Connect with us
Green Valley – Só Track Boa Leaderborder
Sevenn – Its Always You
Festa Acapulco – Leadborder

“Que porra é essa de new beach?”; O Fatnotronic segue mostrando consistência em seu novo EP

Flávio Lerner

Publicado há

Com “Mantra” e “New Beach”, a dupla paulistana Fatnotronic — aka Phillipi & Rodrigo — segue na vanguarda brazuca da house music quente, suingada e orgânica.

Em um cenário “underground” [entre aspas porque sigo com restrições com o termo] brasileiro cada vez mais techno, reto e sombrio, a melodia e os arranjos quentes, orgânicos e suingados seguem muitíssimo bem representados pelo duo paulistano Fatnotronic — esses carinhas que têm altos anos de estrada, prestígio de uma caralhada de gente do mais alto nível da cena mundial [entre eles Fatboy Slim, Diplo, Nightmares on Wax e JKriv], mas que seguem ainda meio escanteados no nosso País, e é por isso mesmo que faço questão de escrever sobre eles aqui e trazer seus novos lançamentos.

O Fatnotronic começou em 2014 fazendo belos edits de disco music brasileira, e desde então foi encorpando e ganhando cada vez mais consistência. Neste ano, lançaram suas primeiras faixas autorais no EP Karma/Gueto de Gent pela DEEWEE, selo dos irmãos Dewale, geninhos criativos belgas que integram a dupla 2manydjs. Desde então, graças a uma idiossincrasia dos belgas, passaram a assinar como Phillipi & Rodrigo nas composições 100% próprias [mantendo Fatnotronic pros edits]. É o caso aqui do DEEWEE 017, novo EP da dupla dinâmica que saiu oficialmente nessa última terça-feira.

O disco traz duas faixas, “Mantra” e “New Beach”, que revelam melhor do que nunca a capacidade do Phillipi A. e do Rodrigo Gorky em atuarem em frentes diferentes, brincando com referências das mais variadas, ao mesmo tempo em que mantêm sempre a sua identidade — uma credencial indispensável pra quem quer ser um artista consistente. “Mantra” é fantástica, a faixa mais percussivo-étnica-psicodélica dos caras até hoje; nas palavras do próprio Phillipi, “techno de umbanda devagar com pandeiro”. Perguntei se funcionava como uma espécie de sequência narrativa pra “Karma”, como os nomes sugerem, mas o Gorky garantiu que as semelhanças param por aí. “Musicalmente não [tem a ver], mas acho que isso é o legal da coisa toda; que cada lançamento é uma coisa diferente.”

Na verdade, quem mais conversa musicalmente com “Karma” é o lado B “New Beach”. Introduzida por um “Ow, que porra é essa de new beach? New beach é o caralho, isso aqui é Brasil, merrmão!”, a faixa é também marcada por timbres acid house e frases recitadas aqui e ali. Curioso é que, pra quem não é nativo ou especialista em inglês, a pronúncia de “new beach” [“nova praia”] soa idêntica a “new beat”, nome da vertente de house music lenta e grave [normalmente por volta dos 110 BPM] que foi febre na Bélgica na virada dos anos 80 pros 90. O Phillipi confirmou que a intenção do trocadilho: “Em dezembro, durante a Pommes Frittes Tour, estávamos no DEEWEE STUDIO em Ghent trabalhando e os irmãos Dewale foram ouvir o que eu e o Gorky gravamos. Eu fiz o riff do bass e o Dave [Dewale] na hora falou que estávamos fazendo um som estilo new beat. Curtimos a referência, e new beat feito por brasileiros vira new beach”, brincou.  

Pra esse som, os caras fizeram um videoclipe [assista abaixo] que nada mais é do que uma edição de imagens despretensiosas feitas na última turnê europeia do Fatnotronic — o famigerado aftermovie. “Hoje em dia todo mundo faz vídeo tão, mas tão produzido que achamos legal fazer o nosso na pegada do it yourself”, seguiu contando o Phillipi. O vídeo traz takes das 12 gigs feitas pela dupla em cidades de França, Bélgica e Portugal, além de passeios turísticos da dupla entre os 25 dias da tour. Gringos respeitabilíssimos da cena disco house, como Moullinex, Xinobi, Boston Bun, In Flagranti e DVNO também aparecem nas gravações. Um terceiro EP pela DEEWEE deve sair ainda neste ano; ficamos no aguardo!

