Porter Robinson e Madeon dizem que cena atual sofre com ‘crise de identidade’

Dois dos produtores mais talentosos da música eletrônica, Porter Robinson e Madeon concederam entrevista ao site In The Mix, e falaram sobre as tendências da cena e sobre a turnê Shelter.

Porter, o mais velho entre eles – 24 anos, sempre foi um rapaz mais recatado e teve destaque com músicas mais “emocionais”, que é o caso do álbum Worlds, que ele afirmou não ter um estilo definido. Diferente do seu primeiro trabalho, Spitfire, que contava com forte influência do electro house e dubstep. Sobre o atual cenário, ele disse ao site australiano que uma crise de identidade é visível.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
...

“Há um tipo de crise de identidade acontecendo agora e há essa confusão. Isso é o que acho. Estou animado para fazer as próximas coisas. Eu ainda tenho fé na música eletrônica como um todo. Há muito a ser dito neste formato”, disse.

Madeon, que tem 22 anos, destacou na entrevista que não anda tão empolgado com que escuta por aí e que está dando destaque a outros estilos na hora de ouvir música:

“O que mais me interessa ultimamente são músicas pop, em última análise, portanto, o formato de “DJ Music” não é algo que eu estou muito apegado.

Sobre o criar música juntos, Madeon destacou que uma das razões para isso acontecer foi o fato de os dois estarem em “períodos e inspirações similares na carreira”:

“Nós começamos a falar sobre isso no início de 2015, depois de eu ter entregue meu álbum. Nós percebemos que estávamos ambos em pontos alinhados em nossas carreiras onde tínhamos ambições semelhantes. Nós tínhamos dois álbuns finalizados, então parecia que havia uma oportunidade de trabalhar em algo”, finaliza.

Abaixo você confere a track “Shelter”

Deixe um comentário

No Comments Yet

Comments are closed