Eli Iwasa assina trilha para desfile de estilista queridinho do mundo pop; confira!

A DJ, empresária e modelo abordou conceitos espirituais para a trilha da coleção “NO WAR”

Em um 2019 intenso, intercalando a administração dos clubes Caos e Club 88 com datas confirmadas em festivais importantes na América do Sul, Eli Iwasa está cada vez mais ligada ao mundo da moda. Já acostumada a posar para marcas como a Chaouiche e a assinar a trilha de desfiles de fashion designers como Lorenzo Merlino, agora a DJ de techno paulistana foi responsável pelo conceito sonoro da coleção verão 2020 de Diego Fávaro, que já assinou roupas de grandes nomes do mercado do entretenimento, como Anitta, Pabllo Vittar, Manu Gavassi e Karol Conka

Abordando o tema central da data limite de Chico Xavier, profecia de 1971 que previa a humanidade obtendo grandes avanços na ciência e tecnologia caso não entrasse em uma Terceira Guerra Mundial até o dia 20 de julho de 2019 (prazo que começou há 50 anos, quando o homem pisou na Lua), a coleção NO WAR colocou Eli Iwasa diante da oportunidade de pesquisar sons que pudessem demonstrar esse momento de ruptura versus esperança para a civilização, colocando ruídos de lançamentos de foguetes em meio à música eletrônica experimental — representada pela faixa “Foil”, do duo britânico Autechre.

+ LEIA TAMBÉM: Em loja de discos italiana, Eli Iwasa toca set alternativo em vinil; assista!

“A trilha partiu através de uma pesquisa inicial da Eli sobre sons que representariam esse momento universal. Elaboramos a base da trilha, um som contínuo que lembra sons binaurais, que têm o poder de curar partes do corpo. Para conseguirmos fechar a ideia com excelência, ela ainda adicionou sons antigos de lançamento de foguetes, sondas espaciais e coisas relacionadas, e fechou a música respeitando a identidade da marca”, contou Diego sobre o processo criativo com a DJ.   

Confira o desfile com a trilha de Eli, parte da 45ª Casa de Criadores, que rolou no último dia 05, na Praça das Artes, em São Paulo:

  • Patrocinado: Clique aqui para inscrever-se no Burn Residency 2019 e ter a oportunidade de alavancar a sua carreira.

Ouça agora “Linked”, a nova música do britânico Bonobo

Faixa foi lançada no dia 1º de julho

Bonobo presenteou seus fãs no começo do mês com uma baita sonzeira assinada pela respeitada label londrina Ninja Tune. Intitulada “Linked”, a produção vem com uma pegada bem calma, toda instrumentalizada, com alguns vocais de background transmitindo uma vibe bem energética, na mesma linha de “Ibrik”, que saiu em janeiro — a sua primeira faixa lançada desde 2017. 

Para quem ouviu em “Linked” um som familiar, talvez seja por que já tenha escutado esse som por aí, nos sets do Bonobo. Um dos registros que encontramos na internet dessa faixa sendo executada foi no Boiler Room de Nova Iorque, em fevereiro do ano passado. Confira abaixo, em aproximadamente 11 minutos e 30 segundos do vídeo:

* Luckas Wagg é CEO da Phouse.

Chemical Brothers mostra a boa e velha forma em “Free Yourself”

Duo volta a lançar um single depois de dois anos

Um dos maiores e mais tradicionais projetos da história da música eletrônica, o Chemical Brothers está de single novo. O duo britânico lançou “Free Yourself”, uma pedrada raver alucinante, cheia de dinâmica e intensidade, impondo a sua qualidade tradicional.

O single é o primeiro lançamento original da dupla desde “C-h-e-m-i-c-h-a-l”, em 2016. O duo não se manifestou ainda sobre a possibilidade de um novo álbum — o último, Born in the Echoes, veio em 2015.

+ CLIQUE AQUI para ler mais sobre os Chemical Brothers

Gui Boratto lança “Pentagram”, seu quinto álbum de estúdio

Disco sucede “Abaporu”, de 2014

Nesta sexta-feira, enfim foi lançado via Kompakt o aguardado quinto álbum de estúdio de Gui BorattoPentagram. Em menos de uma hora, o LP traz 12 faixas de um Boratto inspirado e que parece saber exatamente o que está fazendo e onde quer chegar, em um caldeirão de referências que vão desde as bandas de synth pop dos anos 80 (como New Order, Depeche Mode e Tears For Fears) a produtores vanguardistas de hoje em dia, como James Holden — passando ainda, é claro, pela escultora brasileira Lygia Clark, que influenciou no conceito visual do disco.

No BRMC, o músico já havia falado das influências estéticas que o levaram ao conceito da obra, que carrega uma ampla bagagem de arquitetura (formação acadêmica de Gui), geometria e design. “Eu queria transmitir o ponto de vista do pentagrama científico: não é algo religioso“, disse agora, em release de imprensa. A última faixa do disco, “618”, tem exatos seis minutos e 18 segundos, e iguala com a proporção áurea do pentagrama.

+ No BRMC, Gui Boratto revela detalhes de seu quinto álbum de estúdio

A música é dinâmica, maximalista e viajante, repleta de musicalidade. Como já havia dito — também no painel do BRMC —, este é seu álbum mais orgânico, recheado de instrumentos acústicos, sobretudo cordas e instrumentos de orquestra, mais notáveis em “Scene 2”, que tem uma pegada jazz. Há também sintetizadores modulares, como o clássico Buchla. Em “Overload”, Luciana Villanova, que já participou em canções como “Beautiful Life” e “No Turning Back”, volta a emprestar sua voz a uma produção do marido.

Ouça Pentagram:

André Rezende – Take It Slow

Nesta terça-feira, 15, lançamos pela Phouse Tracks a música “Take It Slow”, do DJ e produtor André Rezende. Acompanhada de um vocal simples e curto, a track tem um kick forte e um drop marcado. “Take It Slow” está agora disponível para free download no The Artist Union, no nosso SoundCloud e no Spotify.

Nascido em Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, André Rezende, de 25 anos, é formado na AIMEC de Joinville em produção musical. DJ há dez anos e artista da BPM Bookings, André possui também lançamentos agendados com a House Mag e a UP Club, além de dez faixas lançadas no Beatport.

Siga e ouça também a nossa playlist de deep e low BPM feita pelo Cat Dealers:

Alex Senna & Teken – Unfold (Original Mix)

Hoje é lançada pela Phouse Tracks a música “Unfold”, dos DJs e produtores Alex Senna e Teken. Com um vocal fácil de memorizar e uma melodia marcante, em uma vertente bem brasileira com muito groove e um drop empolgante, “Unfold” está agora disponível para free download no The Artist Union, no nosso SoundCloud e no Spotify.

Nascido e criado em São Paulo, Alex Senna, com apenas 21 anos, já é conhecido no Brasil por suas inúmeras parcerias. Já colaborou com ILLUSIONIZE, Vinne, Gustavo Mota, Shapeless, entre outros. Teken é Thiago Kenned, nome que possui uma longa carreira baseada em inúmeras produções de qualidade, e vem recebendo suporte de grandes nomes como Gabriel Boni, Future Class e Groove Delight.


Siga e ouça também a nossa playlist com a músicas que estão bombando em 2017: