Connect with us
Green Valley Dez. Full
Banner Sundance Leaderborder
Go Festivals – Tomorrowland Winter Full

RMC acontece este fim de semana em São Paulo

Phouse Staff

Publicado em

04/12/2013 - 9:54

rmc

Maior encontro de música eletrônica e entretenimento da América Latina faz sua edição Regional Sudeste entre 05 e 07 de dezembro

O RMC São Paulo está com inscrições abertas! A capital paulista, uma das maiores metrópoles do mundo, berço de tendências e movimentos culturais e econômicos expressivos para o mercado da música eletrônica, sediará a Regional Sudeste do Rio Music Conference de 05 a 07 de dezembro.

Além da conferência, composta por orientação individual (Speed Coaching) debates, palestras, workshops e showcases abordando diferentes assuntos ligados ao mercado de música eletrônica, entretenimento e cultura, o RMC São Paulo envolverá bares, clubs e restaurantes da “terra da garoa” no RMC Club Week, uma corrente visando mostrar o lado criativo e envolvido da cidade com o entretenimento eletrônico aos participantes. Os clubs Yacht, Lions, D-Edge, Disco e Clash anunciaram adesão ao evento. A programação completa do Club Week poderá ser conferida no site www.riomusicconference.com.br.

 

Conferência RMC São Paulo

Na sexta-feira, dia 06/11, os inscritos no RMC São Paulo terão a oportunidade de visitar os bastidores do D-Edge, um dos maiores clubs do país, e conhecer a estrutura que envolve o trabalho realizado pelo grupo. No sábado, dia 07/11, o Centro da Cultura Judaica, sede principal do evento, abrigará, durante todo o dia, a Conferência do RMC São Paulo. No auditório e no teatro do Centro, estarão acontecendo as palestras e debates. Nas salas 1 e 2, os workshops ministrados por instrutores das mais renomadas instituições, como DJBan, Native Instruments, AIMEC e Yellow, e a cafeteria do CCJ recebe, de 12h às 21h, showcases de diferentes agências.

Veja abaixo a programação completa da Conferência do RMC São Paulo:

Programação:

 ||| Dia 05/12 – Quinta-feira |||

14h – 19h – CREDENCIAMENTO – DJ Ban
Rua Carlos Sampaio, 53

21h – OPENING RMC SÃO PAULO – 00 São Paulo
(com credenciamento no local)
Alameda Itú, 1466

CLUB WEEK – Yacht, Lions, D-Edge

||| Dia 06/12 – sexta-feira |||

14h – 19h – CREDENCIAMENTO – DJ Ban
Rua Carlos Sampaio, 53

15h – D-EDGE CONCEPT – Uma visita ao QG D-EDGE, com aulas de discotecagem básica

CLUB WEEK – Yacht, Lions, D-Edge, Disco, Clash

 

||| Dia 07/12 – sábado |||

10h – CREDENCIAMENTO – Centro da Cultura Judaica

CONFERÊNCIA:

Auditório – Centro da Cultura Judaica

13h – Lado B

Alguns personagens da noite falam um pouco do seu outro lado como profissionais

Mediador : Bruna Calegari (Hot Content)

Guil Salles (DJ/Empresário)
Davis Genuino (DJ/Advogado)
Fabio Spavieri (DJ/Designer)

14h – Os vários lados de uma contratação

Quais são os processos e dificuldades na atualidade

Mediador : Emiliano Braulio (4MZK Agency)

Juliano Jacomino (MOB)
Paulo Boghosian (DJ/Jack Artist)
Marcelo Arditti (Entourage)
Michel Saad (DJ/ Disco)
Tania Saraiva (Tune Agency)

15h30 – Centro Europeu AIMEC apresenta: Inovando na sua Festa

Convidados mostram como surgiram suas festas a partir de ideias diferentes

Mediador : Renato Lopes (AIMEC)

Eduardo Ramos (Gop Tun)
Cauê Ueda (Metanol)
Claudia Assef (Disco Baby)
Daniel Tamenpi (Pedrada Musical)

16h30 – Os novos modelos de negócio nas redes sociais

Quais são as mudanças que estão acontecendo no dia a dia para os artistas que usam para divulgação

Mediador : João Anzolin (Hot Content)

Representante da Vevo Brasil
Lísias Paiva (Deepbeep)
Guigo Monfrinato (Marketing/ Social Media – XXXPerience)

18h – Arquitetura do Entretenimento

Mediador: Pedro Gadea (Grupo 8)

Facundo Guerra (Lions ,Yacht, Cine Joia e Riviera)
Marcos Paulo Caldeira (Arquiteto do Vegas, Lions, Yacht e Cine Joia)

___

Teatro – Centro da Cultura Judaica

*tradução simultanea*

13h – Valorização x Desvalorização

Grandes Festivais e eventos no Brasil de norte a sul geram um demanda cada vez maior de grandes artistas e uma supervalorização dos cachês internacionais

Mediador: Léo Janeiro (DJ/Curador RMC)

Erik Dias (XXXperience)
Edo Van Dyn (Plus Talent)
Felipe Gaspar (Anzu)
Tonico Novaes (Grupo Industria / Creamfields BR)
Fernando Moreno (Smartbiz)

14h – Raio X DJ Marky

Panorama da vida do DJ

Mediadora: Claudia Assef (DJ/Jornalista)

15h – Beat 2 Beat

Um bate-papo papo musical entre DJs

Mediador : Carlo Dallanese

Anderson Noise
Eli Iwasa
Flow & Zeo
Junior C
João Lee

16h30 – Q & A: Renato Ratier (Black Belt/D-Edge/Warung)
Um dos maiores DJ’s em atividade no Brasil e no exterior, Renato Ratier fala sobre o projeto Black Belt e apresenta o “D-Edge Team”.

Mediadora: Sarah Kern (Housemag)

18h – DJ + Produtor = Studio

Como se define atualmente a parceria entre DJs e produtores na hora do studio

Mediador: Camilo Rocha

Xerxes (DJ/Produtor)
Gabe (Produtor)
Wehbba (DJ/Produtor)
Antoni Eudi (DJ/Músico/Produtor)
Andre Salata (DJ/Produtor/Professor na Universidade Anhembi Morumbi)

19h – Jonty Skrufff presents:
(Painel em inglês)

Jonty Skrufff é DJ e RP do club Pioneer e DJ residente do Sisyphos, ambos em Berlim. É curador do Amsterdan Dance Event (ADE), considerado o mais influente encontro de música eletrônica do mundo, além de produtor e jornalista.
Part 1. Berlin Rules: 10 Reasons Why Berlin is Europe’s Capital of Electronic Music
Camilo Rocha ( DJ/Jornalista )
Part 2. Breaking Out of Brazil – How to Build Your DJ Reputation Outside Brasil
Camilo Rocha (DJ/Jornalista)
Dudu Marote (Produtor)
Mauricio Soares (ID&T)
Memê – DJ/Produtor
Renato Cohen (DJ/Produtor)
WORKSHOPS
Centro da Cultura Judaica
Início: 11h

SALA 1
11h – Espaço Ban EMC – Limites do Áudio Digital na Mix e Master – André Salata e Rene Castanho
12h – 13h30 – Break
13h30 – Espaço AIMEC- Competição de remix de 2 horas apoio Ableton Live
14h30 – Espaço Yellow – Originalidade na Produção Musical – Christ e Thiago de Lucca
15h30 – Espaço Quanta Music – Maschine – Francisco Velasquez
16h30 – Espaço Quanta Music – Traktor sem limites – DJ Will
17h30 – Espaço AIMEC – Traktor versus CDJ 2000 André Motta e Mateus B.
18h30 – Espaço Yellow – Sintetizadores para Estúdio e Live PA – Christ
19h30 – Espaço Ban EMC – Historia da Música Eletronica – Eric Marke

SALA 2
14h – Speed Coaching by Fusion
10 min (atendimento pessoal)
Alguns dos nossos convidados dando dicas importantes sobre o desenvolvimento da sua carreira, atendimento personalizado de 3 profissionais de diferentes áreas.
Orientadores:
Bruna Calegari (Hot Content/ Conteúdo Digital)
Monique Dardene ( MDA / Manager )
Rodrigo Ferrari ( Dj /Produtor )
Sandro Horta ( Dj Com )
Paulo Silveira ( Hypno Agency )

SHOWCASE – Cafeteria

Centro da Cultura Judaica

12h – 21h

CLUB WEEK – Yacht, Lions, D-Edge, Disco

ENCERRAMENTO: Boa.TARDE no Paço das Artes – festa oficial de encerramento com OSUNLADE e outros DJs convidados –
https://www.facebook.com/events/357623631030326/?fref=ts

No Centro da Cultura Judaica contaremos também com espaço diferenciados das seguintes marcas:

-Aimec
– Native Instruments
– E-Djs
– Plus Talent

Inscrições e local

A inscrição para a conferência dá acesso à área RMC PRO*, à área de showcase e a demais facilidades do RMC Club Week, e tem valor inicial de R$70,00.

O  RMC São Paulo terá como sede principal o Centro da Cultura Judaica, localizado na rua Oscar Freire, nº 2500.

As inscrições podem ser feitas pelo site http://www.eventweb.com.br/rmc-saopaulo-2013

Temporada 2014

Tendo sua sede principal no Rio de Janeiro, o Rio Music Conference compreende que o Brasil é um país de proporções continentais com imensas diferenças regionais. Por isso, as edições regionais foram uma maneira encontrada para que a maior conferência da América Latina chegasse a todos os cantos do país para ouvir os diferentes mercados mais de perto.

A temporada 2014 do Rio Music Conference começou com o RMC Curitiba, em outubro, e o RMC Manaus, que ocorreu no início de novembro. A edição principal, no Rio de Janeiro, acontece de 19 de fevereiro a 04 de março.

SERVIÇO:

RMC São Paulo

05 a 07 de dezembro de 2013

Inscrições para a Conferência (área RMC PRO* + área Showcase + Club Week): R$70,00

Sede principal: Centro da Cultura Judaica, localizado na rua Oscar Freire, nº 2500

*RMC PRO: Espaço destinado aos workshops, debates e palestras

 

RECEBA NOVIDADES NO E-MAIL
[fbcomments]

Brand Channel

Alphabeat lança primeira produção autoral da garota prodígio Rivkah

E mais: sons de Sá com Mxce, ChampZ e Magic Ink, Diefentaler com Alan Maciel e Lipe Forbes com Alfredo Paiva

Alphabeat Records

Publicado há

Rivkah
Foto: Bruno Soares/Divulgação

Nessa sexta-feira, 14, a Alphabeat Records trouxe nada menos que quatro novos lançamentos de uma só vez. E não é apenas a quantidade o nosso destaque desta semana — afinal, entre temos uma bela canção entre amigos, uma mistura incrível entre música eletrônica e música erudita, um som puro alto astral e o primeiro lançamento da menina de dez anos que vem dando o que falar na eletrônica nacional. Vem com a gente: 

Rodrigo Sá vem se destacando em diversas músicas e com parcerias com artistas do meio eletrônico. Desta vez com os amigos Mxce, ChampZ e Magic Ink, fez a música “Chuva”, que traz uma melodia harmônica com a voz de Sá e uma pegada eletrônica envolvente, com pitadas de future bass e trap

 

A garota prodígio Rivkah lançou conosco a sua aguardada primeira produção autoral. Chamada “Carry Me Home”, a collab com os produtores Icy Sasaki e Gaskhan leva a voz e a composição do brasileiro-belga Yves Paquet, conhecido no cenário nacional pelo trabalho com DJs como Alok, Bhaskar e Vintage Culture

 

Em parceria com Alan MacielDiefentaler apresenta “Astral”, single que nasce no calor do verão Brasileiro pra não deixar ninguém parado. A dupla nutre uma amizade de longo tempo, e vinha trabalhando muito para essa parceria, que fala sobre good vibes e positividade.   

 

Por fim, “Sunshine Sonata” é o mais novo som do Lipe Forbes, em parceria com o pianista Alfredo Paiva. Lipe sempre teve a ideia de unir música eletrônica com música clássica, possibilitando a apresentação com uma orquestra erudita. A música transporta conceitos clássicos para o universo contemporâneo, e é bem diferente de tudo que vinha sendo lançado pelo artista.  

 

+ CLIQUE AQUI para conferir mais conteúdo da Alphabeat Records

Continue Lendo

Entrevista

Thomas Schumacher fala sobre parceria com Victor Ruiz e volta ao Brasil

Saiba mais sobre o experiente DJ alemão que toca no país neste final de semana

Alan Medeiros

Publicado há

Thomas Schumacher
Foto: Divulgação

Thomas Schumacher é aquele tipo de artista que merece o carimbo de ícone. Ativo na indústria há praticamente três décadas, este importante DJ e produtor alemão já colaborou para o desenvolvimento da cena de seu país em diferentes frentes. Seja como DJ, produtor, empresário ou label boss, sempre esteve estimulando o desenvolvimento do cenário em seu aspecto macro, pois somente dessa maneira é possível evoluir no sentido mais amplo da palavra.

Natural de Bremen, Schumacher iniciou sua jornada na música mais precisamente em 1991. Portanto, não é exagero dizer que ele acompanhou os primeiros passos do desenvolvimento do techno no país, logo após a importação dos primeiros beats importados de Detroit. Na Alemanha, o DJ ajudou na criação do que hoje é uma segunda casa para o gênero — tão ou ainda mais ativa quanto a cidade de origem do estilo.

Até 2011, Thomas fez parte do Elektrochemie, grupo que ainda contava com Stephan Bodzin e a cantora Caitlin Devlin (esposa do artista, a quem ele demonstra uma gratidão gigante, como você poderá ler ao final). O ano de encerramento desse projeto também marca a criação da Electric Ballroom, gravadora que tem sido um dos grandes nortes do trabalho do alemão ao longo das últimas temporadas. Com mais liberdade para lançar suas músicas e conduzir seus projetos, Schumacher se tornou uma espécie de olheiro aguçado para grandes talentos.

 

Quem se beneficiou muito disso foram alguns produtores brasileiros. Os primeiros passos de Victor Ruiz no cenário internacional, por exemplo, foram dados em parceria com Thomas. Através da label alemã, Victor lançou importantes faixas, incluindo o super hit “Apollo”, originalmente lançado em 2015 e revisitado em 2018 através do EP Apollo II.

Com Schumacher, o brasileiro retorna ao seu país natal neste final de semana para duas gigs no formato B2B: sexta no Warung Beach Club e sábado no Audio, como parte da programação dessa edição extra do D-EDGE Festival. Aproveitamos a passagem de Thomas Schumacher pelo Brasil para bater um papo com ele. Confira:

 

Brasil mais uma vez: qual sentimento essa tour com o Victor Ruiz traz para você?

Fazer essa tour especial em B2B com o Victor Ruiz me dá muito orgulho. Victor e eu compartilhamos uma visão quando se trata de techno, o que fica evidente em nossos sets e collabs. O fato de que a faixa “Wonder”, do nosso último lançamento, Apollo II, subiu nas paradas do Beatport e tornou-se nosso primeiro hit número um, torna tudo ainda mais significativo. Celebraremos o sucesso com os nossos fãs no Brasil durante nossos sets no D-EDGE Festival e no Warung.

O techno é um estilo que tem passado por um longo processo de transformação nos últimos anos. Como você enxerga esses ciclos? Para qual caminho esse movimento ruma nos próximos anos?

Mudança e transformação são elementos essenciais da vida e isso se aplica ao techno também. Neste ano vimos a volta da rave e do acid techno, basicamente os sons com os quais cresci nos anos 90. É uma experiência incrível para mim, viver um ciclo completo. Me sinto abençoado por ainda estar aqui e contribuir para o nosso movimento.

 

Música é sobre emoção, e acredito que um DJ pode despertá-la de diferentes frentes na pista. O que você costuma fazer para que o seu trabalho como músico tenha um caráter mais emocionante?

Concordo plenamente com sua declaração. Música é sobre emoção e conexão, e este é exatamente o meu objetivo quando se trata do processo criativo: me expressar e tocar as pessoas. Quando isso acontece, me sinto profundamente realizado e alegre.

Estúdio ou dancefloor: qual desses dois ambientes proporciona a você uma experiência mais prazerosa?

Ambos me dão formas muito diferentes de prazer e ambos são essenciais para o que estou fazendo. O processo de criar música é bastante íntimo, é como uma jornada pelo meu mundo interior. Quanto mais eu puder estar em contato comigo mesmo, melhor será o resultado. Já tocar é sobre conectar-se com as pessoas. A interação com o público através da música que eu toco é única — diz respeito a se perder no momento e esquecer do mundo lá fora.

A Electric Ballroom representa um capítulo importante na sua história enquanto artista. Quão importante ter seu próprio selo foi para o desenvolvimento de sua carreira a nível internacional?

Vejo meu selo como um playground criativo. Gosto muito da liberdade que isso me dá e abraço o fato de não ter que me comprometer quando se trata da música lançada por mim.

 

Berlim: na sua visão, o que há de melhor e pior para DJs e produtores na apoteótica cena da capital alemã?

Onde não há escuridão, não pode haver luz. Berlim tem muito a oferecer para pessoas criativas, as opções são ricas e diversas, tudo é possível. Para alguns, essa riqueza de oportunidade pode parecer intimidadora e outros podem se perder por um tempo, mas no fim, não há lugar melhor para nós do que essa cidade.

Como você lida com a pressão de se manter no topo? Essa questão tem impactado a forma como você cria suas músicas?

Quero viver de acordo com meus valores centrais e compartilhar com as pessoas através da música. Isso é o que importa para mim. Aprendi que colocar pressão sobre mim não me aproxima de nenhum dos meus objetivos. Muito pelo contrário. Uma prática de meditação diária é uma forma de me alinhar e me preparar para uma sessão criativa.

Olhando para trás, quais ensinamentos obtidos através de conversas com outros artistas você considera fundamental para ter chegado aonde está hoje?

Minha esposa Caitlin é cantora, compositora e pintora. Ela me ensinou mais sobre mim, música e vida do que qualquer outra pessoa. Sem ela, eu não estaria nem perto de onde estou hoje, e por isso sou profundamente grato a ela.

* Alan Medeiros é colaborador da Phouse.

LEIA TAMBÉM:

Em dezembro, D-EDGE apresenta edição “Culture” de seu festival

Assista ao aftermovie do Ultra Europe

Importante selo de house e techno da Itália traz showcase inédito ao Brasil

Giorgia Angiuli: “Achava que dance music era vulgar e fácil de se fazer, mas eu estava errada”

Continue Lendo

Notícia

Clipe para o hit de Calvin Harris com Dua Lipa é o mais visto do ano na MTV

Single foi um dos grandes sucessos do ano

Phouse Staff

Publicado há

One Kiss
Foto: Reprodução

Ela tem sido onipresente nas rádios, baladas e academias do mundo todo, e foi pedida até pelo craque da seleção inglesa no Fantástico. E se não chegou a ficar em primeiro nos charts da americana Billboard (chegou quase lá), “One Kiss”, do Calvin Harris com a Dua Lipa, foi mais um hit do escocês a chegar forte no primeiro lugar das paradas do Reino Unido — ajudando o produtor a bater um recorde nesta década.

Lançado em maio, o vídeo também foi sucesso. Em lista publicada ontem (13) no seu site, a MTV rankeou os videoclipes mais tocados em sua transmissão global durante o ano — em contagem de 1º de janeiro a 3 de dezembro. O portal não revelou, entretanto, os números de vezes em que cada vídeo foi ao ar.

 

Além de Calvin Harris, outros astros da música eletrônica emplacaram clipes no Top 20, como marshmello (duas vezes), Rudimental, David Guetta e Zedd. Confira a lista completa:

01. Calvin Harris, Dua Lipa – One Kiss 
02. Clean Bandit feat. Demi Lovato – Solo
03. Marshmello & Anne-Marie – FRIENDS
04. Rudimental feat. Jess Glynne, Macklemore & Dan Caplen – These Days
05. Bruno Mars feat. Cardi B – Finesse (Remix)
06. Ariana Grande – no tears left to cry
07. David Guetta & Sia – Flames
08. Drake – God’s Plan
09. Dua Lipa – IDGAF
10. Maroon 5 ft. Cardi B – Girls Like You
11. Jonas Blue ft. Jack & Jack – Rise
12. Selena Gomez, Marshmello – Wolves
13. Drake – In My Feelings
14. Zedd, Maren Morris, Grey – The Middle
15. Luis Fonsi, Demi Lovato – Échame La Culpa
16. Ed Sheeran – Perfect
17. Rita Ora – Anywhere
18. Nicky Jam x J. Balvin – X
19. Post Malone Ft. Ty Dolla $ign – Psycho
20. Jax Jones ft. Ina Wroldsen – Breathe

LEIA TAMBÉM:

“A EDM tem sido triste e lenta. Não tem nada em comum com o que eu amo fazer”, diz Calvin Harris

Calvin Harris afirma que não fará mais turnês: “Estou muito velho”

Calvin Harris bate recorde de sucessos no Reino Unido

Artilheiro da Copa pede música eletrônica no Fantástico

“One Kiss”, de Calvin Harris e Dua Lipa, ganha videoclipe

Continue Lendo

Publicidade

Go Festivals – Tomorrowland 300×250
Green Valley – 300×250
Sundance (300×250)

Facebook

PLAYLIST

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse

Sundance Pop Up