Pontifexx Martin Garrix

Como foi o encontro entre Pontifexx e Martin Garrix

Por ter lançado recentemente pela STMPD, o jovem DJ brasileiro foi convidado para uma sessão de "pizza & drinks" em Amsterdã — e não pensou duas vezes em pegar o avião

* Por Rafa Ribeiro

Segunda-feira, 13 de janeiro, uma notificação: e-mail da STMPD RCRDS convidando os produtores que haviam lançado faixas na gravadora para uma sessão de “pizza & drinks” na sede da label em Amsterdã. Por coincidência — ou destino —, Pontifexx não tinha nenhuma apresentação marcada na agenda para o final de semana. A única coisa que passou em sua cabeça foi: “por que não ir?”.

Ao desembarcar na famosa cidade na quinta-feira, 16, o brasileiro dirigiu-se rumo ao hotel para se trocar rapidamente e partir para o encontro com Garrix e os outros DJs. Chegando ao local, o paulistano deparou-se com um cenário descontraído e longe da correria habitual na rotina de quem trabalha com música eletrônica. Numa sala grande, artistas jogavam videogame e davam muitas risadas, enquanto outros espalhados conversavam e bebiam.

Após Pontifexx cumprimentar geral — “Você é brasileiro? Que bacana!” —, batia um papo com o label manager Steven Hiemstra, quando Martin entrou na sala e dirigiu-se em sua direção. O holandês, conhecido por sua simpatia, fez jus à fama, e com um sorriso estendeu a mão para um abraço.

Pontifexx Martin Garrix
Pontifexx, Aleksandar, Martin Garrix e Josh Charm. Foto: Divulgação

Vivendo a concretização de um sonho, Pontifexx contou novamente que havia recém chegado do Brasil, o que deixou Garrix surpreso. Agradeceu ainda pelo suporte em sua track, “Feelings”, sobre a qual o holandês reforçou ter curtido bastante.

“Ele disse que gostou muito da ‘Feelings’ e demonstrou uma grande valorização por eu ter saído do Brasil apenas para o encontro”, relatou. “Também contei que vou abrir o show pra ele no Rio Grande do Sul durante o Carnaval, e mostrei a foto que tiramos no EDC Brasil, em que ele está me carregando no colo, e brinquei que agora precisamos tirar uma nova, só que comigo o carregando. Ele ficou muito empolgado, disse que está ansioso, pois ama o nosso Carnaval!”

Entre os demais produtores que estavam na reunião, Pontifexx conheceu Silque, Eaxumar e Josh Charm, que inclusive fez um remix para “Feelings”. “Foi muito legal ter conhecido eles e ter conversado mais a fundo com cada um. Além disso, tinha vários outros DJs que eu sempre fui fã”, continuou o DJ. Entre eles, Todd Helder, Cesqaux, Florian Picasso, Osrin, Seth Hills, Michael Amani, Lammer, CMC$ e BeauDamian.

Pontifexx Martin Garix
Com Steven Hiemstra (label manager da STMPD) e Watse Matter (manager de Martin Garrix). Foto: Divulgação

A viagem ainda rendeu um bate-papo importante sobre carreira e lançamentos na sexta-feira (17). Em conversa com Steven e Watse Matter, manager do Martin Garrix, o brasileiro pôde mostrar suas próximas músicas e alinhar possíveis lançamentos. 

“Eles gostaram bastante do material que apresentei, e eu fiquei encantado com toda a estrutura da STMPD RCRDS. Os estúdios, os equipamentos, a atenção que eles te dão… é tudo muito foda!”, revelou. “Para 2020, podemos esperar um ano com outros lançamentos pela gravadora e possíveis collabs com os artistas da label. Isso mostra uma aproximação muito legal entre Brasil e Holanda”, acrescentou o jovem produtor.

“É a realização de um sonho. A gente sempre está imaginando coisas na vida que acha que nunca vão acontecer, e quando elas estão acontecendo, parece que você tá vivendo um sonho mesmo. Até agora ainda não caiu muito a ficha do que eu fui fazer lá. As pessoas que conheci e conversei… Falando profissionalmente, é mais um passo muito importante”, concluiu Pontifexx.

LEIA TAMBÉM:

SIGA A PHOUSE:
INSTAGRAM | TWITTER | FACEBOOK | SPOTIFY

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS