DJs brasileiros tocam em evento da Dirtybird em Miami

Bruno Furlan, DJ Glen e Volkoder representam o Brasil na Dirtybird Players desta sexta

A Dirtybird, gravadora comandada por Claude Vonstroke, está se preparando para desembarcar em um dos clubs mais icônicos do planeta, o Club Space, em Miami. Na ocasião, o selo levará boa parte de sua crew para comandar mais uma Dirtybird Players durante a Miami Music Week. A festa inclui três nomes brasileiros: Bruno Furlan, DJ Glen e Volkoder.

“Blow Minutes”, de Bruno Furlan, saiu na compilação de 10 anos da gravadora, em 2015; foi a primeira aparição de um brasileiro no selo

A festa acontece nesta sexta-feira, 29, e além dos artistas nacionais, outros grandes big names que fazem parte do selo americano também irão se apresentar, como Justin Martin, Shiba San e Matthias Tanzmann.

Com quase 15 anos de história, a Dirtybird conseguiu construir uma identidade sólida e se posicionar como um dos selos mais irreverentes do mercado. Seu estilo sonoro particular é resultado de uma insatisfação musical do que rolava na época, principalmente por parte de seu fundador, Vonstroke. A gravadora foi porta de entrada para grandes hits com uma pegada bem peculiar e divertida, como “Make a Cake”.

O Club Space

O Club Space em Miami recebe há quase duas décadas os maiores nomes da cena eletrônica underground. Já passaram por lá Maceo Plex, Sasha, The Martinez Brothers, Solomun, Richie Hawtin, Loco Dice, Nina Kraviz e até mesmo Gui Boratto, que tocou na casa nesse último sábado.

* Marllon Gauche é colaborador da Phouse.

Só Track Boa terá showcase em Nova Iorque

Label brasileira invade os Estados Unidos pela primeira vez

Depois de lançar a sua primeira coletânea, a Só Track Boa vai celebrar em breve mais uma estreia importante. Pela primeira vez, a label brasileira aterrissará nos Estados Unidos, para um showcase em Nova Iorque.

Organizado em conjunto com o nova-iorquino Good Looks Collective, o rolê será no próximo dia 30, um sábado, no Avant Gardner, clube do Brooklyn. Vintage Culture também fará seu debut na cidade, acompanhado por Volkoder e RDT.

Na volta ao Brasil, a Só Track Boa já tem outros dois compromissos marcados para maio: dia 18, em Maceió, e dia nos dias 24, 25 e 26, em segunda edição do Só Track Boa Weekend no Rio de Janeiro. Os respectivos lineups ainda não foram anunciados.

+ Com 20 faixas, Só Track Boa lança sua primeira compilação

Muitos remixes e um álbum de estreia; confira 10 destaques da sexta

Nossa seleção com mais minutos de música já feita

De todas as seleções de música nova de sexta que fazemos semanalmente, esta é certamente a que mais traz faixas e minutos de música somados até hoje. São dez lançamentos selecionados, como de praxe, mas desta vez, trazemos muitos pacotes de remixes.

Além dos já mencionados remix de Doozie e MOJJO para “Soy Yo” e o EP da Any Mello — sem contar os três singles promovidos pela Alphabeat —, esse dia 21 ainda trouxe discos de remixes de Axwell λ Ingrosso, Zedd e Dimitri Vegas & Like Mike, entre diversos outros novos sons. Além disso, pela primeira vez trazemos um álbum inteiro em nossa seleção. Se liga:  

Via UMGAxwell e Ingrosso lançaram seu pacote de remixes para “Dancing Alone”. O EP traz produções de BROHUG, minds&manchines e CYA, que vão do deep house ao trance.


Dimitri Vegas & Like Mike não economizaram nos remixes para “When I Grow Up”, com o Wiz Khalifa. A música lançada no início do ano ganhou agora “apenas” seis remixes num EP pela Smash the House. O disco traz remixes para todos os gostos, incluindo hardstyle, tropical house e future bass.


Outro que entrou na onda foi o Zedd, com cinco novas versões de seu último single, “Happy Now”. Marc Benjamin, BEAUZ, Duke & Jones,  MXXWLL e Magnificence produziram remixes bem personalizados e incrivelmente diferentes, mas sem desconstruir o romantismo da track.


E pra fechar a sessão de remixes, tivemos também o segundo volume de reedições de “Satisfied” e “Mama Look At Me Now”, do Galantis. As quatro novas músicas chegam pela Atlantic Recordings e foram produzidas por SaganLEFTI, Sagan, Fox Blanco & Papa Bear e Carta.


Partiu “original mixes”, pra variar um pouco? Às vésperas de lançar seu novo álbum, THE TRIP HOME, o veterano Crystal Method trouxe mais um novo single, “Ghost In The City”, em colaboração com Le Castle Vania. Via Tiny E Records, a música traz aquela mistura inconfundível de dance music com rock, na voz da cantora e compositora Amy Kirkpatrick.


Para quem curtem um tech house ᴮᴿ fresquinho, ninguém menos que o Volkoder fez sua estreia na Dirtybird, conceituadíssimo selo do Claude VonStroke. O paulistano veio com duas faixas, “How” e “I Talked”, que formam o EP How I Talk.


Outro super lançamento da sexta foi “Like That”, nova aposta da Protocol de Nicky Romero. Trata-se de uma collab entre os holandeses Thomas Newson e Sam Void, que trazem uma house bem bouncy, melódica e pisteira. Inclusive, Void e Newson vão estar entre os DJs da festa “Nicky Romero Presents: Protocolo x ADE ’18”, que faz parte do ADE agora em outubro.


Tem mais brazuca na área: “Revolution” é resultado do trabalho do Constantinne com o duo Rozzen, que chegou via Liboo/Universal Music Brasil. Com os vocais de Evan Andree, cantor americano que já até trabalhou com o Vintage Culture, a música é praticamente uma mistura de synth pop com brazilian bass, trazendo uma letra poderosa sobre independência e revolução.


Ainda dentro das produções brasileiras, mas em uma pegada mais tropical e “radio friendly”, Zerb lançou pela almejada Spinnin’ Records a canção “With You”, com a cantora Giulia Be. O single começou a ser composto há um ano e meio, quando o produtor, um pouco antes de embarcar em uma turnê, sentiu vontade de mostrar a sensação de ficar longe das pessoas que se gosta.


E pra fechar, uma obra muito especial para um dos nomes mais expressivos do cenário eletrônico global. San Holo enfim surgiu com seu álbum de estreia, chamado sugestivamente de album1. Apesar do título básicão, o disco é bem inovador e caracteriza um marco na carreira do holandês. Com 12 músicas, chegou via bitbird e, segundo o artista, foi produzido com amigos num Airbnb em Los Angeles, criado com instrumentos reais e depois gravado em fita cassete.


+ CLIQUE AQUI para relembrar os lançamentos da semana anterior

Green Valley terá noite com Só Track Boa e Dirtybird Players

Festas assumem o Main Stage e o Underline, respectivamente

No próximo dia 02 de junho, um sábado, o Green Valley recebe duas grandes label parties na mesma noite. No Main Stage, com direito a decoração especial para a ocasião, a famosa Só Track Boa comanda tudo com Groove Delight, DashdotJØRD, RDT, Volkoder e um inédito B2B entre Cat Dealers e Chemical Surf. O warmup fica por conta da Aninha.

Já na pista Underline, normalmente voltada ao house/techno underground, a curadoria fica por conta da Dirtybird Players, festa do conceituadíssimo selo americano Dirtybird Records, de Claude VonStroke. O lineup traz Dakar, DJ Glen, Pimpo Gama, Shiba San (França), San Schwartz e Weiss (Inglaterra).

Os ingressos estão disponíveis via Ingresso Nacional.

+ Green Valley é mais uma vez eleito o melhor clube do mundo pela DJ Mag

Tribaltech Escape é confirmado para outubro e anuncia 31 atrações

Este ano o aclamado festival curitibano Tribaltech está de volta, com data confirmada — 7 de outubro — e o anúncio da primeira fase do lineup. O local, porém, segue indefinido. O evento já está no ar via Facebook; há também um site oficial, com todos os links e a lista dos artistas já confirmados.

+ A desafiadora evolução do Tribaltech 2015

Os 31 nomes da primeira fase são: Albuquerque, BLANCAh, Conti & DJ Leozinho, Daniel Bell, Dashdot, DeWalta, D-Nox, Element, Eli Iwasa, Fabø, Fran Bortolossi, HNQO, Hito, Ion Ludwig, Kolombo, Kultra, Major7, Marc Houle, Margaret Dygas, Nastia, Ney Faustini, Octave One, Reality Test, Renato Ratier, Tarter, Touchtalk, Vegas, Vibe Tribe, Victor Ruiz, Volkoder e XDB.

+ Voa alto, passarinho; como o primeiro álbum da BLANCAh pode ser um divisor de águas pra cena eletrônica nacional

Esta será a edição “Escape”, que marca o fim da trilogia de resgate do Tribaltech, instituída em 2014, com a edição “Reborn”. Em 2015, houve a edição “Evolution”, e a “Escape” estava prevista para o ano passado, mas foi cancelada.

+ Fran Bortolossi: “2016 foi o melhor ano da minha carreira”

Os ingressos estão disponíveis pelo Alo Ingressos.

DJ Memê realizará Workshop de Produção em Curitiba e São Paulo

DJ Memê, depois de comandar um Workshop focado em remixes, no Amsterdam Dance Event (ADE), no ano passado, e realizar a primeira edição do Workshop de Produção de Musica Eletrônica, no Rio, realizará suas próximas edições do Workshop de produção em Curitiba e São Paulo. O evento, que é um marco na cena nacional, é uma oportunidade única de aprofundar conhecimentos e técnicas. Memê promete em cada edição, montar um Dream Team com grandes nomes do mercado. Produtores com anos de conhecimento e prática em produção de música eletrônica, que ainda estão na ativa e que continuam a percorrer a estrada do sucesso.

Além de ser produtor musical premiado, pioneiro na arte de fazer remixes no Brasil e ícone da House Music nacional, Memê produziu discos que marcaram o país. Sua história na música é extensa e impressionante, ele é autor do primeiro sucesso de Shakira, segundo a revista americana Billboard. Ele também trabalhou com Mariah Carey, Des’ree, Gloria Estefan, Dido, Toni Braxton, entre outras estrelas. Além disso, sua música “Chanson Du Soleil” virou febre nas pistas do mundo todo e consolidou a sua carreira internacionalmente, com tours pela Europa e Ásia. Com essa história marcante, ele está levando toda sua experiência para uma série de Workshops pelo Brasil, ao lado de convidados ilustres, que estão despontando com suas atuais produções e técnicas infalíveis de estúdio.

O próximo convidado para o Workshop de Curitiba é o garoto prodígio Volkoder, que conquistou o mundo com suas produções de alto nível, o jovem tem assinado com grandes gravadoras como Hot Creations, Toolroom e Suara, e ainda está com uma agenda repleta de shows pelo Brasil e pelo mundo. Além de tudo isso, ele ainda conquistou recentemente o prêmio do RMC, com a música do ano “Sensantion”.

Outro convidado que tem feito trabalhos de destaque é Bernardo Novaes. Com o seu sólido conhecimento em masterização e a experiência de ter importantes gravadoras em seu portfolio, como Universal Music, Revealed, Ultra, Door Records, Spinnin’, o mestre da master trará dicas de ouro para os participantes.

Como atração exclusiva para o encontro de São Paulo, Memê traz o artista que foi considerado pela gravadora inglesa Toolroom como um dos embaixadores da musica eletrônica no Brasil, Antônio Eudi. Ele também acumula diversos prêmios de respeito como: Melhor Música do Ano de 2013, pelo renomado Rio Music Conference e Melhor Produtor de House Music do país, pela revista DJ SOUND, no ano de 2014. Suas musicas já foram lançadas por diversas gravadoras ao redor do globo como Defected, Toolroom, Warung, Armada, Dessous, Incorrect, 303 lovers, Go Deeva, Stereo, Urbana, e tocadas por ícones mundiais como Carl Cox, Mark Knight, Roger Sanchez, entre outros.

A cena eletrônica nacional vive um grande momento, com novos DJs, produtores, agências e festivais. A cada dia, o mercado, como um todo, precisa de aprimoramentos e da eterna busca pela profissionalização. São essas atitudes que fazem com que a cena progrida. O Workshop contará com técnicas de produção, histórias pessoais e discussões sobre o mercado, tanto brasileiro, quanto internacional. O evento acontecerá no dia 19 de maio, em Curitiba, no Hotel Pestana e dia 26 de maio, em São Paulo, no Hotel Pestana, com direito a coffee break e muito networking. As vagas são limitadas para 70 pessoas e as entradas já estão disponíveis para compra. Abaixo está o link com todas as informações.

Curitiba – 19 de Maio: http://bit.ly/Workshop-Meme-Curitiba

São Paulo – 26 de Maio: http://bit.ly/Workshop-Meme-SaoPaulo

Workshop de Produção de Música Eletrônica

Volkoder e Darick Gyorgy representam o Brasil em compilação da Toolroom

Brasileiros estão ao lado de nomes como Kraak & Smaak, Yolanda Be Cool, Wade e Stefano Noferini
O Brasil segue fazendo bonito e conquistando espaço no mercado das principais gravadoras de música eletrônica do mundo. A última boa notícia é a participação dos produtores brasileiros Volkoder e Darick Gyorgy  na compilação Poolside Miami 2016, assinada pela gravadora britânica Toolroom.
A marca que é comandada pelo experiente DJ Mark Knight atua no mercado desde 2003 e já lançou artistas do calibre de Green Velvet, Maceo Plex, Dubfire, Carl Craig e Denis Ferrer. Ao todo serão 44 faixas, produzidas por nomes como Kraak & Smaak, Yolanda Be Cool, Wade e Stefano Noferini.
Darick Gyorgy assina a faixa de número 13, entitulada como “Never chance” e que conta com a participação do canadense Fadel. Já Volkoder traz a faixa “Different Beat”, que já foi lançada anteriormente pela gravadora espanhola Suara.
A compilação está disponível a partir do dia 11 de Março, mas já há uma pre-order rolando no iTunes, que você pode acessar clicando aqui.

Em segunda turnê pela Europa, Volkoder comprova que é a revelação do cenário Brasileiro da música eletrônica

Uma turnê internacional é a maior prova de que um artista da música eletrônica está alçando vôos maiores. Afinal, significa que suas músicas estão atravessando oceanos e sendo tocadas por importantes DJs mundo afora. Para o brasileiro Volkoder, uma turnê é o maior reconhecimento de seu trabalho, tanto no estúdio, criando as melodias, como nas pistas, conduzindo multidões Brasil afora com maestria.

Em agosto e setembro deste ano o DJ e produtor paulista embarca para sua segunda turnê europeia em 2015. A novidade surge após celebradas apresentações na ensolarada Barcelona em época de OFF Sónar – um dos maiores encontros mundiais de artistas e fãs de música eletrônica underground em junho deste ano.

Volkoder se apresentará em cidades que são conhecidas por seu envolvimento com a cultura clubber, como Berlim (Alemanha) e Londres (Inglaterra), sendo que nesta, se apresenta no EGG, um dos clubes mais badalados do efervescente east end. Também passa por Dublin (Irlanda), Sheffield (Inglaterra), Winterthur e St Gallen (Suíça) entre os dias 11 de Agosto e 28 de Setembro.

            As novidades não param por aí. Volkoder, que neste ano já se apresentou em festivais como Tomorrowland Brasil, Creamfields Brasil e Warung Day Festival, também é presença confirmada na próxima edição da TribalTech, considerado hoje o melhor festival do Brasil pelo Prêmio Rio Music Conference. Já na agenda de lançamentos estão um remix para o emblemático DJ Memê, e novas músicas pelas gravadoras de ícones da dance music como Steve Lawler (VIVa Music), Hector Couto (Roush) e Lee Foss + Jamie Jones (Emerald City).

Mais sobre Volkoder:

Marcos Benedetti é um ótimo exemplo de como devemos correr atrás de nossos objetivos. O estudante da pequena cidade de Salto, interior de São Paulo, começou a frequentar clubes de música eletrônica e a se interessar por softwares de produção há pouco tempo, mas sua dedicação intensa foi logo recompensada: respondendo nas cabines como Volkoder, ele logo emplacou músicas por selos consagrados como Suara, Toolroom, Defected e Hot Creations (quatro gigantes da house music mundial) e despontou como “melhor produtor” e “DJ revelação” no último Prêmio Rio Music Conference, em fevereiro de 2015.

Brasil: o novo berço de talentos da música eletrônica?

A grande concentração de talentos na dance music sem dúvidas ainda está na Europa. Com praticamente um monopólio holandês na EDM, uma forte presença alemã em alguns outros gêneros e uma crescente concorrência sueca (como a Phouse recentemente mostrou), o continente ainda mantém um posto hegemônico na cena. Mas quem observa de perto nota que essa tendência tem mudado em ritmo acelerado.

Os mercados asiáticos têm atraído cada vez mais festivais importantes e apesar de ainda não terem grandes produtores de expressão, já são um alvo muito importante comercialmente. Os EUA têm crescido de maneira impressionante, reunindo tanto eventos importantes quanto  surgimento de grandes nomes em escala mundial. Nesta esteira de crescimento, quem vem logo em seguida é o Brasil, com conquistas similares às dos americanos.

Conseguimos a presença de nada menos do que Tomorrowland, Ultra e Electric Daisy Carnival (EDC) em nosso país. Nossos produtores e DJs são cada vez mais reconhecidos mundo afora, incluindo astros como Felguk, Gui Boratto, Alok, FTampa e Marky, referências e expoentes dos mais diversos estilos. E agora, a Phouse te mostra quem são os nomes que farão parte dessa explosão no futuro muito próximo.

Alguns deles já estão em um patamar mais alto de evidência. Apesar de pouca idade, já marcam presença nos principais eventos e têm suas músicas tocadas pelas maiores estrelas da cena. Vintage Culture, por exemplo, é um produtor já com enorme bagagem apesar da pouca idade e hoje em dia já um dos mais relevantes do Brasil. Volkoder e E-Cologyk também podem ser colocados nessa categoria. DJs e produtores de pouca idade, mas com grandes conquistas na ainda curta carreira. Mas provavalmente aos 18 anos nenhum deles tenha feito tanto quanto já fez Jakko, talvez a grande joia da dance music brasileira, um produtor que revela um talento singular para tão pouca idade.

Mas não é só desses nomes já com grande exposição que vive a juventude da cena do Brasil. Há por aí nomes de muito talento e que ainda estão lutando por seu espaço. No Rio de Janeiro, por exemplo, podemos encontrar vários deles. Nomes como Max Miller e Reezer, por exemplo, se juntam a Moshe, Future Lines e vários outros que estão fazendo um som de primeira qualidade na cidade maravilhosa, desde o Future House até o Melbourne Bounce.

Em São Paulo não é diferente. Há produtores aqui como Zerb, cujo último release foi nada menos do que um remix em parceria com o próprio Vintage Culture. SYNNA e Lenx & Denx também despontam como jovens talentos do Progressive House paulista e brasileiro, assim como Pontifexx, que teve seu último lançamento tocado no podcast de Nicky Romero. Fazendo um som muito diferente, inclusive trabalhando em cima de muitas músicas brasileiras, também se destaca o duo Dropkillers, com uma pegada original e digna de muita atenção.

Espalhados por todo o país, há nomes como os citados acima que nos brindam todos os dias com um enorme talento apesar da pouquíssima idade. Jovens que com sua energia e criatividade com certeza se tornarão figuras importantes da cena nacional e quem sabe mundial nos próximos anos. É com estes talentos que o Brasil continuará crescendo cada vez mais aos olhos do mundo e é por acreditar nesse crescimento que a Phouse dá todo o seu apoio aos jovens talentos do nosso país.

De bandeja pra vocês, alguns dos melhores sons dessa galera que a gente citou e que já chamaram a atenção de muita gente importante.

https://soundcloud.com/reezerofficial/vivalavida

https://soundcloud.com/lenx-denx/habits-remix

https://soundcloud.com/tdrop-killers/dropkillers-poizoned-out-now

https://soundcloud.com/synnamusic/forbiddenvoices

https://soundcloud.com/futurelines/lean-on-future-lines-bootleg-1

https://soundcloud.com/jakkomusic/sky-full-of-stars-jakko-bootleg

E pra finalizar, aqui vai o EP do já consagrado talento brasileiro; Volkoder:

Verão em Ibiza pegando fogo: confira as 10 músicas mais tocadas

Uma das grandes revoluções no cenário da música eletrônica nos últimos anos sem dúvidas tem sido o aplicativo Shazam, que é bastante utilizado pelos usuários para descobrir novas tracks e popularizar outras.

Nesta semana, o app em questão divulgou uma lista com as 10 faixas mais buscadas no local mais badalado durante o verão Europeu, é claro que estamos falando de Ibiza! Na atual lista, temos um brasileiro que foi uma das atrações do Tomorrowland Brasil, o que demonstra que a cena nacional esta crescendo cada vez mais e a tendência é não parar.

O brasileiro em questão é Volkoder que começou sua carreira acertando em cheio com um EP chamado Detroit, já que as músicas lançadas foram tocadas no mundo inteiro por artistas como Jamie Jones, Lee Foss, Catz’n Dogz, Sandy Rivera, Patrick Topping, Tube & Berger e muitos outros. Nada mau para um principiante! No entanto, a explosão do brasileiro aconteceu no cenário musical em 2014, quando assinou com respeitados selos da música eletrônica (Tolroom, Suara, Snatch!, OFF, entre outros), além de lançar seu primeiro álbum autoral nesse mesmo ano.

Além de estar na lista das músicas mais procuradas no Shazam em Ibiza, Volkoder costuma sempre emplacar suas tracks no TOP 100 do Beartport.

Confira a lista completa:

#01 – Martin Solveig & GTA – Intoxicated (Official Music Video)

#02 – Elderbrook “How Many Times” (Andhim Remix)

#03 – Tungevaag & Raaban “Samsara”

#04 – Ten Walls “Sparta”

#05 – Sam Feldt “Show Me Love” (EDX’s Indian Summer Remix)

#06 – Format: B “Chunky”

#07 – Gregory Porter “Liquid Spirit” (Claptone Remix)

#08 – Kollektiv Turmstrasse “Sorry I Am Late”

#09 – Volkoder “Sensation

#10 – Art Department “Catch You By Surprise” (Guy Gerber Remix)

https://www.youtube.com/watch?v=8yynAOTs1Qc

Creamfields Brasil ganha tema assinado por Rodrigo Ferrari, Antonio Eudi e Volkoder

Rodrigo Ferrari

Faixa foi disponibilizada para download gratuito no Soundcloud

Lançada no último final de semana, a música Our Summer, foi feita especialmente para o festival Creamfields Brasil 2015, que acontece no próximo sábado, 24 de janeiro, a partir das 17h no Stage Music Park, em Jurerê.

Produzida pelos talentosos artistas Rodrigo Ferrari, Antonio Eudi e Volkoder, confirmados no line-up do evento, a faixa encontra-se disponível para download gratuito no Soundcloud. Trata-se de um presente e uma prévia do que está por vir do Creamfields Brasil, que espera receber mais de 15 mil pessoas.

Alguns dos mais importantes nomes da cena eletrônica atual farão parte desse grande festival, reunidos em um só lugar. Divididos entre as pistas exclusivas Fusion Stage, Cream Arena Hosting by Amazon Club e Terraza.

Fazendo jus à reputação de inovador, a quinta edição brasileira do Creamfields colocará lado a lado artistas das mais variadas vertentes, em três pistas exclusivas, dando a oportunidade ao público de também conhecer as novas apostas para os próximos anos. Alguns dos nomes confirmados são Tommy Trash, Bassjackers, Life is a Loop, Vintage Culture, Apollonia e Claptone. O evento conta com o patrocínio de Skol Beats e Fusion Energy Drink, além de ter o portal UOL e Rádio Atlântida como Medias Partners.

Ouça Our Summer aqui:

https://soundcloud.com/rodrigo-ferrari/antonio-eudi-rodrigo-ferrari-volkoder-our-summer-original-mix

Tommy Trash, Cedric Gervais e Bassjackers no Creamfields Brasil

tommy trash

A versão nacional do Creamfields, que acontece em Florianópolis, no dia 24 de janeiro, já conta com seu lineup completo. Entre as 28 atrações confirmadas estão os headliners Tommy Trash, Cedric Gervais e Bassjackers e Yves V.

Essa será a quinta edição do festival do verão catarinense e contará com três diferentes stages: Fusion, Cream Arena e Terraza. Abaixo você pode ver todo os artistas que se apresentarão no Creamfields Brasil:

Tommy Trash, Cedric Gervais, Bassjackers, Claptone, Apollonia,Deniz Koyu X Thomas Gold, Yves V, Sirus Hood, Rene Vaitl, Life is a Loop, Vintage Culture, Renato Cohen, DJ Rodrigo Ferrari, Volkoder,Victor Ruiz AV Any Mello, Antonio Eudi, Leo Janeiro, Gromma, Du Serena, El Baile, Zabot, Pimpo Gama & Thiago Zacchi e Ricardo Lin.

Volkoder encerra 2014 com lançamento de novo Álbum, “1991”

Volkoder

Produtor nacional que é o destaque do ano na House Music entra no último mês de 2014 apresentando seu primeiro álbum, intitulado “1991”

Um dos grandes fenômenos da produção nacional, o paulistano Volkoder possivelmente lançou mais músicas por grandes selos da House Music em um ano do que muitos grandes DJs podem orgulhar-se de ter lançado durante toda a carreira. 2014 tem sido um grande ano para Marcos Benedetti, com lançamentos pelos selos SUARA, HOT CREATIONS, SNATCH e TOOLROOM, para citar alguns. Seu crescimento e desenvolvimento rápidos podem ter pego muitos de surpresa, mas a qualidade e solidez de seu trabalho é inquestionável. Um exemplo disto é que grandes DJs, permanentemente atentos às melhores músicas e novidades, têm dado suporte a suas músicas: ninguém menos que Roger Sanchez, Luciano, Jamie Jones, Lee Foss, Eelke Kleijn, Gabe e Memê atestam a credibilidade de suas produções – para citar alguns.

E para coroar 2014, Volkoder assina com o selo Material para o lançamento de “1991”, seu primeiro álbum autoral no qual vem trabalhado há mais de um ano. “1991” está disponível para venda on-line e também em vinil duplo – formato cada vez mais utilizado por DJs no mundo todo.

“1991” é composto por 10 faixas autorais inéditas, produzidas, criadas e masterizadas por Marcos Benedetti em seu estúdio na cidade de Salto, São Paulo. Confira aqui a pré-visualização do álbum:

Produtor brasileiro lança pelo selo de Jamie Jones, Hot Creations

Hot Creations

Volkoder assina com um dos selos mais quentes da música eletrônica, depois de um ano repleto de novidades em gravadoras como Suara e Snatch!.

Hot: é o estado em que se encontra o paulistano Marcos Benedetti, mais conhecido como Volkoder. Volkoder é produtor desde os 16 anos de idade, e já lançou por selos como Suara, Toolroom, Kittball, Snatch! Records e Material. Inaugurando sua participação em um dos selos mais quentes da house music, seu remix para “Everytime I See You” tem sido tocado por nomes quentíssimos como Jamie Jones, Pete Tong, Catz’n Dogz e Hot Since 82.

Sempre apresentando o que há de mais inovador na House Music, o selo de Jamie Jones convidou Nathan Barato e Volkoder para compor seu útlimo lançamento. A música “Everytime I See You” é uma faixa repleta de groove com uma linha de baixo envolvente, o que resulta em uma sonoridade nova: exatamente o que as pistas de dança merecem neste começo do verão.

“Everytime I See You” estará disponível a partir do dia 3 de Novembro de 2014, em formato digital e também em vinil. Ouça abaixo um preview do que está por vir:

Leo Janeiro e Volkoder se unem para lançamento de EP

cover_NFU094_1400px

Dois gigantes da house music brasileira juntam forças para a criação de duas músicas carregadas de personalidade e groove. A parceria de Leo Janeiro e Volkoder pretende ganhar o mundo com suas duas obras “Freaks” e “Make It”, que já receberam feedbacks positivos de artistas de renome inquestionável como Richie Hawtin, Marco Carola, Stacey Pullen e Jamie Jones.

O paulista Marcos Benedetti é conhecido por seu codinome que tem rodado as pistas de dança no mundo todo através de produções incríveis: Volkoder. No estúdio, contou com toda a experiência e estilo do DJ carioca Leo Janeiro para compilar samples, batidas e vocais com a intenção de criar duas obras perfeitas para o dance floor.

Com lançamento no dia 12 de agosto, “Make It” e “Freaks” prometem agitar o verão europeu e voltar com força total para chacoalhar as pistas no segundo semestre.

Ouça e adquira: http://bit.ly/makeitEP
Sobre Volkoder:

Com a idade de apenas 23 anos já produziu músicas para grandes gravadoras como Toolroom Records, Kittball Records, Suara, Material Series, Snatch! Records, entre outras. Sua track “Detroit” foi tocada por nomes como Jamie Jones, Lee Foss, Catz ‘N Dogz, Marco Carola, Nic Fanciulli, Tube & Berger, e foi considerada um hino nos festivais de 2013.

Ele começa o ano de 2014 muito bem, com um E.P. pela gravadora alemã Kittball Records e remixes para artistas como Guy Gerber, Kerry Chandler, Dennis Ferrer, Tiger Stripes, Him Self Her, Sidney Charles, Mihalis Safras.

Sobre Leo Janeiro:

Influenciado pela Black Music dos lendários bailes de Charme cariocas, Leo se apaixonou pela novidade que era a música eletrônica e no início dos anos 00 decidiu se dedicar integralmente a ela. Em pouco tempo o artista se tornou um dos grandes representantes do som das pistas no Rio, promovendo festas como a “Bootleg” no reduto underground carioca, o Fosfobox, e também se apresentando nos principais clubes e festivais da cidade. Mesclando talento com a experiência adquirida nas pick-ups, logo a carreira de Leo ultrapassou os limites da cidade que o criou, o que o fez expandir sua carreira para novas praias – onde mais encontrar um legítimo carioca?

Hoje, mantém residências de respeito como o clube Beehive (Passo Fundo), o Warung Beach Club (Itajaí), e o festival MOB, colocando definitivamente seu nome entre os principais DJs do Brasil. Seu retorno ao estúdio como produtor musical também tem apresentado trabalhos sólidos, e parcerias com nomes como Volkoder e o alemão Tapesh foram responsáveis por lançamentos com personalidade.

Rio ME apresenta Loulou Players, Sharam Jey e Léo Janeiro

lou lou players rio de janeiro

No sábado, dia 16 de agosto, acontece a sexta edição da festa Rio ME, também conhecida como Rio Movimento Eletrônico, no MAM (Museu de Arte Moderna). O evento já virou referência em qualidade, público e principalmente música, por movimentar a cena eletrônica carioca, trazendo os mais conceituados DJs da atualidade, enquanto dançarinas profissionais se apresentam, criando um ambiente sensual e uma energia perfeita.

Rio ME surgiu em 2013 e já passou pelo Joá, Leopoldina, Vidigal e Búzios. Agora o MAM volta a ser o espaço escolhido, pela segunda vez. “Além do mais expressivo deep house, apresentado em uma pista de dança única, estamos envolvidos e somos preocupados com o meio ambiente da cidade do Rio de Janeiro. Somos apaixonados pelo Rio e trouxemos ações inovadoras, como a #praiaslimpas, com distribuição de sacolas de plástico para catar o lixo das praias. Fizemos também a campanha #TorcidaRioMe, dando camisas exclusivas para a Copa 2014, para incentivar o torcedor na campanha do Brasil pelo HEXA e com isso divulgar nossa marca”, conta Henrique Marques, um dos sócios do projeto.

Fizemos também a campanha #TorcidaRioMe, dando camisas exclusivas para a Copa 2014, para incentivar o torcedor na campanha do Brasil pelo HEXA e com isso divulgar nossa marca ”, conta Bruno.

Depois de Infinity Ink (Hot Creations) e Amine Edge & Dance (CUFF), dessa vez, o line up continua composto por nomes respeitados do cenário nacional e internacional e segue o melhor da Eletronic Music em suas vertentes mais originais.  O Dj Pedro Piu abre a pista seguido da carioca Nana Torres, a única Dj residente do evento, que recebe o alemão Sharam Jey, o belga Lou Lou Players, o paulista Voldkoder e o carioca Léo Janeiro.

Sobre os DJs:

LEO JANEIRO

Leo Janeiro é carioca e protagonista da cena de música eletrônica de sua cidade.

Influenciado pela Black Music, o DJ se apaixonou com a novidade que a música eletrônica representava na década de 90. No início dos anos 00s, decidiu dedicar-se inteiramente à música e em um curto período de tempo  o artista se tornou um dos principais representantes do Rio de Janeiro, combinando originalidade de uma linguagem universal.

Mesclando seu talento e experiência nas pick-ups, a carreira de Leo logo ultrapassou os limites da cidade e em 2011 e 2012, o DJ recebeu convites para se tornar residente do festival MOB e no Warung Beach Club, garantindo o seu nome entre os top DJs do Brasil. No mesmo período, sua participação foi fundamental na concepção do Rio Músic Conference, bem como na criação de Warung Recordings, gravadora do clube.

Performances em países como Espanha, Portugal, Holanda, Alemanha e Estados Unidos também fazem parte da carreira de sucesso do Dj.


LOULOU PLAYERS

O belga Jérôme Denis aka, Dj e produtor,  é um dos artistas em maior ascensão na atualidade. Ele é um gringo querido no Brasil e traz 15 anos de muito sucesso em sua carreira. Ao lado de Kolombo, fundou a LouLou Records, que ajudou a redefinir o Deep House, tornando-o gênero de desejo também para as massas. Seu set lit é “Girly e Sexy”, o que mistura Funky Music com um pouco de Indie-Nu Disco, Deep House, Tech House ou Techno

O Dj já se apresentou em países como Alemanha, França, Portugal, Suíça e, claro, na Bélgica. Lançou por selos como Snatch!, SK Supreme, King Kong Records e Definitive. Ainda promove as festas Music Please no seu país natal, onde recebe sempre grandes DJs e produtores internacionais.

NANA TORRES

Destaque do Rio de Janeiro, a Dj Nana Torres é residente da festa Rio ME e traz para a pista de dança um toque de personalidade, que a faz ser considerada um dos melhores Djs do Brasil.

De acordo com a Rio Music Conference, Nana foi a Dj revelação de 2012, ganhando o prêmio em 2013, e em seguida partiu para sua primeira turnê pela Europa por cinco países.

 

Trabalhando em estúdios ao lado de Ali Love, Dj Glen, Clique | Clique, Erik Christiansen, Vitor Munhoz e outros, suas faixas são programadas para serem lançadas e prometem manter a mesma qualidade brilhante de seus sets.

PEDRO PIU

O Dj e produtor Pedro Piu leva em sua case toda a bagagem musical adquirida desde os anos 90, com forte influências da black music em geral. Seus sets são facilmente reconhecidos por serem únicos, com pesados grooves aliados, em sua maioria, a vocais marcantes e dançantes, que passe algo de bom para quem ouve. Carioca, criou junto com o Dj Breno Ung a produtora “Rio Cabana”. Sempre acreditando na qualidade do artista ou da marca, Pedro já trabalhou com nomes nacionais e internacionais. Recentemente, foi convidado a integrar o casting de artistas da D.EDGE Agency e é o Dj eh residente das festas: Me Gusta (Fosfobox), Funk the Chic, Breakz e Brazilian Wax, essa última um coletivo q mistura música e arte urbana. Como produtor ao lado do Dj Krishna Gomes, já produziram trilhas para Globo.com e tiveram alguns EPs de música eletrônica lançados com o projeto Brazilian Wax, onde se valoriza batidas quebradas e irreverentes em geral.

 

SHARAM JEY

Dj, produror e dono do selo Bunny Tiger, o alemão Sharam Jey começou no início dos anos 90 e tem como propósito principal levar a música e relacioná-la com o público de maneira energizante.

 

Reconhecido por suas tracks que passeiam tranquilamente pelo house, Sharam Jey se inspira em diversos estilos, bandas e artistas ao longo do tempo, porém  o cenário musical dos anos 80 deixam uma marca particular no DJ.

 

Além dos seus lançamentos, o alemão trabalha em remixes para outros grandes nomes como Moby, Mexerico, Faith No More, Faithless, Diplo e Don Diablo, Mason & Roisin Murphy entre outros. Suas faixas através de sua gravadora “Bunny Tiger”, chegou ao topo do Beatport em 2013, e se espalharam instantaneamente.

 

VOLKODER

O DJ e produtor Marcos Benedetti se formou em arquitetura, mas rendeu-se aos ritmos eletrônicos e vem conquistando espaço no exterior, um de seus singles integra o CD Ibiza 2014.

Produtor desde os 18 anos, o paulista entrou no mercado literalmente pela porta da frente. Aos 23 anos, já produziu para grandes selos como: Kassette Records, Go Deeva, Kitball, Body Music, Monique Musiquee, Avenue e Deported, entre outros.

 

O single ‘Tell Me More’, lancada pelo selo alemão Kittball, alcançou 27 posição de Deep House no Beatport e a faixa ‘Detroit’, lançada pelo selo italiano Go Deeva Records, chegou em 58 e foi executada exaustivamente por Jamie Jones, Lee Foss, Marco Carola e muitos outros artistas consagrados.