Belo Horizonte mantém o nível e segue tendo a melhor Só Track Boa do país

Em parceria com a Entourage, a OTM Produções reproduziu o mesmo padrão de excelência de 2018
* Edição e revisão: Flávio Lerner

Foto: Phillipe Guimarães (BS Fotografias)/Divulgação

Se em 2018 a Só Track Boa BH foi considerada pela Phouse e pelo próprio Vintage Culture como a maior e melhor edição de todos os tempos, em 2019 não foi muito diferente. Na segunda semana deste mês de setembro, dia 14, o aclamado festival brasileiro repetiu a dose de sucesso no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

Com ingressos totalmente esgotados, o evento organizado pela OTM Produções em parceria com a Entourage apresentou ao público artistas como Sonny Fodera, Kungs, Chemical Surf, KVSH, Dubdogz, Gabe, Victor Lou, Bruno Furlan B2B DJ Glen, RDT e, claro, o anfitrião Vintage Culture.  

Só Track Boa BH 2019
Foto: Phillipe Guimarães (BS Fotografias)/Divulgação

A convite da OTM, pelo segundo ano consecutivo, marcamos presença para cobrir o festival em solo mineiro. A nossa experiência começou desde a chegada ao aeroporto, onde fomos muito bem recebidos pela equipe responsável, que nos levou diretamente para o Mineirão para conferir de perto os bastidores da estrutura, que já estava cem por cento preparada para receber uma multidão que ali curtiria 16 horas seguidas de muita festa.

Sim, de-zes-seis horas: o rolê começou às 18h do sábado e foi acabar somente às 10h do domingo, e acredite: o público ainda ficou no gostinho de quero mais. Pra aguentar a maratona, muita gente curtiu a nova área de descanso, que trazia redes pra galera recuperar as energias.

Só Track Boa BH 2019
Foto: Phillipe Guimarães (BS Fotografias)/Divulgação

Quem abriu a pista foi o boss da Entourage, Arditti, conhecido nas pistas como RDT. Infelizmente, não chegamos a tempo da sua apresentação, mas tivemos a sorte de pegar o finalzinho do set do talentoso DJ Glen em um B2B digno de elogios com o Bruno Furlan. Embora ainda cedo, o set dessa dupla passou longe de ser um mero warmup — e Glen nos confessou ter sido uma das melhores gigs da sua carreira.

Ambos, com inconfundível identidade sonora, levaram o público ao delírio, tornando-se grandes protagonistas do evento e fazendo jus à responsabilidade de tocar num festival tão importante, com lineup escolhido a dedo. Abaixo, uma prova do que estamos falando:

Após o caloroso back to back, quem assumiu o comando foi Victor Lou, jovem promissor que também cumpriu bem o seu papel, com uma imensa responsabilidade de entregar a pista no jeito para o rei da chinelada: o DJ Gabe, que dispensa comentários. Depois dele, tivemos mais uma sequência de muita house music com os gringos Sony Fodera e Kungs.

Seguindo o fluxo, tivemos Chemical Surf, que passou explodindo a pista, e Vintage Culture, que como sempre, foi uma das atrações mais esperadas da noite. Em seu set, tocou grandes sucessos que já o acompanhavam durante as últimas gigs — lançamentos recentes, como “My Girl”, e até inéditas, como “In The Dark”,  com o Fancy Inc.

Só Track Boa BH 2019
Foto: Phillipe Guimarães (BS Fotografias)/Divulgação

Depois do astro, a grande cereja do bolo: um dos nomes mais promissores da atualidade na cena mainstream brasileira. O jovem Luciano Ferreira, mais conhecido como KVSH, foi outra das grandes esperas da noite. Jogando em casa, o mineiro teve a oportunidade de reunir milhares de membros da “KVSH GANG” — seu maior fã clube.

Sua enérgica apresentação contou com a participação especial da promissora dupla The Otherz e o cantor Gabriel Froëde, para apresentar ao vivo o grande sucesso “Can’t Get Over You”. Nos bastidores, ao ser questionado sobre comparações entre as edições mineira e paulista da Só Track Boa, KVSH declarou: “Cara, sou muito suspeito pra falar. Aqui eu tô em casa, então a resposta você já sabe né?”.

Só Track Boa BH 2019
Foto: Phillipe Guimarães (BS Fotografias)/Divulgação

Quem encerrou a noite histórica foi a dupla Dubdogz, que não deixou ninguém parado com sua “Techno Prank” e muitos outros sucessos. Quando o sol deu as caras, eis que Vintage retornou ao palco dando início ao super after que só a STB de BH tem, com um som mais pesado e refinado, esbanjando um acervo houseiro de bom gosto. Para completar o time, o anfitrião ainda mandou um B2B com Gabe, e Bruno Be chegou no finalzinho, roubando a cena com o seu roupão branco. Sau da dis que fala, né?

Sold out de verdade

Uma coisa que nos chamou bastante a atenção foi o comunicado de “sold out” poucos dias antes do evento. Pra ser sincero, a gente nunca leva esse tipo de anuncio muito a sério, pois estamos acostumados a ver grande parte dos produtores brasileiros utilizarem isso como uma boa tática de vendas. E mesmo quando alguns eventos que vemos por aí esgotam, sempre tem aquele lote extra na bilheteria, ou centenas de cambistas vendendo na porta.

Porém, quem foi esperando por isso para a Só Track Boa BH, ficou sem entrar, ou teve que pagar muito caro. Tive alguns amigos que foram de São Paulo e cometeram esse erro — acabaram se dando muito mal. Primeiro porque compraram ingressos falsificados de um cambista.

Só Track Boa BH 2019
Foto: Phillipe Guimarães (BS Fotografias)/Divulgação

Para não ficarem de fora, tiveram que desembolsar nada menos que R$ 400,00 pelo ingresso de camarote de duas pessoas desistentes na porta. Fora isso, tinha apenas mais DOIS cambistas vendendo ingressos de camarotes. Cada um deles não tinha mais que um ingresso sobrando (e vai lá ver se também não era falso) — o gramadão se esgotou completamente.

Fica a dica para que no próximo evento, seja onde for, você se programe para comprar seu ingresso através de alguma plataforma oficial e antecipadamente. Todo cuidado com cambistas é pouco. A festa foi realmente sold out! E o mais legal é que o respeito ao público prevaleceu; dava para se deslocar confortavelmente em todas as áreas do festival. Isso mostra que a OTM e seus parceiros pensaram com carinho no conforto de cada um que pagou para estar ali.

Só Track Boa BH 2019
Foto: Phillipe Guimarães (BS Fotografias)/Divulgação

Além de todos os serviços funcionando numa boa, da grandiosa estrutura e ótima qualidade sonora — que estavam totalmente compatíveis com o estádio —, a Só Track Boa BH contou com a força do público jovem, o que demonstra que Belo Horizonte está se estabelecendo como um dos grandes polos da música eletrônica no Brasil.

Muito disso, vale ressaltar, se deve à própria OTM Produções, uma das principais produtoras de eventos do estado, que vem investindo forte na cena local. Uma semana após a STB, levaram para a capital mineira a Charlotte de Witte, e para esse ano já tem na agenda uma nova edição da festa KRUSH, de KVSH.

Por fim, agradecemos à Anny Amarante e ao Otacílio Mesquita pelo convite. Mais uma vez, parabéns pelo excelente trabalho que vocês e todo time da OTM vêm fazendo em BH! Tendo iniciativas desse porte em diversas regiões do Brasil, teremos, sem dúvidas, uma cena eletrônica cada vez mais forte.

Confira mais fotos do rolê:

Só Track Boa BH 2019
Foto: Phillipe Guimarães (BS Fotografias)/Divulgação
Só Track Boa BH 2019
Foto: Bruno Soares (BS Fotografias)/Divulgação
Só Track Boa BH 2019
Foto: Phillipe Guimarães (BS Fotografia)/Divulgação
Só Track Boa BH 2019
Foto: Phillipe Guimarães (BS Fotografia)/Divulgação
Só Track Boa BH 2019
Foto: Bruno Soares (BS Fotografia)/Divulgação
Só Track Boa BH 2019
Foto: Bruno Soares (BS Fotografias)/Divulgação

Luckas Wagg é CEO da Phouse.

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.