Reportagem alerta: contratos permitem o controle de gravadoras sobre contas do Spotify

E é você mesmo quem autoriza

E aqui vamos nós, novamente debatendo até onde nossos dados estão realmente seguros ao utilizarmos as plataformas digitais. Após o escândalo do Facebook sobre o vazamento em massa de dados de milhares de seus usuários, a marca em evidência no momento é o Spotify.

Segundo a Billboard, ao clicar no botão de “pre-save” — adicionando em sua playlist uma faixa ou um disco ainda não lançado —, você permite que os selos tenham muito controle e acesso de informações sobre sua conta. Além de monitorar suas músicas, seus artistas favoritos e ter acesso ao seu e-mail, em alguns casos as gravadoras passam a ter a liberdade para intervir na sua própria conta, criando, editando e seguindo novas playlists, adicionando ou removendo itens da sua biblioteca e até mesmo, pasmem: controlando o Spotify de seu dispositivo!

Pode parecer bizarro, mas a prática é legal, já que o usuário aceitou isso ao declarar que leu os termos de uso e que estava ciente. Assim, dados a que apenas o Spotify teria acesso são compartilhados com gravadoras que, muito possivelmente, serão usados como ferramenta de marketing.

Veja um exemplo abaixo, em inglês, das permissões que você confere à Sony Music quando dá um pré-save em alguma música:

Spotify
Foto: Billboard/Reprodução

As permissões solicitadas variam de acordo com cada gravadora, mas a grande maioria, como Spinnin’ Records, Dim Mak, Revealed Recordings e Ninja Tune — para citar algumas do cenário eletrônico — segue o mesmo caminho. Ainda de acordo com a análise da Billboard, as labels solicitam muito mais permissões do que teoricamente seria necessário para desempenhar a função do pre-save. Segundo John Tinker, analista de mídia da Gabelli & Company, “não há nada que eles façam que seja ilegal — apenas ninguém nunca percebe isso quando assina essas coisas, nem o que elas significam”.

Tanto o Spotify, como a Sony e outras grandes gravadoras ainda não se manifestaram sobre essa história. Mas fica a dica: pode ser conveniente deixar a preguiça de lado e procurar entender bem o que você está assinando.

+ CLIQUE AQUI para ler mais notícias sobre tecnologia

Anunciado no Lolla Berlin, Swedish House Mafia assina com Columbia

Gravadora da Sony Music será a nova casa das músicas do trio

As novidades sobre o Swedish House Mafia não param. Depois de ser anunciado pelas edições europeia e sul-coreana do Ultra, o trio foi confirmado agora como headliner da quinta edição do Lollapalooza Berlin, ao lado de Martin Garrix, Kings of Leon, Twenty One Pilots e Kraftklub.

Foto: Reprodução

Além disso, o trio assinou com a Columbia Records, gravadora da Sony Music Entertainment. Segundo a Variety, a Columbia venceu uma queda de braço com a concorrente Republic Records, da Universal Music, assinando com o trio sueco por valores “bem menores”.

Assim, a label — que tem contrato com nomes como Daft Punk, Calvin Harris, Diplo e Gesaffelstein — será responsável pelo lançamento das iminentes novas músicas do grupo. No passado, o Swedish House Mafia lançou seus hits pela extinta EMI Records.

+ CLIQUE AQUI para ler mais notícias sobre o Swedish House Mafia

Hit dos Cat Dealers com LOthief e Santti ganha disco de ouro no Brasil

“Sunshine” atingiu 120 milhões de streams nas plataformas digitais

Depois de serem destaque na Forbes Brasil e de fecharem contrato com a agência de Nina Kraviz e Steve Aoki, os Cat Dealers conquistaram outra marca expressiva neste começo de ano: o duo foi certificado com disco de ouro pela Pró-Música Brasil.

“Sunshine”, collab com LOthief e Santti lançada em 1º de dezembro de 2017, e que até hoje é um dos maiores hits da dupla, atingiu 120 milhões de streams nas plataformas digitais (incluindo vídeo) no mundo todo, o que vale o certificado de ouro no Brasil (assim como a venda física de 50 mil discos).

Foto: Beto Garcia/Divulgação

+ CLIQUE AQUI para ler mais notícias sobre os Cat Dealers

Alan Walker lança site com preview das músicas do seu 1º álbum

“Different World” chega nesta sexta-feira, via Sony Music

Para ir esquentando as coisas antes do lançamento oficial de Different World — seu primeiro álbum, que será lançado nesta sexta-feira, 14, via Sony Music —, Alan Walker pintou hoje com uma nova página que permite aos fãs ouvirem 30 segundos de cada uma das 15 músicas do disco (incluindo hits já conhecidos, como “Faded”, “Alone” e “Darkside”).

O site pode ser acessado pelo join.alanwalker.no, mas para conseguir acesso, será necessário obter a senha, que vem depois de acertar três perguntas sobre a discografia do produtor inglês. 

Gui Boratto remixado por Kölsch, FTampa via KSHMR, Guetta underground; confira 10 sonzeiras de sexta

Brasileiros tiveram diversos lançamentos importantes nesse final de semana

Além das já mencionadas novidades do Liu, do Sevenn e da Alphabeat Records, essa última sexta-feira teve MUITO lançamento top — tanto que foi uma das vezes em que encontramos as maiores dificuldades em selecionar só dez pra nossa lista de destaques. Vem conosco:

Meio ano depois do lançamento de Pentagram — quinto álbum do gigante brasileiro Gui Boratto — a Kompact liberou um EP da faixa “618”, que traz um remix de ninguém menos que o gigante dinamarquês Kölsch. Pouco pesado esse disco.

 

Outro brasileiro também teve um lançamento impactante. Em parceria com o DJ tailandês 22Bullets — que já tem seu nome bem fixado no cenário EDM asiático —, o FTampa veio com release pela Dharma Worldwide, selo do KSHMR. Em “Sahar”, as referências étnicas/indianas estão bem presentes no novo som do mineiro — o que também justifica um lançamento pela Dharma.

 

E tem mais nome nacional na lista. Via HUB RecordsLOthief pintou com “Talk Dirty”, single que traz o sample de “Hermetico”, do grupo Balkan Beat Box, que ficou famoso em “Talk Dirty”, do cantor americano Jason Derulo.

 

E o que dizer dessa collab entre o Santti e o maceioense Turkez com a consagrada Banda Eva? Lançada pela Sony Music, “Rede” misturou harmonicamente as batidas da house music com a pegada do Axé, em um som que tem totalmente a vibe do verão brasileiro.

 

Não, ainda não encerramos com os artistas nacionais! Em parceria do DJ e produtor belga HIDDN, os Cat Dealers trouxeram “My Way”, faixa na onda house pop lançada pela Spinnin’ Records.

 

Os caras do Felguk também vieram com novidades. Com a DJ carioca Bian, a dupla chegou com “Like U Always Do”, outro som pop/eletrônico assinado pela HUB.

    

marshmello é um DJ excêntrico que gosta de testar muitas coisas em suas produções, e sua nova track reforça isso. Longe da sua principal vertente, “Project Dreams” traz uma parceria do DJ norte-americano com o rapper Roddy Ricch — assumindo uma faceta bem mais próxima do hip-hop e do trap.

 

Você sabia que David Guetta possui um projeto paralelo chamado Jack Back? Nele, o francês dá um tempo nas melodias épicas e refrões chiclete para dar vazão ao seu lado mais underground. Na tech-houseira “Grenade”, o DJ conseguiu um contrato com a consagrada Toolroom Records, label inglesa que está no mercado desde 2003.

 

Lembram-se de quando falamos de Brazilian Soul, collab dos Knocks com a dupla Sofi Tukker? A novidade agora é o pacote de remixes que acaba de sair do forno pela Big Beat Records, com nomes como Walker & Royce, Gilligan Moss e — vejam só ele aqui de novo! — FTampa, além de uma versão acústica ainda mais bossa nova.

