IMS Ibiza 2018

Indústria da dance music registra 1ª queda em 5 anos, aponta relatório do IMS

Apesar da queda, o estudo é positivo diante das mudanças do cenário

Como de praxe, no primeiro dia de International Music Summit, foi apresentado ao público o relatório anual que avalia o mercado da música eletrônica — e desta vez, o resultado contrariou as expectativas. Diferentemente do ano passado, em que a indústria cresceu 3%, foi registrada a primeira queda do setor nos últimos cinco anos, marcando um déficit de 2%.

Mesmo apontando resultado decrescente, o relatório sugere que a queda tenha sido provocada pela evolução da cena eletrônica, que gerou uma competitividade maior dentro da cultura mainstream.

Relatório IMS
Foto: Screenshot

O relatório destacou ainda que os ganhos dos DJs subiram em 2017, e que o aumento da produção de festivais fora do eixo América do Norte-Europa também contribui para um balanço positivo. Estes índices, porém, não foram calculados no documento.

Outros pontos de destaque foram:

A aquisição da Spinnin’ Records pela Warner por cem milhões de dólares, classificado como o terceiro maior negócio de música eletrônica fechado nos últimos seis anos. O valor corresponde ao disparo da influência e resultados da label em redes como Spotify, SoundCloud e Youtube.

Foto: Screenshot

O ULTRA Worldwide foi comparado às Olimpíadas de Inverno e a Fórmula 1 devido ao crescimento exponencial do número de eventos (45 em 20 países) em 2017.

Foto: Screenshot

— O Spotify foi avaliado em 28 bilhões de dólares, e boa parte do valor se deve à contribuição da música eletrônica. As terceira e quarta faixas mais transmitidas na plataforma estão dentro do gênero, enquanto 27 das 100 faixas mais tocadas em todos os tempos são classificadas como EDM, eletrônica ou house.

Foto: Screenshot

Você pode conferir o relatório completo aqui.

LEIA TAMBÉM:

Plataforma brasileira concorre a um dos principais prêmios da indústria da música eletrônica

IMS Ibiza anuncia tema e parte da programação para 2018

Warner compra Spinnin’ Records em acordo multimilionário

Indústria da dance music cresce 3% em 2017; confira o relatório anual do IMS

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS