E-music milionária: os três maiores “gastões” do mercado EDM nos Estados Unidos

Desde que a Eletronic Dance Music desembarcou e explodiu nos Estados Unidos, um verdadeiro impacto financeiro atingiu a música eletrônica, com a criação de megafestivais, lançamento de diversos hits e a consagração de DJs.

E claro, na terra do Tio Sam, não demoraria muito para que as grandes empresas percebessem a mina de ouro que a divisão mais popular da e-music poderia se tornar. O investimento de alguns conglomerados estadunidenses, hoje, ultrapassa milhões de dólares e envolvem patrocínios de eventos e produtores musicais. Não seria nenhuma ofensa à história musical americana se comparássemos o ‘boom’ econômico ao que acontece no mercado do hip hop ou do rock.

Para mensurar o gasto, a Billboard Magazine colocou na prancheta os números das três maiores investidoras no mercado da EDM. Confira quem sãos os “gastões” da atualidade:

ANHEUSER-BUSCH – U$ 35 MILHÕES +

O conglomerado de cerveja apoia a franquia Electric Daisy Carnival (EDC) e o SFX Festival, além de ter acordos com Steve Aoki, Diplo e Tiesto.

7UP

A marca de refrigerante estampa os rostos de Martin Garrix e Tiesto em seus comerciais e até nas latas do produto, além de patrocinar eventos como o Ultra Music Festival e o EDC, e um dos programas de rádio sobre música eletrônica mais importantes do mundo, o Pete Tong’s Evolution.

T-MOBILE

A provedora exclusiva de telefonia celular do SFX Festival também tem acordos com os DJs Zedd, Above & Beyond e o “festival multicolorido” Life in Color.

Armin Van Buuren cria remix para tema principal de Game Of Thrones

Um dos maiores fenômenos da TV e literatura mundial na atualidade é a série Game Of Thrones do autor George R. R. Martin. A série que está terminando sua quinta temporada este mês e tem 05 livros lançados até agora, conta a história dos Sete Reinos de Westeros, onde “verões duram décadas e os invernos uma vida inteira”, onde violentas lutas e batalhas dinásticas entre as famílias nobres surgem para se conseguir o controle do Trono de Ferro de Westeros para se tornar soberano sobre todos os Reinos.

Produzida e exibida pelo canal HBO desde 2011, a série tem uma legião de fãs e seu tema de abertura é um dos mais adorados pelo público.

Se liga na canção!

Criado pelo compositor de trilhas sonoras alemão Ramin Djawadi, a canção acaba de ganhar um super remix no estilo trance pelas mãos excelentes de Armin Van Buuren, que é super fã da série e segundo o próprio, seus personagens preferidos são Stannis Baratheon, Tyrion Lannister, Jon Snow e Arya Stark

Então sem mais enrolações, pega aí o remix do rei do trance para o tema.

Apple negocia parceria com David Guetta para novo serviço de streaming

Após comprar a Beats Music e a Beats Eletronics por U$3 bilhões em maio de 2014, muito se especulou sobre a possibilidade da Apple lançar um serviço de streaming para competir com Spotify, Pandora, entre outros. E de acordo com o portal americano Tech Times, o serviço deve ter um dos maiores nomes da EDM como parceiro: David Guetta.

A publicação explica que a gigante da tecnologia está em negociações com o francês para que ele tenha um espaço especial no serviço. As conversas envolvem outros artistas, como o rapper Drake e o produtor Pharrel Williams. O primeiro, inclusive, já teria recebido uma exorbitante proposta de U$19 milhões para fechar acordo com a Apple.

O anúncio do novo serviço da maçã deve acontecer na WWDC – Conferência Mundial de Desenvolvedores da Apple, que acontecerá de 2 a 18 de junho em São Francisco, na Califórnia, Estados Unidos.

Na época da compra da Beats, Tim Cook, CEO da Apple, disse que “a música tem um espaço especial no coração” da empresa e que a entrada de Jimmy Lovine e Dr. Dre (fundadores da Beats) ajudaria a “criar os mais criativos produtos e serviços de música do mundo”.

Os indícios de um novo concorrente no mercado de streaming são fortes e caso se concretizem, devem render bons frutos artísticos e financeiros à David Guetta.

Documentário mostra jornada de Axwell /\ Ingrosso desde a separação do Swedish House Mafia

Axwell /\ Ingrosso conseguiram passar para os fãs um pouco de como foi a jornada deles após a separação do lendário trio Swedish House Mafia. Eles lançaram um mini-documentário chamado “On The Road: From Ultra to Coachella” que tem duração de pouco menos de seis minutos e mostra os suecos falando sobre suas vidas desde o UMF 2013 até o Coachella desse ano. No vídeo, aparecem trechos de como eles planejam cada show ao vivo e o que passa por suas mentes, buscando sempre dar aos fãs o que eles realmente merecem.

Mesmo que o Swedish House Mafia tenha acabado, Axwell /\ Ingrosso estão mantendo suas posições como lendas da música eletrônica.

Clique aqui para assistir o documentário.

Soundcloud: Popularidade nem sempre significa lucratividade

O popular SoundClound que produtores e DJs usam para publicar, compartilhar e divulgar músicas, não está em sua melhor fase e isto pode ter acontecido após a plataforma ter dado total liberdade para detentores de direitos autorais, bem como as gravadoras removerem sem aviso prévio qualquer faixa do site.

De acordo com Business Wire, a plataforma possui 175 milhões de usuários que possuem conta e, a cada um minuto, doze horas de músicas são carregadas para o site. 
Números significantes a parte, estes não impediu do SoundClound estar enfrentado uma queda nos últimos meses e estar decepcionando alguns produtores e compositores.

Após o ‘poder’ colocado sobre as gravadoras, muitos DJs tem perdido seus remixes na plataforma por violar os direitos autorais. Knife Party, por exemplo, perdeu diversas de suas faixas e aproximadamente 5 milhões de seguidores, e Kaskade, a metade. 
Possivelmente, esta é uma das principais causas da plataforma alemã estar vivendo uma fase complicada. Entretanto, vale ressaltar que não é apenas ela que está sendo alvo do poder das gravadoras como Universal Music, Warner e Sony. Spotify e Shazam agora estão no pacote e foram obrigados a entrar nesta parceria.

CONFIRMADO: Sónar desembarca no Brasil em Novembro

Está oficialmente confirmada a edição brasileira do Sónar 2015. O festival acontece na capital paulista de 24 a 28 de Novembro. O Sónar São Paulo volta em novo formato que privilegia os três pilares do evento: música, criatividade e tecnologia.
Criado em Barcelona em 1994, o festival Sónar possui uma importância reconhecida mundialmente pela cuidadosa oferta de conteúdo artístico que combina a vanguarda da música com experimentações multimídia.
Mais informações sobre o Sónar São Paulo serão anunciadas no dia 22 de junho. O evento é produzido pela Dream Factory e patrocinado pela Desperados, a cerveja com toque de tequila, que tem em comum com a marca o universo de vanguarda, criatividade e experimentação.

Quer curtir a Injeção Eletrônica de graça?

Estamos nos aproximando da Injeção Eletrônica, uma festa universitária e open bar, sediada na capital da música eletrônica, Floripa. Já fizemos um publicação anteriormente sobre o que rola no evento, vocês podem conferir tudo o que escrevemos aqui.

A festa será nesse sábado, dia 23 de maio, nós estaremos lá fazendo a gravação de mais um episódio da Phouse TV e você pode ir de graça com 04 amigos! Pra concorrer é muito fácil, basta se cadastrar aqui em baixo.

Obs: Depois do cadastro você pode compartilhar a promoção, quanto mais você compartilhar, mais tem chances de ganhar ;)

Boa sorte!

[contesthopper contest=”20970″]

Steve Aoki é processado por quebrar pescoço de fã

Conhecido por interagir com seus fãs nas apresentações, jogar bolos na multidão, se saltar sobre a galera, Steve Aoki acabou se dando mal em uma dessas performances em 2012 e agora está sendo processado.

Tudo aconteceu no Hard Rock Hotel em San Diego – Califórnia, onde Aoki saltou-se sobre uma piscina gigante, jogada sobre as pessoas na pista; algo ‘comum’ de suas apresentações, mas que resultou num processo contra ele.

Hickman foi convidada pelos seus colegas para ir ao show onde, durante a apresentação, o DJ decidiu fazer algo que ele está acostumado a fazer.

Ele então se jogou sobre a multidão de uma altura de aproximadamente vinte pés e feriu gravemente Brittany Hickman, que depois de algum tempo, descobriu que havia quebrado o pescoço.

Contudo, ela resolveu entrar com uma ação contra Steve Aoki e o Hard Rock em San Diego, e agora aguarda o julgamento que está previsto para 28 de agosto deste ano, na mesma cidade onde aconteceu o incidente.

Skrillex envia satélite “EDM” para o espaço

Em parceria com o Google, Skrillex está lançando capas de smartphone com designers pra lá de futuristas. A ideia vinda do DJ em fazer algo que fosse fora do comum, fez com que ele enviasse um pequeno satélite para a estratosfera, a partir do deserto de Nevada, para capturar imagens que estarão disponíveis num aplicativo exclusivo.

O satélite foi enviado por meio de balão e voltou para a terra semanas mais tarde, trazendo imagens que segundo Skrillex são incríveis. Impressionado, ele destacou que dá para ver a ‘curvatura da terra’.

As pessoas que comprarem dessas capinhas terão acesso a um aplicativo que irá exibir fotos da terra e do céu noturno. A primeira edição é para smartphones Nexus, Nexus 5, 6, Galaxy S5, S6 Galaxy e Galaxy Note. Os que adquirirem, terão acessos às notícias sobre Skrillex e possíveis músicas novas. Por meio dele, o DJ irá também enviar mensagens, fotos e vídeos que poderão ser acessados pelo consumidor.

Desde criança Skrillex admira bastante o universo e destaca que ‘todas essas ideias de viagens espaciais e vida em outros planetas tornaram-se mais real’.

Skrillex é um cara que está sempre com seu smartphone, e diz estar conectado a quase todo momento. Conforme destaca, ele só deixa de lado o aparelho apenas quando está produzindo, principalmente agora, aonde está se dedicando bastante em projetos, bem como no recente estreado Jack Ü, formado com Diplo.

“We Are Your Friends”: Filme sobre música eletrônica estreia em agosto

Zac Efron é o protagonista do filme “We Are Your Friends”, interpretando Cole Carter, um DJ em ascenção em Los Angeles, que trabalha na sua primeira produção e que pretende alcançar a fama.

A longa metragem da Warner Bros já tem data de estreia, 28 de agosto, com a realização de Max Joseph, da série Catfish (MTV), que conta ainda com Emily Retajkowski (do videoclip “Blurred Lines”) e Wes Bentley (do filme “The Hunger Games”).

A banda sonora oficial de “We Are Your Friends” ainda não foi divulgada, mas as faixas podem ter a assinatura de grandes produtores internacionais. Para a performance de Zac Efron ser praticamente real, o ator esteve no set de gravações com Alesso, Nicky Romero, Dilon Francis e Clasixx, que ofereceram alguns conselhos sobre djking. (100%DJ)

Política de Privacidade

A Revista Phouse respeita e protege a privacidade de pessoas que usam e acessam o site. Informações que o identifiquem individualmente não são de forma alguma divulgadas a terceiros.

Revista Phouse e Cookies

Na sua primeira visita em nosso site, um “cookie”  é enviado para o seu computador. Um cookie é um pedaço de dados que identifica você como um usuário único. Usamos cookies para melhorar a qualidade de nosso conteúdo e para entender mais a base de nossos usuários. Nosso site faz isso armazenando as preferências do usuário em cookies e rastreando as tendências e padrões de como as pessoas pesquisam.

A Revista Phouse não irá revelar seus cookies a terceiros. A maioria dos navegadores está previamente configurada para aceitar cookies.

Você pode reconfigurar seu navegador para rejeitar todos os cookies ou avisar quando um cookie está sendo enviado. Esteja ciente, no entanto, que algumas partes da Phouse podem não funcionar corretamente se você rejeitar os cookies.

Que informações nós coletamos?

Poderemos coletar quaisquer tipos de informações através de meios automatizados como perfis e cookies. As informações de identificação pessoal que podem ser solicitadas dependem do tipo de interação que são expostos dentro do nosso site. Entre os dados coletados podem incluir nome; endereço residencial/comercial; número de telefone; número de fax; endereço email; perfil no Facebook, Twiiter, Instagram.

Com quem a Phouse  compartilha informações?

A Revista Phouse pode compartilhar informações sobre você com anunciantes, fornecedores, patrocinadores e outros parceiros. Porém, nós só divulgaremos informações acerca de nossos usuários e não compartilharemos qualquer informação de identificação pessoal com qualquer parceiro sem o expresso consentimento.

Seu consentimento na Política de Privacidade

Ao acessar nosso website, você concorda com a coleta e o uso de suas informações que nós descrevemos nesta política e em nosso Termo da Política de Serviços.

A Revista Phouse pode decidir mudar esta Política de Privacidade a qualquer momento

Quando nós o fizermos, publicaremos estas mudanças nesta página, para que você esteja sempre consciente das informações que nós coletamos, como as usamos, e em que circunstâncias nós as descartamos.

Para quem devo perguntar se tiver perguntas adicionais?

Não hesite em entrar em contato conosco a qualquer hora, iremos responder quaisquer perguntas adicionais que você possa ter, através do seguinte e-mail: contato@phouse.com.br

Adeus ao .mp3? Nova tecnologia chegará ao mercado em Junho

Native Instruments recria .mp4 e promete revolucionar a indústria musical com o “Stems”.

Um novo formato de áudio digital, que possibilita ao DJ modificar os elementos musicais que compõe uma faixa durante a sua apresentação, é a nova aposta da Native Instruments. Sem precisar estar dentro de um estúdio ou usando softwares como o Ableton Live, a idéia é que o Dj possa transformar uma música cheia de vocais em uma música instrumental, ou então usar a famosa linha de grave de “Good times” junto com o Hi-hat da última produção de Danilo Plessow.

Chamada de “Stems”, a nova tecnologia faz com que uma simples faixa .mp4, quando aberta no Traktor, apresente quatro grupos de instrumentos, os quais compõe a faixa completa. Não necessáriamente existe uma regra de como agrupar os elementos, mas digamos que basicamente seriam: Linhas de grave, médios, agudos, e vocais.

Pra quem nunca discotecou ou produziu parece que todo esse trabalho não faz a menor diferença, afinal o DJ já faz isso sem precisar de uma nova tecnologia, transitando do grave de uma faixa ao grave de outra, mixando-as de modo que nem percebemos quando uma termina e a outra começa. A verdade é que se a aposta da Native Instruments vingar, o estilo de produzir e de discotecar irá mudar totalmente, possibilitando a criação de faixas inéditas ao vivo, sem a necessidade de técnicas mais complexas.

A idéia dos criadores da Stems é popularizar a nova tecnologia e encorajar os seus concorrentes, como a Serato, a adotarem o novo formato. O desenvolvimento é open source e fará com que grandes empresas possam usar suas próprias interfaces. Será mesmo que essa idéia passará adiante? Ou será reijeitada pelos concorrentes?

Para se aprofundar mais sobre o assunto assista este vídeo (em inglês):

Filme “Tomorrowland” está prestes a ser lançado e ganha trailer

Tomorrowland

Há alguns meses atrás foi noticiado aqui na Phouse sobre um novo filme em produção com George Clooney e Hugh Laurie. O filme, intitulado Tomorrowland, está pronto para ser uma longa de ficção científica baseado em algum momento no futuro. O problema? A marca registrada da palavra “Tomorrowland” ainda é parcialmente detida pela ID & T.

A empresa ID & T detém os direitos da marca Tomorrowland na Bélgica, Luxemburgo e Países Baixos, bloqueando, assim, a Disney de lançar o filme nos três respectivos países.

Sharon Daboul, advogado da marca explicou a situação para o Belfast Telegraph:

“A Disney tem um registro de marca nos EUA para o termo Tomorrowland, que vem desde 1970. Com este registo, que a Disney seria capaz de impedir a realização do festival de música que se autodenomina “Tomorrowland”, quando foi lançado nos EUA. No entanto, o festival de música tem os direitos sobre o termo na Bélgica, Holanda e Luxemburgo e impediu a Disney de usar o nome nesses países. “-Sharon Daboul, advogado da marca registrada.

Assista aqui o trailler do filme que está previsto para chegar aos cinemas no Reino Unido em 22 de maio.

Davis lança novo EP pelo label paulistano Paunchy Cat Records

davis

“Repique EP” possui quatro faixas produzidas pelo DJ e produtor que passeiam pelo deep, house, disco, nu disco, ambiente e lo-fi.

O DJ e produtor Davis lança seu novo EP, “Repique” pelo selo paulistano Pauchy Cat Records. Contendo quatro faixas, “Dentro”, “Ideia”, “Espaço” e “Repique”, as faixas passeiam entre variados estilos como deep, house, disco, nu disco, ambiente e lo-fi.

Segundo Davis, o disco nasceu de uma vontade antiga de falar sobre dois momentos distintos: “O momento da introspecção, nas faixas “Espaço” e “Dentro” e o momento do escapismo, nas faixas “Ideia” e “Repique”. Deixo as tracks falarem por si só”, explica o produtor.

Mauricio U.M., idealizador do Paunchy Cat Records, afirma que ter o Davis como artista do selo é um desejo antigo:

“Como amigo acompanho sua carreira desde o início e é muito bacana ver sua evolução, seja como DJ ou produtor, e essa mesma evolução, junto de seu engajamento e personalidade, pode ser percebida nas suas tracks autorais. Estou bem felize com o resultado”, conclui.

https://soundcloud.com/paunchycatrecords/sets/davis-repique-ep

Eden: Filme sobre Daft Punk estreia no Brasil em Março

Daft punk filme eden

Está prestes a ser lançado nos cinemas do Brasil, o filme que todos os fãs da música eletrônica esperavam. A grande estréia de Eden acontecerá no dia 19 de Março. O filme conta a história do duo Daft Punk e é dirigido por Mia-Hansen Løve.

A trilha sonora de Eden conta com aproximadamente 40 tracks originais, sendo que muitas delas foram doadas, já que a compra dos direitos autorais chega a ser muito cara. Entre as faixas inclusas, “Da Funk” e o clássico “One More Time“. O filme já estreou em alguns países como a frança e teve sucesso absoluto em bilheterias, para o Brasil, o mesmo é esperado.

Assista aqui o trailler de “Eden” com legenda em português:

Sobre o Filme

Eden retrata a década de 90, onde a música eletrônica francesa se desenvolvia em um ritmo acelerado na excitante vida noturna de Paris, Paul (Félix de Givry) dá os seus primeiros passos como DJ. Com seu melhor amigo, ele cria um duo chamado “Cheers”, e rapidamente eles encontram seu público. Envolvidos em um eufórico e curto rumo a fama, Paul, cego por sua paixão, esquece de sua própria vida. Eden refaz os passos do “French touch”, de 1992 a hoje, uma geração de grande sucesso internacional graças a DJs como Daft Punk, Dimitri From Paris, Cassius e muitos outros.

David Guetta revela que está em colaboração com Martin Garrix

David Guetta with Martin Garrix

Mesmo após uma explosiva e intensa tour pelo Brasil, o francês não para. Durante entrevista à Capital FM nesta semana, David Guetta revelou que sua colaboração com Martin Garrix está muito próxima a ser lançada. Segundo ele, a track terá duas versões diferentes, sendo uma para clubs e festivais e outra especialmente para rádios.

Quando perguntado sobre às suas expectativas na colaboração com Garrix, o francês tinha apenas duas palavras: ” It’s Big! (É grande).”

A colaboração entre essas duas feras é uma das mais aguardadas dos últimos tempos e tem todo potencial para se tornar o hit de 2015.

Confira aqui a entrevista completa:

Google realiza estudo sobre a música eletrônica

electric zoo festival

Usando o Google e os dados internos do YouTube, entre janeiro e julho de 2014, a pesquisa mostra um aumento surpreendente nas assinaturas em canais de EDM: 60% em celulares, 77% em TVs e 175% nos dispositivos de jogos. Já o YouTube, acumulou um resultado impressionante: 2,3 milhões de visitas e 8,4 milhões de curtis em vídeos oficiais de novas tracks com influências listadas pela Billboard Hot 100 em 2014. Algumas delas incluem “Turn Down for what”, “Wake Me Up”, “Latch” e ”Animals”.

Do ponto de vista da Eventbrite, plataforma online para organização de eventos, os ouvintes de música eletrônica são mais propensos a serem tecnologicamente mais experientes e participar em redes sociais, o estudo do Google deixa-nos com uma visão fascinante: nem todos os fãs da EDM são adolescentes, adultos e jovens.

Enquanto aqueles com menos de 25 anos tendem a ver algo mais relacionado a EDM no YouTube, o interesse no gênero entre pessoas com idades entre 35 e 49 subiram 80% de janeiro a julho de 2014. Além disso, o grupo mais velho milenar que consiste em 25-34 anos, teve o maior crescimento em relação a todos os outros segmentos .

Hardwell apresenta Eclipse, primeira faixa do novo CD

david Guetta e Hardwell Florianopolis

O álbum de Hardwell, United We Are, estreia neste mês e o produtor holandês já divulgou alguns “pedaços” deste trabalho. A versão orquestral da track Eclipse foi mostrada através de seu Youtube oficial. O lançamento é a primeira track do novo CD de Hardwell.

A música é uma mostra que o produtor consegue fugir de alguns rótulos sobre seu estilo musical e fazer tracks com bases diferentes de seus famosos Electro-House e BigRoom.

Além de Eclipse, outras faixas que os fãs já conhecem são: “Don’t Stop The Madness”, parceria com W&W e Fatman Scoop; Young Again, com Chris Jones; Arcadia, com Joey Dale e Luciana. Você pode ouvir Eclipse abaixo:

Knife Party escolhe “EDM Trend Machine” como novo single

Knife Party Brasil revista phouse

Que o duo Knife Party lançou há algumas semanas um dos melhores álbuns de música eletrônica dos últimos tempos, a gente já sabe!
Afinal, “Abandon Ship” é uma aula de tão bem produzido que é. Comentamos sobre isso no review sobre o material. Fato é que havia dúvidas sobre qual seria a faixa que sucederia a estrondosa “Begin Again” nos trabalhos de divulgação.

Bom, o mistério acabou! O duo australiano formado por Rob Swire e Gareth McGrillen, em uma recente entrevista anunciou que seu novo single é a track “EDM Trend Machine”. Aliás, essa faixa já anda rodando em sets de grandes nomes do mercado atual. Entre eles: Dyro, Kaskade e Lost Kings

Então sem muita enrolação, vamos de “EDM Trend Machine”, o novo single do Knife Party.

Ritchie Hawtin joga caixa de som sobre fã que filmava sua apresentação

Ritchie Hawtin caixa de som

O festival de Nova York, Time to Warp, teve um momento, no mínimo, estranho e desagradável. Isso porque o produtor canadense, Ritchie Hawtin, causou polêmica ao empurrar uma caixa de som na direção de uma moça que filmava a sua apresentação. Veja o momento abaixo:

Após o acontecido, Hawtin tentou se explicar nas redes sociais e afirmou que sua intenção era empurrar a caixa e não atingir uma pessoa do público. Mesmo depois da explicação, Ritchie teve diversos memes espalhados na internet.

Mas o que vem sendo comuns entre os produtores nacionais e internacionais é a insatisfação com fãs que filmam sets e músicas em shows. Esses materiais são publicados na internet e causam uma certa ira dos DJ’s. E você? O que achou da atitude do canadense?