  

E pra fechar tudo, mais um EP de remixes. O destaque da vez são os feitos para a emocionante “Dreamer”, do Martin Garrix com o semifinalista do America’s Got Talent, Mike Yung. O disco traz a participação de peso de Nicky Romero, além dos jovens talentos SLVR (Itália) e EAUXMAR (Holanda).

  

Beowülf e Rakka colaboram em faixa com pegada grandiosa

Tom épico que precede os drops lembra trabalhos de grandes nomes da EDM

Depois de revelar sua verdadeira identidade, o Beowülf tem soltado lançamentos quase sem parar. Desta vez, a collab é com o duo Rakka, e o resultado é uma bass house potente com traços de big room, cujo tom épico, que precede os drops, remete a lançamentos de Armin van Buuren e KSHMR.

Com vocais dos irmãos Daniel e Christopher Freiberg (que já haviam colaborado no hit “Like Home”, do Beowülf com o Felguk), o som foi lançado no feriado do dia 12, pela Sony Music.

     

LEIA TAMBÉM:

Beowülf tira a máscara e revela sua verdadeira identidade; veja reações

Beowülf aposta em nova direção sonora com “Stay With Me”

Rakka lança house suingada pela Alphabeat

Confira o remix de Rakka e Make U Sweat para o hit “Tá Pra Nascer Quem Não Gosta”

Kygo anuncia seu próprio selo

Em parceria com seu manager e a Sony Music, DJ norueguês funda a Palm Tree Records

Kygo juntou-se à cada vez maior lista de músicos que administram seu próprio selo. O produtor anunciou nesse final de semana a Palm Tree Records, em parceria com seu próprio manager, Myles Shear, e a Sony Music.

“Eu sempre gostei de trabalhar com artistas desconhecidos e talentosos nos meus lançamentos. É um processo sensacional observá-los crescer, e agora eu posso ajudar projetos que eu amo oferecendo um serviço de label e management, com uma equipe incrível”, declarou o norueguês, em um comunicado de imprensa.

O nome “Palm Tree” (palmeira, em inglês) é uma referência à Palm Tree Crew (“turma da palmeira”), como é conhecida sua base de fãs, por causa do som tropical do DJ. Não há, entretanto, nenhum lançamento previsto, assim como nenhum artista foi anunciado até este momento.

+ CLIQUE AQUI para ler mais notícias sobre o Kygo

Gabriel Boni e HOT-Q juntam-se em “Sem Hora Pra Voltar”

Faixa traz o vocal de Vilela, que também escreveu a letra

*Atualizado em 25/08/2018, às 17h01

Depois de lançar neste ano sucessos como “Malas pro Meu Carnaval”, “Lanes” e “Slow It Down”, o popular DJ brasiliense Gabriel Boni pintou agora com “Sem Hora Pra Voltar”, nova track com o paulista HOT-Q (que já havia nos falado sobre essa collab) e vocal e letra do jovem talento Vilela. A faixa chegou nesta sexta-feira via Sony Music, e terá um videoclipe lançado na sequência.

O som inicia calmo, com a voz de Vilela acompanhada por acordes de violão e notas de synth, até que explode em um drop com um baixo poderoso, típico do low bass/brazilian bass, para depois ganhar uma melodia bastante rica. Criada com objetivo de virar hit, a música é o tema da tour BURNING, que o HOT-Q iniciará em breve.

LEIA TAMBÉM:

No clima carnavalesco, Gabriel Boni e Talking Dirty lançam single

Em entrevista à Phouse, Gabriel Boni fala sobre sua carreira, selos e ida ao ADE

Em alta, HOT-Q quer revolucionar a cena eletrônica brasileira

Wolf Player e SUBB lançam collab pela Sony Music

“About U” foi lançada nesta sexta-feira, 13 de abril

O produtor baiano Wolf Player e o duo SUBB lançaram hoje sua primeira collab. Em uma pegada pop e com um drop carregado no grave, “About U” saiu pela Sony Music, e pode ser conferida no player abaixo.

Segundo o trio, a faixa vinha sendo muito pedida pelos fãs por onde se apresentavam. “A ideia foi criar algo que dialogasse com o que está rolando hoje, mas que trouxesse também novas sonoridades, não fosse óbvio. A letra e a energia do breakdown já têm um apelo emocional grande, então buscamos um drop que surpreendesse, com pitadas de outros gêneros como o electro house e o deep house também“, declarou Yan Brauer, o Wolf Player, via assessoria de imprensa.

“É uma música que funciona pra DJs, pra ser tocada nas festas, mas tem uma harmonia bonita e soa agradável pro streaming, pra galera escutar no carro. Não é uma faixa que se parece com essa ou aquela, e ficamos muito felizes com isso!”, complementam os rapazes do SUBB.

+ CLIQUE AQUI para ler mais notícias sobre a cena nacional

Warner compra Spinnin’ Records em acordo multimilionário

Já havia sido anunciado algum tempo atrás que grandes empresas como a Sony e a Believe Digital estavam em uma batalha acirrada para tentar comprar a Spinnin’ Records, mas no final das contas, quem deu o lance final foi o Warner Music Group.

+ Spinnin’ Records lança plataforma para projetar novos artistas

+ Acordo entre Spotify e Warner Music pode acontecer até setembro

Segundo a Music Business Worldwide, o valor da compra é pouco mais de cem milhões de dólares, fazendo desta a maior aquisição da Warner desde que absorveu a Parlophone por 765 milhões de dólares, em 2013. O WMG vem dominando o mercado da música e somando ao seu time selos do mundo inteiro, e de vários estilos. A companhia é dona do selo de rock Artery Music, além de ter relançado a Sire Records em julho, com um novo presidente.

+ Pela Spinnin’, Vintage Culture e RICCI lançam “Later”

+ Alok assina contrato de três anos com a Spinnin’ Records

A Spinnin’ foi fundada por Eelko Van Kooten e Roger De Graf, possui sede na Holanda, e desde 1999 lança grandes nomes como Martin Solveig, Tiësto, Armand van Helden, entre outros expoentes do cenário eletrônico. Recentemente, o selo começou a lançar nomes brasileiros, como Vintage Culture e Alok, que recentemente fez a curadoria de uma compilação voltada para o brazilian bass.

Sony fecha acordo para liberar bootlegs às plataformas de streaming

Um dos grandes empecilhos para os produtores hoje em dia são os famosos bootlegs — remixes, edits e versões não oficiais de músicas, catalogadas normalmente por grandes gravadoras como a Warner ou a Sony Music. Enquanto o Soundcloud já possui acerto com quase todas as majors, serviços como o Spotify e Apple Music ainda não entraram em acordo com essas empresas em relação aos sons não oficiais, fazendo com que tais conteúdos sejam retirados da plataforma e impedindo artistas de monetizarem eventuais trabalhos de sucesso.

+ Afinal, streaming dá retorno financeiro? Confira neste gráfico

Agora, a situação evoluiu para um acordo entre a Sony Music e a Dubset, empresa distribuidora de conteúdo digital, que controla a autorização de direitos autorais. Com isso, qualquer música que use material pertencente à Sony será disponibilizada para todas as plataformas de streaming. A empresa identifica o conteúdo através de uma impressão digital contida em cada faixa e cruza a informação com seu banco de dados, o MixBANK, como se cada som possuísse seu RG. Com isso, consegue rastrear os samples utilizados nos bootlegs, o que permite que os detentores dos direitos autorais sejam remunerados.

+ HUB Records se torna o selo oficial de música eletrônica da Sony no Brasil

A Sony é, portanto, a primeira grande gravadora a firmar essa parceria. Os remixes não autorizados por majors como a Warner, por exemplo, ainda são retirados das plataformas de streaming, mas segundo o TechCrunch, a Dubset está próxima de fechar o mesmo tipo de acordo com a Universal e a Warner Music. Caso se confirme, se tornará um novo problema para o Soundcloud, que vem perdendo usuários para essas plataformas, devido à evasão dos músicos em busca de monetização.

+ Soundcloud aceita resgate de 170 milhões de dólares e respira

Artistas assinados pela Sony incluem Coldplay, Ed Sheeran, Lady Gaga, Eminem, Bob Dylan, Taylor Swift e vários outros grandes nomes que individualmente atraem milhões de plays por mês. Você pode conferir mais detalhes sobre como o MixBANK licencia conteúdo não autorizado aqui.

Concurso de remixes de faixa de Andy Bianchini e MING vai até o dia 17

Lançada há um mês pela Sony Music, a faixa “Paralyzed” — parceria entre o carioca Andy Bianchini e o nova-iorquino MING — ganhou seu próprio concurso de remixes, promovido pela Indaba Music.

O concurso prevê seis premiados: os três melhores colocados — escolhidos por Andy, MING, Victor Silva (Sony Music) e Jeff Straw (Pyramind) — e mais três remixes selecionados por voto popular. O grande prêmio consiste em  $300 em dinheiro (cerca de R$ 930,00) e o lançamento mundial do remix pela Sony Music Brasil, além de alguns outros brindes (como aulas de produção com o MING e pacotes de softwares), que também serão concedidos aos segundo e terceiro colocados. Os três mais votados ganham Status Pro na Indaba Music.

+ Ouça “High Hopes”, nova música do Andy Bianchini com o belga Yves Paquet

Os artistas estão procurando por remixes que usem obrigatoriamente os vocais da faixa original — na íntegra ou picotados —, e que não incluam nenhum tipo de material cujos direitos autorais pertençam a terceiros, e que, portanto, não possam ser explorados. Os jurados também destacam que o vencedor será escolhido por sua originalidade e qualidade musical, sem relação nenhuma com a quantidade de votos populares.

+ HUB Records se torna o selo oficial de música eletrônica da Sony no Brasil

As inscrições estão valendo até o dia 17 de agosto. Entre o dia 17 e o dia 31, haverá o período para a votação, e em 14 de setembro os vencedores serão anunciados.

Para baixar os stems da faixa, inscrever-se e conferir todos os detalhes das regras e dos prêmios, basta acessar aqui.

Acordo entre Spotify e Warner Music pode acontecer até setembro

Segundo a Reuters, o Spotify está muito próximo de firmar um acordo de licenciamento de direitos autorais com a gigante Warner Music, em meados de setembro. Assim, alguns lançamentos da gravadora no serviço de streaming poderiam ser exclusivos a assinantes, o que supostamente estimularia novas assinaturas.

+ Spotify se defende das acusações de fraudar playlists para poupar gastos

De acordo com parte das fontes, ainda não há consenso em todos os pontos pautados nas reuniões que aconteceram até este momento, porém, outra fonte alegou que ficaria surpresa se não houver um acordo até setembro.

+ O Spotify e a “guerra do volume”

Um dos pontos de controvérsia é a porcentagem de royalties que o Spotify cederia à Warner, sendo que o primeiro teria proposto uma divisão meio a meio, enquanto a major supostamente quer ficar com 52%. Estes e outros pontos são impasses que devem ser resolvidos em um futuro breve, já que o Spotify atualmente está avaliado em 13 bilhões de dólares e já possui acordos similares com a Sony Music e com a Universal Music Group.

+ Jabá? Spotify testa destaques pagos para gravadoras em playlists

O roster da Warner Music inclui artistas como Kaskade, GTA, Oliver Heldens e Skrillex, além de um vasto número de artistas em nichos variados.

Confira “Agora”, novo single do E-Cologyk com vocais do Solanno

O E-Cologyk vem mexendo com várias sonoridades em seus últimos lançamentos. Em “I.D.”, com o carioca Ruxell, explorarou uma vibe future beats com R&B; no remix com Ian para “Reminder”, de The Weeknd, a pegada foi de future bass; e o produtor também remixou artistas do rap nacional como Haikaiss, DJ Coala com Família Madá e Cidade Verde Sounds.

+ Destaque em festivais nacionais, Phouse entrevista E-Cologyk

A última produção se trata uma parceria com o cantor Solanno. Na faixa “Agora”, E-Cologyk explora a vertente do R&B com o trap, com letras explícitas e um drop pesado, daqueles bem graves, dignos de tremer um club.

“Como eu já sabia que o Solanno ia ser o cantor, eu já me inspirei em outras músicas dele e tentei fazer algo mais sexy, mas com um drop bem pista. Gostei muito do resultado e espero que o público goste”, declarou o produtor.

Confira o single, lançado pela Sony Music:

+ HUB Records se torna o selo oficial de música eletrônica da Sony no Brasil

Ouça agora “Glowing”, a nova música de FTampa

O povo de Minas Gerais tem fama de ser sossegado e “comer quietinho pelas beiradas”, mas o mineiro Felipe Tampa, conhecido popularmente como FTampa, é totalmente o oposto desse conceito. Em rápida ascensão, o DJ não para de produzir novos trabalhos e acaba de lançar, no último dia 26, pela Sony Music, o singleGlowing”, que promete o mesmo sucesso de seu vasto e famoso repertório na cena eletrônica mundial, e terá um clipe produzido em breve.

“Eu não consigo ficar sem trabalhar, amo produzir minhas músicas e quando é um single tenho ainda mais responsabilidade. O resultado ficou perfeito, bem dançante, daquelas que a gente fecha os olhos e solta o corpo junto com a batida. Acho que o público vai curtir muito”, revela o DJ produtor, nascido na cidade de Conselheiro Lafaiete.

A crescente linha de popularidade de FTampa já o fez elaborar o remix da música “Make me”, a convite da cantora norte-americana Britney Spears. Ele foi o primeiro brasileiro a tocar no Tomorrowland da Bélgica, tido como o maior festival de música eletrônica do mundo, e teve a música “Love is all we need”, com vocal da cantora Anne M., lançada no último mês de março, como a quinta da Sony Music mais adicionada em playlists de onze países no Spotify, poucas horas após o lançamento. No Youtube, a faixa já tem mais de um milhão e meio de views, em pouco mais de um mês.

Além dessa, outras duas de suas tracks estão dando o que falar. O clipe de “Our way” tem mais de um milhão e setecentas mil visualizações e quase sete milhões de audições no canal digital, onde também a música “Stay” já foi ouvida por quase seis milhões de pessoas. Essas duas são mais uma parceria entre as gravadoras Sony e Ultra Music. Além disso, produziu a nova versão de “Vida Real”, tema do BBB, a convite do cantor Paulo Ricardo. Os dois se apresentaram juntos na casa, durante a festa realizada para os participantes, em fevereiro. E agora, “Glowing” chega para brilhar, como o seu próprio título demonstra.

https://www.youtube.com/watch?v=v7Uut50sOWQ

Faça parte da maior plataforma de música eletrônica do Brasil! Curta nossa página no Facebookinscreva-se em nossa newsletter.

Grandes gravadoras faturam milhões por dia com streaming

Enquanto a Universal Music segue no topo da lista das maiores gravadoras do mercado fonográfico, a Music Business Worldwide continua revelando dados surpreendentes envolvendo o cenário de streaming de música.

Desta vez, a plataforma divulgou uma análise apresentando uma média do valor que as gravadoras Universal, Sony e Warner Music conquistam por período de transmissão de música.

Segundo o levantamento feito pela UBW, o trio fatura em conjunto cerca de US $ 12,5 milhões por dia e US $ 523.000 por hora. Apenas nos três primeiros meses deste ano, as empresas ganharam juntas aproximadamente US $ 1,13 bilhões

Faça parte da maior plataforma de música eletrônica do Brasil! Curta nossa página no Facebookinscreva-se em nossa newsletter.

VINNE está com música nova: ‘Tell Me’

O DJ e produtor brasiliense VINNE lançou neste mês a faixa ‘Tell Me’ pela Sony Music. Um trabalho com batidas acentuadas e bass excitante, ele se encontra disponível para ouvir nas principais plataformas digitais de música.

“Eu havia começado essa música há um ano, mas não gostei e deixei pra lá. Acabei reencontrando-a por acaso, então levei uma semana pra terminá-la e mais uma semana pra ‘lapidá-la’”, conta VINNE sobre o novo som.

Autor de faixas como ‘Rock U’, com Malik Mustache, N.e.o.n e Samantha Nova; ‘Bring it Back, com Illusionize; e ‘Free Falling; VINNE é um nome novo, porém bastante talentoso da cena eletrônica. O artista possui suporte de DJs como EDX, Nervo e Kaskade.

Faça parte da maior plataforma de música eletrônica do Brasil! Curta nossa página no Facebookinscreva-se em nossa newsletter.

Ouça “High Hopes”, nova música do Andy Bianchini com o belga Yves Paquet

Na última sexta-feira, 17, foi lançada pela gravadora Sony Music, a faixa “High Hopes”, que é o mais novo trabalho do DJ carioca Andy Bianchini. Após criar remixes para artistas consagrados como Arno Cost e Inpetto, por exemplo, o jovem produtor de música eletrônica, dessa vez, uniu-se ao belga Yves Paquet, compositor e vocal da música, para alcançar o público pop e chill music, sem deixar de lado a sua principal característica de futurismo e uplifting.

“Eu ouvi a música e gostei por ser muito sentimental, tanto a letra quanto a melodia. Quis trabalhar nela na mesma hora, fazer algo bem chill out (estilo mais tranquilo e menos dançante), com sentimento mesmo. Foi a minha primeira track nessa pegada bem atual e pop”, revela o DJ natural de Santo Antônio de Pádua, município do Rio de Janeiro, que ainda comemora a união com uma das maiores gravadoras do mundo: “Fechar com a Sony foi um privilégio e um passo enorme porque é lá que terei o meu canal no ‘Vevo’ e quem vai me ajudar com a press list no Spotify”.

Com apenas 23 anos, Andy Bianchini é um dos promissores talentos da música eletrônica brasileira e já alcançou, em menos de oito meses, mais de cinco milhões de ouvintes pelo planeta, já chegou a ser trilha de um snapchat do holandês Martin Garrix, considerado o DJ número 1 do mundo pela revista inglesa “DJ Mag” e sua faixa “Puzzles” já foi utilizada em apresentações de artistas consagrados, como Don Diablo, Nicky Romero, Tiesto e Afrojack.

Uma das maiores gerenciadoras de artistas da cena eletrônica nacional, a Braslive Entertainment reconheceu rapidamente o dom de Andy e, no final de 2016, fechou contrato com o jovem produtor.

Felguk lança música com Vanessa da Mata, ‘É Tudo o Que Eu Quero Ter’

Autor de ‘Small Town’, ‘Love Bite’, ‘This Life’, entre outras faixas carregadas de energia, Felguk, integrado pelos cariocas Felipe Lozinsky e Gustavo Rozenthal, lançou uma música com a cantora e compositora mato-grossense Vanessa da Mata.

Liberada nas principais plataformas de venda e streaming de música na sexta-feira (20), ‘É Tudo o Que Eu Quero Ter’ é uma canção lançada via Sony Music, que promete “distribuir muito amor” neste ano.

Autora de grandes sucessos, como ‘Boa Sorte’, ‘Não Me Deixe Só’ e ‘Sonho Meu’, Vanessa da Mata estava há cerca de dois anos sem lançar uma música. Com o novo trabalho, ela levanta agora expectativa de produzir um novo álbum este ano.

Assista agora ao videoclipe de “Our Way”, faixa de FTampa com Kamatos

Finalmente saiu o videoclipe para “Our Way”, faixa do FTampa com a brasileira Kamatos. Cheio de coreografias dançantes, o videoclipe tem a direção do talentoso diretor Mess Santos, que já produziu trabalhos para os maiores artistas do mercado pop nacional.

Com lançamento pela Sony Music Brasil + Ultra Music, a faixa já pode ser considerada um dos hits desse verão. Em menos de um mês, já conta com mais de 1 milhão de plays no Spotify, sendo um dos lançamentos favoritos dos fãs brasileiros.

Como já falamos por aqui, “Our Way” marca o início de uma nova era na carreira do mineiro FTampa, que promete muitas novidades para o ano de 2017.