Novo projeto de Carl Craig ajuda a diluir a resistência popular ao techno

Fruto de colaboração do pioneiro do techno Carl Craig com Francesco Tristano e a Orquestra Les Siècles, Versus levou dez anos para ficar pronto.

Um dos projetos mais ambiciosos, senão o maior da extensa e admirável carreira de Carl Craig, finalmente está no ar. Lançado há poucos dias, o álbum Versus — originalmente uma gravação ao vivo do “Versus Show”, que acabou se transformando em uma seleção de quatorze faixas — contém as versões orquestradas de alguns dos maiores sucessos de Craig e reedições eletrônicas de trabalhos do pianista clássico e produtor eletrônico Francesco Tristano. Com eles, a Orquestra Les Siècles de Paris (sob a direção de François-Xavier Roth) denota um tipo de parceria entre mundos musicais distantes, mas ao mesmo tempo compatíveis, que constroem um olhar novo sobre a música eletrônica para os meios sociais. Muitos estigmas e muitas barreiras são quebradas em um projeto dessa magnitude.

Vivemos a era da expansão exponencial da música eletrônica em todo o mundo, com clubes e festas chegando a cidades menores e ajudando de maneira gradual a modificar o pensamento de toda uma comunidade. Isso é muito poderoso, pois há alguns anos esses grupos jamais teriam a oportunidade de ouvir um artista internacional — nosso país é um ótimo exemplo disso. Ainda assim, esses mesmos clubes e festas têm sofrido contestações em algumas cidades que historicamente são referência de qualidade artística. Posso citar Buenos Aires e Londres sendo pressionadas por autoridades governamentais, que também são pressionadas pela mídia. Quando pensamos que esse gênero sofre mais preconceito do que se imagina, umas das primeiras questões a se levantar é: como mudar isso?

LEIA TAMBÉM:

Quem ainda tem medo da música eletrônica?

A Jovem Pan e o “jornalismo” que atrasa a música eletrônica no Brasil

Nessas horas, eis que surgem os velhos heróis e pioneiros da música eletrônica para disparar um pouco de luz sobre o caminho. Carl Craig ajudou a criar o techno em Detroit e, trinta anos depois, se dispõe a alavancar um tipo de parceria musical que além de ser tendência para os próximos anos, é uma ótima forma de atingir um público do mais alto nível de exigência, como o da música erudita.

Outros artistas de techno, como Jeff Mills, Laurent Garnier e o brasileiro Anderson Noise, já experimentaram com orquestras, mas o Versus de Craig se distingue dos outros pelo tempo empregado em sua elaboração: o disco está em produção há quase uma década!

Neste vídeo de 2008, podemos ver Carl e Tristano apresentando “The Melody”, uma das faixas de maior sucesso do álbum Not For Piano, de 2007. Ela já conta com remix lançado por Carl em 2010 e agora ressurge com uma nova visão. Esse exemplo se aplica também a outros trabalhos do produtor, como a eterna “At Les”, de 1997, e “Sandstorms”, parte central do aclamado álbum Just Another Day, de 2004. Nesta música em específico, nota-se uma linha de baixo que ganha vida em um estilo como a house, com o BPM se ajustando para os tempos atuais.

É interessante como, a princípio, você pode esperar uma sonoridade fria e mecânica de alguém que se criou na “cidade dos motores”, um dos maiores polos industriais do mundo no século passado; Carl Craig, porém, sempre demostrou um lado emotivo em seus trabalhos. Versus, além de explorar essa faceta com mais intensidade, também carrega em conjunto um conceito cinematográfico, com músicas refeitas para caberem em espaços fora da pista de dança. Essa parece outra tendência bem evidente, visto o álbum Scene Delete, de Sasha, no ano passado. O techno e a música eletrônica, de forma geral, não precisariam estar buscando alguma espécie de legitimidade em outros gêneros que o público “comum” chama de “normal”, mas esse tipo de parceria, além de engrandecer os gêneros e a musicalidade, pode ajudar a diluir as barreiras, ainda fortes, em torno do gênero.

LEIA TAMBÉM:

REVIEW: DGTL São Paulo, uma noite inesquecível

Como foi o primeiro Dekmantel em São Paulo

Lenda viva do techno, Jeff Mills recebe medalha de honra na França

Lenda do techno se apresenta com a Orquestra Sinfônica de Detroit

Desafiamos você a assistir a estes vídeos de dance music orquestrada sem ficar arrepiado

Deixe um comentário

No Comments Yet

Comments are closed