Reconhecimento facial

Artistas aderem a campanha contra tecnologia de reconhecimento facial em festivais

A chamada “Ban Facial Recognition” busca defender a privacidade do público

Uma campanha iniciada pela organização americana defensora dos direitos digitais, Fight for the Future, tem buscado banir dos clubes e festivais de música o uso de tecnologias de reconhecimento facial como parte do protocolo de entrada das pessoas. Empresas como a Ticketmaster, que pertence à agência promotora de eventos Live Nation, tem investido na tecnologia, com planos de implementa-la em seus eventos no futuro.

No site oficial, a campanha, intitulada Ban Facial Recognition, busca reunir fãs, artistas e festivais para manifestar, via tuítes e assinatura de uma petição, a insatisfação e preocupação com a privacidade do público. Além disso, ele mostra também os músicos que já aderiram ao movimento, como o grupo The Glitch Mob e Tom Morello, guitarrista do Rage Against the Machine.

Foto: Screenshot

As maiores preocupações da campanha incluem o uso das imagens das pessoas combinado com seus endereços e dados pessoais; o compartilhamento dos dados com a base de dados do governo; o uso do reconhecimento facial para a deportação de imigrantes; discriminação e racismo; identificação e prisão por dívidas durante os eventos; e prisão por delitos menores, como uso de drogas no evento.

Você pode conferir mais detalhes no site oficial.

+ LEIA TAMBÉM: Plástico zero em festivais é a meta da Live Nation para o futuro

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PHOUSE MUSIC
SPOTLIGHT