Andrew Weatherall

Conheça Andrew Weatherall, importante DJ britânico que faleceu aos 56 anos

O DJ e produtor musical teve papel de destaque na cena acid house londrina e no crossover entre o indie rock e a dance music

Morreu nessa segunda-feira (17) o DJ e produtor britânico Andrew Weatherall. Ele tinha 56 anos e estava internado no Whipps Cross Hospital, em Londres, para tratar uma embolia pulmonar, mas não resistiu quando um coágulo atingiu seu coração. De acordo com sua equipe, o DJ teve uma morte “rápida e pacífica”.

“Lamentamos profundamente anunciar que Andrew Weatherall, o famoso DJ e músico, faleceu nas primeiras horas desta manhã”, diz o comunicado. “Sua família e seus amigos estão profundamente tristes com sua morte e estão tomando um tempo para organizar seus pensamentos”, explicou o time de management do artista.

Weatherall foi um dos artistas mais importantes da cena acid house de Londres dos anos 80 e 90, como um dos membros do coletivo Boy’s Own. Na época, foi residente do histórico clube Shoom, de seu amigo Danny Rampling, que introduziu o gênero nas raves da cidade.

Também teve papel importante para o trip-hop, ao lado da cantora Beth Orton, e no crossover entre indie rock e música eletrônica. Com a banda escocesa Primal Scream, emplacou um de seus trabalhos de maior destaque — a produção do álbum Screamadelica, de 1991, que se tornou um marco no cenário do rock alternativo. Também remixou artistas célebres como New Order e My Bloody Valentine.

Com Gary Burns e Jagz Kooner, formou o projeto The Sabers Of Paradise, que lançou três álbuns na Warp Records de 1993 a 1995. Depois, com Keith Tenniswood, formou o duo Two Lone Swordsmen. Outra colaboração notável de sua carreira foi o remix de “Hallelujah”, do grupo Happy Mondays, produzido junto a Paul Oakenfold.

Seu álbum autoral mais recente, Qualia, foi lançado em 2017. Weatherall estava prestes a lançar músicas novas pela label londrina Byrd Out e também constava na programação de festivais como inner city electronic, Houghton, Love International e GALA.

Uma curiosidade bastante peculiar de sua carreira foi quando se notabilizou por vender sua barba por 55 mil libras, em 2015 (aproximadamente R$ 320 mil, de acordo com a cotação da época).

Confira um pouco da vasta discografia do músico:

LEIA TAMBÉM:

SIGA A PHOUSE:
INSTAGRAM | TWITTER | FACEBOOK | SPOTIFY

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS