anos anteriores, quando participantes de todo o mundo enviavam suas inscrições, Alexiz e Morttagua foram os ganhadores da etapa nacional. “Simplesmente mudou a minha vida. Eu era um DJ local com umas três gigs no semestre e logo depois de ser anunciado como representante da BURN as coisas começaram a acontecer de verdade”, lembrou Alexiz.

Danilo Morttagua, apesar de já ter uma carreira forte internacionalmente quando foi selecionado para ser embaixador da BURN, lembra que o segmento do progressive house ainda era muito fraco no Brasil. “Encontrar grandes parceiros que pudessem apostar no estilo com todas as suas energias era praticamente impossível, pois o progressive ainda era considerado muito underground para padrões nacionais”, contou.

Não demorou muito e logo Morttagua viu seu nome ser catapultado no cenário nacional de maneira fulminante, chamando a atenção de muitos novos ouvintes e contratantes. “A BURN também apoiou muitos eventos do segmento progressive house/melodic techno no Brasil, como os showcases da Timeless Moment em São Paulo e Florianópolis. Foi uma parceira inestimável não apenas para mim, como para a toda cena underground nacional”, acrescentou.

Num caminho um pouco diferente de Morttagua, Alexiz cresceu muito com a nomeação e aprendeu a lidar de forma diferente com sua carreira. “Encontrei-me musicalmente, aumentei meu engajamento e, o melhor de tudo, enxerguei um rumo definitivo para remar. Antes eu estava meio perdido, sem saber para onde ir, e o Residency foi fundamental nessa mudança”, complementou.

Morttagua e Alexiz
Alexiz BcX. Foto: Divulgação

Apesar da edição deste ano ter foco apenas na cena nacional, as experiências e o suporte serão diferentes dos programas passados, mas não menos importantes no crescimento da carreira do novo embaixador.

“Quem for o vencedor terá um grande parceiro na sua trajetória, pois além do prêmio em dinheiro para compra de equipamentos, o escolhido vai ter uma exposição gigante na mídia especializada e, consequentemente, terá o canal aberto com grandes gravadoras para lançar suas músicas, aumentando muito o seu networking dentro da cena” completou Morttagua.

Lembrando que o vencedor irá:

  • tornar-se DJ BURN por um ano, atuando como embaixador da marca no Brasil, tocando nos showcases da BURN;
  • receberá 23 mil reais para montar seu estúdio;
  • e ganhará um contrato de assessoria de imprensa e de carreira com a agência Beats N’ Lights, válido por um ano.

As inscrições se encerram em breve. Para fazer a sua é só clicar aqui.

* Marllon Gauche é colaborador da Phouse.

SIGA A PHOUSE:
INSTAGRAM | TWITTER | FACEBOOK | SPOTIFY

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp