Plusnetwork

Sócio da PlusNetwork diz que “o Brasil de hoje não comporta um festival do porte do Tomorrowland”

Publicada na quarta-feira, dia 21, pelo jornal Estadão, uma entrevista com o sócio da PlusNetwork, Luis Enrico Klotz, chamou à atenção aos fãs de música eletrônica. Recentemente foi confirmado pela produtora a realização de um novo festival em São Paulo, o Electric Zoo, e o cancelamento do Tomorrowland no próximo ano, e Klotz tem uma resposta para o atual cenário, que para ele, não tem espaço para grandes festivais:

“O Brasil de hoje não comporta um festival do porte do Tomorrowland”. “Em 2015, na primeira edição, nós colocamos 180 mil pessoas em três dias, e como era esperado não tivemos lucro. Já neste ano, vendemos 150 mil ingressos. Repetir o evento agora neste ano que vem não seria uma ideia inteligente”, disse ao veículo.

A matéria também destaca que não é só o Brasil que vive um mau momento econômico para realização de eventos desse nível e cita o cancelamento do TomorrowWorld-EUA como exemplo. Outra novidade da PlusNetwork é que a empresa irá investir em eventos de até 20 mil pessoas, como o Electric Zoo, que acontecerá em apenas um dia.

Além disso, dois novos festivais devem chegar ao Brasil: o Welcome to the Future, da Holanda, e o Awakenings Festival, que tem raízes nos Países Baixos e na Inglaterra.

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS