A aparição de Alok, Bruno Martini e Zeeba na TV aberta é mais um sinal de que a música eletrônica começa a ganhar um espaço inédito no país.

Para quem vive ou acompanha de perto o cenário, o crescimento da música eletrônica brasileira nos últimos anos é uma curva acentuada para cima, mesmo com recessão econômica e afins. Para os observadores mais distantes, porém, se antes era possível constatar esse fato pela realização de grandes festivais, agora basta ligar a televisão.

Na última semana, Alok, Zeeba e Bruno Martinio trio responsável pelo hit “Hear Me Now” — a música brasileira mais tocada no Spotify até hoje, tendo chegado a entrar no Top 25 mundial —, foi entrevistado por Danilo Gentili no seu talk show The Noite, em programa que foi ao ar na última sexta-feira pelo SBT. De quebra, o trio aproveitou pra lançar em primeira mão sua nova faixa, “Never Let Me Go”.

E Alok, Zeeba e Bruno Martini não foram os únicos a pisarem por lá não. O trio Make Ü Sweat já tinha ido ao programa muito mesmo antes, em setembro do ano passado, confira:

Há alguns anos já era possível notar que canais como MTV, Multishow, Bis e Band começavam a despertar seus olhares para a música eletrônica, realizando transmissões de grandes festivais como Tomorrowland e Lollapalooza — este rendeu uma boa audiência recentemente, com apresentações de artistas como The Chainsmokers, Martin GarrixFlume e Vintage Culture —, sem esquecer de programas como Dance Paradise e Pânico, que constantemente têm tocado faixas como “Carioca”, dos artistas Joe Kinni e JAKKO.


LEIA TAMBÉM: O antes, o agora e o futuro de um prodígio Carioca


Além disso, por aqui tivemos também alguns dos nomes que invadiram as telinhas com suas músicas fixadas em temas de novelas e até reality shows, como é o caso de FTampa, um dos artistas da EDM nacional de maior destaque no exterior, que fez um remix para a popular canção “Vida Real”, de Paulo Ricardo. A faixa original do cantor foi tema do Big Brother Brasil desde a primeira edição, em 2000, e agora substituída pela versão do produtor mineiro, passando a ser reproduzida inúmeras vezes ao dia na emissora da Rede Globo. 

E não foram só esses nomes que alcançaram a TV brasileira através de suas produções — podemos citar outros três que fazem parte dessa história de forma memorável: Tiko’s Groove, Elekfantz e Johnny GlövezEles emplacaram hits em novelas da Globo — respectivamente, “I Don’t Know What to Do” em Insensato Coração, “Diggin’ On You” em A Regra do Jogo e “Don’t Wanna Touchdown”, em Babilônia (com direito a pontinha em episódio), e “In My Way” em Malhação.

Sim, ainda contamos nos dedos as participações dos expoentes da dance music tupiniquim no mainstream da cultura pop nacional, mas é possível observar que esse movimento vem se acentuando — um movimento que começou lá atrás, com expoentes como o DJ Meme, que fez os primeiros remixes brasileiros para as rádios nos anos 80, produziu grandes nomes como Lulu Santos e apareceu há cinco anos em rede nacional mandando o beat ao vivo pra acompanhar o “Rei” Roberto Carlos.

Atualização:

Além da aparição do Meme, fomos surpreendidos com um outro grande destaque pelo nosso leitor DJ Raffael Carvalho; DJ Patife, DJ Marky, DJ Mau Mau, Mad Zoo & Xrs no Fantástcio – TV Globo:

Logo, aquilo que parecia um ponto isolado vai pouco a pouco ganhando mais espaço, e não será nada estranho termos em breve Alok, Vintage Culture e outros nomes populares em programas como Faustão e Caldeirão do Huck. Tudo indica que teremos, cada vez mais, a EDM brasileira ocupando o horário nobre televisivo do país. LEIA TAMBÉM:

No Brasil, a EDM não morreu, ela apenas foi adaptada

Como a crise e as mudanças de mercado geraram um novo perfil de festivais no Brasil

“Música não é competição, é arte”; uma entrevista exclusiva com o duo Elekfantz

Johnny Glövez emplaca duas músicas em novelas e consolida momento de explosão profissional

“Sem solidez, sem profundidade, não há futuro”; uma entrevista com o lendário DJ Meme

Faça parte da maior plataforma de música eletrônica do Brasil! Curta nossa página no Facebookinscreva-se em nossa newsletter.

Receba novidades no e-mail

Receba o melhor da Phouse em seu email!

:::. ALEATÓRIAS / LEIA TAMBÉM

Treta: CHVRCHES cobra marshmello por colaborar com Chris Brown e Tyga

Cantor reage, e sua base de fãs faz comentários raivosos e ameaças de morte ao trio escocês

Time Warp anuncia nova edição em São Paulo

Segundo evento no Brasil fará parte da comemoração de 25 anos da label alemã

“Sinto que conheço vocês melhor”; Hot Since 82 fala sobre o rolê no Brasil

DJ inglês conta à Phouse sobre o novo episódio da “Even Deeper”, gravado no nosso país

Ultra “desabrigado” parte 2: festival não será mais em Virginia Key

Em comunicado aos fãs, UMF revela já estar trabalhando em um novo espaço

Novo álbum do Avicii terá ação de pré-lançamento em São Paulo

Capital paulista será uma das seis metrópoles em que fãs poderão se conectar para ouvir trechos do disco

Novo single do Avicii na área: ouça “Tough Love”

Single sucede “SOS”, lançado há um mês

JØRD inicia nova fase da carreira com “So Wrong”

Som é considerado o lançamento mais importante de JØRD até hoje

PREMIÈRE: Em nova fase, Selva lança “Amanhecer”

Pe Lu fala sobre o primeiro lançamento do duo pela Universal Music

Felix Jaehn lança collab com o Breaking Beattz: “Meus produtores de deep house favoritos no momento”

Duo mineiro revela que foi procurado pelo DJ alemão no Instagram

“Rave protesto” de 2018 vira filme longa-metragem

“Raving Riot” será lançado no Beat Festival em junho; dez dias depois, ODD recebe showcase do Bassiani