Nuh Ready
Em entrevista à Annie Mac, o produtor falou sobre EDM e explicou o que o levou a mudar de estilo no último ano

Para quem esperava que Calvin Harris voltasse aos hits de EDM neste ano, a notícia não será tão boa. Porém, pode ser animadora para quem gosta de experimentações sonoras mais ousadas e fora da caixa. Mais uma vez, o artista escocês surpreendeu o público com uma nova sonoridade, mas ela é mais próxima às de Funk Wav Bounces do que às de 18 Months.

Lançado nesta quinta-feira, “Nuh Ready Nuh Ready” traz novamente uma parceria com o cantor PARTYNEXTDOOR. A levada é quebrada e a voz faz o estilo caribenho/jamaicano, tudo permeado por timbres que remetem à house music vintage dos anos 90. O videoclipe também remete à estética da década.

Pegando embalo no novo lançamento, o produtor falou por telefone à icônica DJ e radialista Annie Mac, na BBC Radio 1, e explicou que as mudanças recentes de sonoridade se deram por estar desanimado com o que vinha produzindo em 2016, citando “My Way” como exemplo.

“Meu último álbum [Funk Wav Bounces Vol. 1] foi tipo: ‘vou só fazer o que eu tiver vontade’. […] Eu estava muito feliz, porque eu sabia que ninguém mais faria aquele tipo de som. Não era uma ideia comercialmente viável, mas eu não liguei. Pensei que não ia fazer sucesso, mas, não sei bem como, algumas das músicas fizeram. Então eu tive um ano fantástico e me senti tão bem, que decidi continuar fazendo o que me der na telha.”

+ Calvin Harris lança segundo videoclipe para “Feels”

+ Agora você pode ouvir o novo álbum do Calvin Harris sem os vocais

Harris também explicou que o seu último álbum serviu para dar um respiro da EDM: “No fim de 2016 eu estava odiando a EDM. Estava tipo: ‘eu realmente desprezo esse som, é horrível’. Então eu dei um tempo, e voltei a achá-la fantástica. Alguns dos melhores produtores do mundo são holandeses e fazem EDM”.

Entretanto, o produtor não explicou por que decidiu parar com a sonoridade do Funk Wav. Em janeiro, ele surpreendeu os fãs ao anunciar que estava partindo para uma nova estética — a declaração causou estranhamento, já que o “Vol. 1” no título do disco indicava uma continuidade

Receba novidades no e-mail

Receba o melhor da Phouse em seu email!

:::. ALEATÓRIAS / LEIA TAMBÉM

Steve Aoki anuncia livro de memórias

Chamada “Blue: The Color of Noise”, a obra promete trazer os altos e baixos da trajetória do DJ

D-Nox escolhe o brasileiro ZAC para começar novo projeto

Sob o nome “Passion!”, os produtores formam duo, gravadora e label party

Ingressos esgotados para o Chilli MOB Cruise

Cruzeiro parte nesta quarta-feira

Sindecs–SP fará homenagem a DJs mulheres na Câmara de SP

Sonia Abreu, a primeira DJ mulher do Brasil, e Rivkah, a profissional mais jovem do país, estarão entre as homenageadas

Lollapalooza Brasil divulga horários dos shows

DJs competirão pela escolha do público com grandes headliners e grupos de synth pop

Plusnetwork traz nova edição do Circoloco ao Brasil

Festa volta ao país depois de cinco anos

PREMIÈRE: Audax – Flying (Acoustic Mix)

Trio brasileiro relança faixa em versão acústica

Conheça RHR, DJ que conquistou o underground nacional com seu som freestyle

Depois de tocar em eventos como Dekmantel e DGTL, o artista é uma das atrações deste sábado no Caos

Ouça o som de CIC que conquistou gigantes da EDM

“Bring It True” coleciona suporte de DJs como Tiësto, Garrix e Sam Feldt

Kleber e Anderson Noise juntam-se em novo EP de puro techno

Parceria resultou em “Signal of Invasion”, assinado pela Noise Music