Você pode sacar mais sobre a história do new beat aqui. Não deixe de ler também os outros artigos que escrevi sobre o Fatnotronic:

Em meio à primeira turnê europeia, o duo paulistano Fatnotronic finaliza seu segundo EP

O novo clipe do Fatnotronic é um WTF absurdo que retrata o caos urbano de São Paulo

Com suporte do Fatboy Slim, o Fatnotronic segue surfando na boa onda


 

Deixe um comentário

Notícia

Avião de Alok perde controle e sai da pista em aeroporto de Juiz de Fora

Phouse Staff

Publicado há

Na tarde deste domingo (20), um avião que transportava Alok e sua equipe perdeu o controle ao tentar fazer uma decolagem no Aeroporto de Juiz de Fora, em Minas Gerais.

De acordo com informações, nove pessoas — incluindo o DJ — estavam a bordo da aeronave Cessna modelo 560X. Em vídeos que circulam pelas redes sociais, é possível ver a aeronave fora da pista e uma grande nuvem de fumaça.

Através de nota oficial, a Prefeitura Municipal de Juiz de Fora confirmou que não houve feridos e que os Bombeiros prestaram atendimento de imediato.

Confira na íntegra:

“A Sedettur informa que o incidente durante a decolagem da aeronave que fazia o transporte do DJ Alok e equipe, por volta das 16h30 no Aeroporto Municipal Francisco Álvares de Assis, não registrou vítimas. Imediatamente após a ocorrência, todos os procedimentos de segurança foram acionados pela empresa que opera o aeroporto, assim como os contatos com o Corpo de Bombeiros e os órgãos ligados à Aeronáutica. As causas do incidente serão agora investigadas pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).”

Através do Twitter, Alok também confirmou que ele e sua equipe estão bem.

Ainda abalado, o artista utilizou sua conta do Instagram para compartilhar momentos após o acidente. Em um dos videos, é possível ver o DJ citando a aeronave pegando fogo:

 

Continue Lendo

Notícia

Armin van Buuren volta a mirar no psytrance em novo som

Phouse Staff

Publicado há

Armin van Buuren psytrance
Foto: Reprodução
“Blah Blah Blah” é o mais novo lançamento do astro holandês

Pela sua Armada Music, Armin van Buuren lançou nesta sexta-feira (18) seu novo single, “Blah Blah Blah”. Desta vez, o produtor — que tem experimentado com as mais variadas vertentes, incluindo a disco music — voltou a apostar suas fixas em uma linha psytrance, dois anos depois de lançar a famosa “Great Spirit” com Vini Vici.

Tocada pela primeira vez em seu set no Ultra, “Blah Blah Blah” traz um sample vocal de um coro infantil que é repetido em loop enquanto a faixa vai se desenvolvendo e se tornando cada vez mais pegada. A track fará parte de um EP homônimo, que será lançado em 08 de junho com outros três sons: “The Last Dancer”, “Just As You Are” e “Popcorn”.

Segundo o release de imprensa, estas são as palavras de Armin sobre o novo lançamento: “Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah ‘Blah Blah Blah’ Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah. Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah Blah ‘Blah Blah Blah’ Blah Blah Blah Blah”. É sério. Confira o som:

+ CLIQUE AQUI para ler mais notícias sobre Armin van Buuren

Continue Lendo

Notícia

Depois de dois anos, Disclosure lança novo single

Phouse Staff

Publicado há

Disclosure Ultimatum
Foto: Reprodução
Dupla dá uma palinha do que deve vir em seu próximo álbum

Depois de dois anos, o Disclosure está de volta com música nova! A dupla, que passou por um hiato em 2017 e anunciou recentemente estar trabalhando no seu terceiro álbum, surge agora com “Ultimatum”, música que possivelmente estará no disco novo.

Mais leve e até com toques de jazz e afrobeat, a faixa — que traz um sample vocal da cantora marfinense Fatoumata Diawara — é ligeiramente diferente das produções anteriores do Disclosure, ao mesmo tempo que indiscutivelmente carrega a assinatura musical dos britânicos. É o primeiro lançamento do duo desde o EP Moog for Love, de 2016, que por sua vez sucedeu o álbum Caracal, de 2015.

“Desculpem-nos, já fazia um tempo. Nós temos sentido imensamente a sua falta, então decidimos compartilhar com vocês algo em que estivemos trabalhando agora que o sol está brilhando e as árvores estão verdes”, declararam os irmãos Lawrence, em comunicado para a imprensa. “Uns meses atrás, nós esbarramos em uma cantora incrível chamada Fatoumata Diawara. Enquanto escavávamos por sua discografia, descobrimos esse lindo sample e começamos a brincar com ele. O resultado é nossa nova canção, ‘Ultimatum’.”

Curiosamente, a artista de 36 anos lançou nesta sexta-feira (18) seu novo álbum, Fenfo (Something to Say), nos Estados Unidos.

+ Disclosure anuncia terceiro álbum para 2018

Continue Lendo

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse

Senne