fbpx
Dimitri Vegas & like Mike top 100 djs

O Top 100 mais polêmico, controverso e zoeiro da EDM

Uma nova análise sobre a lista dos melhores DJs do mundo.

Ano passado ao revelar a lista dos melhores do ano, a revista DJ MAG simplesmente trouxe a tona surpresas bem intensas com DJs mais populares dominando as primeiras posições. Teve gente que torceu o nariz para Harwell em primeiro e encheu o saco dizendo que Dimitri Vegas e Like Mike mereciam o primeiro lugar.

Eis que 2015 esse pedido se realizou e através dos votos populares lá está o duo em primeiro. Mas o que era para ser uma lista com a capacidade de analisar e reconhecer todo o conceito do DJ em si com produções, apresentações, projetos e público, apenas se focou no quesito público.

Dimitri Vegas & Like Mike são excelentes e um dos maiores nomes do mercado, mas a campanha feita pelos residentes do maior festival do mundo foi implacável para conseguir esse posto. Mas vamos pensar: Em méritos de ano produtivo, o que podemos dizer sobre eles para o mercado radiofônico? Bom, nesse momento surgirão os haters que vão dizer que estou falando besteira, mas ok.

A popularidade nem sempre representa qualidade e esse ano a lista dos melhores mostrou que a credibilidade dela já está descendo pelo ralo. Posições que deveriam representar o quanto bom e produtivo aquele DJ foi para o mercado da música eletrônica no ano, se tornou uma famosa disputinha de ego.

Fica claro que boa parte dos que estão em melhores posições são os mundialmente mais pops do mercado. Só em uma lista pouco crítica e justa gente como Kaskade termina na 84* posição. Ou até mesmo gente como Diplo, Galantis e Laidback Luke terminam em posições pouco favoráveis aos seus papéis no mercado 2014/2015 – isso porque estou citando populares! -.

Onde estão artistas como Madeon e FTAMPA? O que fica mais uma vez claro que em era de serviços de streaming, o que a galera ainda consome é a boa e velha farofa manjada e genérica. Porque se essa lista contasse a qualidade produtiva em todos os termos, desde o lançamento de tracks até eventos. De parcerias, produções e público, a coisa seria diferente.

Isso porque na era em que a música eletrônica é um dos maiores fenômenos da atualidade, ser DJ não é apenas ser DJ. O cara tem que ser multi tarefas! Ser uma marca, um artista em todas as plataformas. Porque hoje nos conectamos em tudo. Do visual do clipe ao conceito das luzes do espetáculo.

Mas fazer o quê, se na era dos serviços streaming com diversas novidades e artistas excelentes que ao jogar no YouTube você vê que ele tem menos views que fulano, mas é tão bom quanto. Que sua conta no soundcloud tem tracks animais, sem contar os remixes. E que ele pode logo logo passar pelo Brasil mas quase ninguém tá ligado pois o tal fulano mais conhecido também vem e vai estar mais cheio. Ou seja, famosa cultura pop que traz a tona a questão de que mesmo com isso tudo, a grande maioria prefere ir no que tá tocando agora na rádiozinha pop e já conhecido pelo refrão.

Parabéns as gravadoras e seus grandes investimentos, eles estão super bem colocados. E ah, antes de terminar, um nome: ALOK.

Único brasileiro presente e que também gerou revolta, tanto no Brasil como fora. Mas é aí que está o “X” da questão. Mereceu ou não mereceu? Olhando pelo lado positivo é bom ter alguém nacional na lista, já que o país é um dos maiores consumidores de tudo que envolve a cena EDM. No mais, esse colunista viu entre 2014/2015, umas 6 apresentações do cara e pode dizer que o trabalho é competente, que agrada a uns e faz outros torcerem o nariz. Mas como disse, esse top 100 já vem perdendo a credibilidade há tempos.

E “haters” apreciadores da boa e velha farofa dirão: “esse cara só falou balela!” Ou seja, a polêmica continuará. Parabéns DJ MAG conseguiu o que queria!

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS