Em nova entrevista, CEO fala sobre EDC e sua paixão pelos festivais

Pasquale Rotella conversou com a Forbes

Tudo tem um começo, meio e fim, mas a era dos festivais parece que não tem data para acabar e vive atualmente seu melhor momento, segundo o CEO da Insomniac Events, Pasquale Rotella.

Em entrevista à Forbes, ele falou sobre seu pioneirismo na época em que não existiam festivais na América, há mais de 25 anos, e que fundou a empresa em 1993 pelo seu amor por festas e também pela “morte do underground”. Embora ele tenha consciência de que a EDM não seja mais tão comercial como há três ou quatro anos, os eventos da Insomniac continuam a atrair multidões. O último EDC em Las Vegas, por exemplo, reuniu mais de 450 mil pessoas.

Pasquale
Foto: Reprodução

Ao ser questionado pelo entrevistador Steve Baltin sobre o que mantém as coisas frescas e desafiadoras para ele, Rotella responde: “Preciso estar entretido. Construí esses eventos para mim e claro, pensando nos outros. Mas como sou fã, eu faço como eu gostaria que eles fossem se eu pudesse ser um dos participantes”. É assim que tecnologia, arte, cultura, novas músicas e ideias sempre se renovam em suas festas de forma inovadora.

Mesmo após quase 30 anos e a construção de um negócio gigante, Rotella diz que ainda se sente o mesmo: “Estou muito animado. A ideia de levar as coisas para outro nível é emocionante. Eu quero e faço tudo o que puder para que isso aconteça”, explicou, dizendo que não gostaria de ir ao mesmo EDC ano após ano.

Em outro ponto da entrevista, o big boss da Insomniac fala sobre Alison Wonderland, artista que se tornou uma das estrelas do cenário: “Fico muito animado em presenciar a evolução dela. Tenho visto muitas carreiras crescerem e me sinto parte de muitas dessas por ter essa plataforma. Poder colocá-las na frente de tantas pessoas é uma bênção”.

Rotella termina a entrevista com sua própria visão do contexto atual, dizendo que seus eventos não param de crescer. “As pessoas por aí estão realmente interessadas nisso. Houve uma explosão da dance music anos atrás que a deixou muito na moda. E isso passou. O estranho é que não ficou menor para nós, ficou maior. Há menos pessoas envolvidas no setor e ficou menos popular comercialmente, mas estamos melhores do que nunca”, finaliza.

  • Patrocinado:Clique aqui para inscrever-se no Burn Residency 2019 e ter a oportunidade de alavancar a sua carreira.

Confira o trailer do EDC Las Vegas 2019

Venda dos ingressos abre nesta sexta-feira

Nesta semana, a organização do Electric Daisy Carnival soltou o trailer oficial para a edição do ano que vem. Com quase oito minutos de duração, o vídeo mostra toda a vibe enérgica do evento, que mistura acampamento de verão, música eletrônica, performances artísticas, instalações e conceito circense.

Nesta quarta-feira, 26, a partir do meio-dia de Las Vegas (16h em Brasília), o famoso CEO do rolê, Pasquale Rotella, vai responder perguntas dos fãs no Reddit, através deste link.

O EDC 2019 rola mais uma vez no Las Vegas Motor Speedway, entre os dias 17 e 19 de maio. A venda dos ingressos começa nesta sexta-feira, 28, a partir das 10h PST (14h em Brasília), pelo site oficial.


Tracklist:

  1. Dombresky + Tony Romera – “ID”
  2. Tommy Trash, Nick Catchdubs – “OMG” (feat. Moosh & Twist)”
  3. AC Slater – I Wanna Show You
  4. FM-3 – Non Stop (Guau Remix)
  5. Chris Lorenzo – “Moogy”
  6. Haus of Panda – “Back 2 the Sound”
  7. Sudden Death & AFK – “BZZRK”
  8. Seven Lions, Tritonal, & Kill The Noise – “Horizon” feat. Haliene

LEIA TAMBÉM:

Às vésperas do EDC, Insomniac lança compilação

Novo trailer do EDC Las Vegas foca em inclusão: “Todos são bem-vindos”

Pasquale Rotella promete “grandes mudanças” para o EDC Las Vegas

Às vésperas do EDC, Insomniac lança compilação

Disco traz 28 músicas de nomes como Kaskade, Vini Vici e Chris Lake

Como de praxe, às vésperas de mais uma edição do EDC Las Vegas, a Insomniac Records lançou um disco que compila faixas de diversas atrações do festival. Chamada Insomniac Records Presents: EDC Las Vegas 2018, a VA traz 28 músicas de artistas como Kaskade, Vini Vici, Chris Lake, Sinden e Will Clarke, servindo tanto para aquecer para o evento quanto para conhecer alguns nomes novos.

O EDC Las Vegas 2018 rola entre os dias 18 e 20, na Motor Speedway, com transmissão ao vivo pelo site oficial.

+ CLIQUE AQUI para conferir o lineup completo e a divisão por palcos do EDC

Insomniac estuda mudar a data do EDC, segundo Pasquale Rotella

Durante o último Electric Forest, o CEO da Insomniac Events, Pasquale Rotella, alegou que haveria grandes mudanças para o próximo Electric Daisy Carnival, principal evento da produtora.

Mais recentemente, em entrevista ao Las Vegas Review Journal, o CEO cogitou mudar a data do EDC. “Já exploramos várias opções de data, mas nenhuma decisão foi feita. Podemos acabar fazendo o evento novamente em junho, mas estamos considerando a possibilidade de mudança”, disse Rotella.

O EDC já é marcado para o período da noite, tendo em vista as temperaturas muito elevadas na região do Las Vegas Motor Speedway. Neste ano, houve muitas chamadas médicas, além da infeliz morte de um frequentador, aparentemente por desidratação.

+ Pasquale Rotella promete “grandes mudanças” para o EDC Las Vegas

+ Homem morre no EDC com temperatura corporal elevada

Pasquale Rotella promete “grandes mudanças” para o EDC Las Vegas

O Electric Daisy Carnival deste ano foi um divisor de águas para a Insomniac Events. Foram quase 140 mil pessoas por dia durante três dias e não faltaram problemas para resolver ao longo do festival.

Apesar de toda preparação envolvida, houve dificuldades com o trânsito na região e também com o sistema de shuttles, que este ano foi feito pela própria Insomniac, em vez de serviços terceirizados. Porém as mais de mil ligações solicitando atendimento médico, além de uma infeliz morte supostamente causada pelas elevadas temperaturas, voltaram a atenção da produtora de eventos para redução de danos.

+ Produção do EDC se pronuncia sobre morte de frequentador

O CEO da Insomniac, Pasquale Rotella, dificilmente foge da raia, e além de ter se pronunciado sobre os problemas o EDC deste ano, recentemente fez uma transmissão ao vivo no seu Instagram durante o festival Electric Forest, e disse que “grandes mudanças” no EDC Las Vegas estão por vir. “Eu vou anunciar as mudanças para o EDC Las Vegas em breve. Estou rabiscando algo aqui no EForest”, comentou. “Estive pensando a respeito e é hora de fazer algo diferente.”

Entre as possíveis novidades, as mais especuladas são uma possível mudança de local — o que ajudaria a amenizar o problema das altas temperaturas desérticas de Nevada — e a possibilidade do EDC se transformar em um festival com dois fins de semana. Esta ideia é cogitada ano após ano, mas muitos a desconsideram, tendo em vista que os ingressos deste ano não se esgotaram.

+ Mais confusão no EDC: DJ Khaled afirma ter sido sabotado

+ De Martin Garrix a Nicole Moudaber: confira mais de 20 sets do EDC

EDC Las Vegas 2017 é marcado por muita confusão

Aconteceu no último fim de semana o Electric Daisy Carnival, na Las Vegas Motor Speedway, e só na primeira noite 136 mil pessoas compareceram ao evento, fazendo do EDC o festival com maior público do ano nos EUA até o presente momento. Mas como nem tudo são rosas, infelizmente houve muitas reclamações com relação a organização do evento e dos serviços oferecidos, bem como vários atendimentos médicos e algumas prisões.

O canal 3 News reportou 443 chamadas, uma delas referente à condição médica pré-existente, e outras seis que necessitaram transporte até um hospital. Além disso, 118 atendidos foram dispensados e foram prestadas 29 queixas relacionadas a narcóticos. No sábado, segundo a polícia, houve menos atendimentos médicos, 305, com cinco pessoas sendo levadas ao hospital, e 28 prisões, sendo 27 relacionadas a narcóticos.

A Insomniac Events conseguiu lidar bem com os problemas médicos, e também havia preocupações relativas as suspeitas de que a Las Vegas Motor Speedway poderia ser alvo de um ataque terrorista, tendo em vista sua localização e o alto número de pessoas circulando diariamente pela área. Por issom os organizadores avisaram ao público com antecedência que reportassem qualquer atividade suspeita.

Além disso, um tópico se iniciou no Reddit com um espectador extremamente decepcionado reclamando que o transporte do evento estava com um atraso de mais de três horas, havia pessoas dormindo no chão, e estes haviam pago nada mais nada menos que 890 dólares por um passe VIP + transporte. Também houve problemas com o estacionamento.

Em meio ao turbilhão, o fundador do EDC, Pasquale Rotella, que não costuma fugir da raia, se posicionou através do seu Instagram. Ele disse que “este não é o nível de experiência que vocês merecem, e estamos trabalhando para consertar estes problemas. Mantenham as linhas de comunicação abertas. Se você tiver um problema ou pergunta, por favor nos informe através das mídias sociais”, deixando o público mais aliviado e os lembrando de que a equipe estava lá para ajudar.

https://www.instagram.com/p/BVd0Im2lmp6/

Estatisticamente, o número de prisões e chamadas médicas foram baixos, considerando o número massivo de pessoas atendendo ao evento. Não houve nenhuma fatalidade e nenhum dos hospitalizados está em estado crítico.

Transmissão ao vivo do EDC: confira os horários

Em homenagem ao EDC, Las Vegas renomeia um dos seus principais trechos

[ERRATA] Segunda edição do EDC Brasil [AINDA NÃO] está confirmada para 2017, diz site

ATUALIZADO [2]:

Após a publicação ser retirada do ar pelo portal Fly By NightRenan Silva, um de seus administradores, entrou em contato com a Phouse e solicitou a remoção deste artigo, que, de acordo com ele, foi ao ar por conta de um bug. Confira na íntegra o e-mail:

“Se puderes tirar a fonte da pauta do EDC, agradeço, pois [rolou] um bug de indexação que acabamos descobrindo. Na verdade a pauta trata de um ‘esqueleto’ para quando fosse efetivamente confirmado o retorno do festival (tanto que a data era de abril e não constava a data do retorno de fato).”

Pedimos desculpas aos leitores e ressaltamos que sempre prezamos pela verdade de todos os fatos aqui divulgados. Reiteramos que essa notícia foi publicada apenas pelo fato de ter vindo de um outro canal de mídia de muita credibilidade no mercado — assim como foi destacado desde o início.

Att, Luckas Wagg, CEO da Phouse.

— Notícia original:

Foi noticiado através do Fly By Night, um dos principais portais de entretenimento da região Sul do Brasil, que o festival Electric Daisy Carnival (EDC) está confirmado para retornar ao país ainda este ano.

A publicação não entra em detalhes sobre data e local, apenas deixa destacado a certeza de que o festival será realizado no Brasil ainda em 2017.

De origem americana, o EDC fez sua estreia no Brasil com edição realizada na cidade de São Paulo, em dezembro de 2015. Nomes como Skrillex, Adventure Club, ANNA, Arty, Audien, Above & Beyond, Martin Garrix, Marc Houle, Knife Party e Tiësto marcaram presença.

Até o momento nenhuma informação oficial foi divulgada na página do evento e de seus produtores. Confira aqui a publicação.

Relembre o set do Skrillex no EDC BRASIL 2015:

ATUALIZADO [1]: Leitores relataram problemas ao acessar o link do Fly By Night, abaixo está um printscreen do anuncio. Ou, se preferir, podem acessar a página cacheada pelo Google clicando aqui.

Fundador da Insomniac anuncia novo festival para 2017

Pasquale Rotella, fundador da produtora americana Insomniac Eventos, anunciou que será realizado em 2017 um novo festival. Como pode ser notado abaixo, a surpresa foi revelada nesta semana nas redes sociais.

https://www.instagram.com/p/BHvPnVPhvA7/

“Local novo. Festival novo em 2017”, diz a legenda no vídeo, que apresenta um local arborizado, em cerca de apenas 10 segundos de duração.

Ainda sem detalhes a respeito, como o nome do evento e do local, ou a data de sua realização, nos restam aguardar por mais informações.

A Insomniac Events é responsável pelos festivais Electric Daisy Carnival, Electric Forest, Nocturnal Wonderland, entre outros, em todo o mundo.