felipe wrechiski

Talentos brasileiros no Tomorrowland Brasil 2016 – Wrechiski

O time do Trance in Brazil e da Trance Family Brazil iniciam a contagem regressiva para o Tomorrowland Brasil 2016 dando voz aos talentos brasileiros que tocarão no stage Full On, quinta-feira 21/abril, cujo host é ninguém menos do que a lenda Ferry Corsten.

Confira a entrevista com Wrechiski!

TranceFamilyBrazil: Wrechiski, parabéns por ser um dos brasileiros a serem convidados pelo Ferry Corsten a integrar o line up do stage Full On no Tomorrowland Brasil 2016! Para quem não conhece seu som, quais artistas mais inspiraram você em sua carreira na música eletrônica?

Wrechiski: Obrigado! Na verdade, grande parte da minha “escola” musical vem de outros estilos não eletrônicos. Comecei a tocar violão clássico aos 10 e desde então, até hoje, minhas influencias musicais vão do Clássico ao MPB, Jazz ao Funk (Funk da década de 70, não o carioca!), Metal ao HipHop e por ai vai. Artistas como Jaco Pastorius, Sivuca, Avishai Cohen, Pat Metheny e Soilwork são alguns dos diversos a me influenciarem bastante.

As primeiras influencias dentro da musica eletrônica vieram mesmo quando descobri o Drum&Bass, estilo musical que produzo com meu outro projeto ‘Urbandawn’, assinado na maior gravadora do estilo, Hospital Records. Roni Size, Calibre, Bad Company e Cause4Concern foram alguns que me influenciaram bastante e me empolgaram o suficiente a descobrir o universo da produção de música eletrônica.

Claro que os beats 4×4 tiveram um grande impacto tambem, artistas como Above & Beyond e Paul Van Dyk foram essenciais na minha formação.

Muitos artistas e fãs me dizem que tenho um tipo de “assinatura sonora” nas minhas musicas, talvez pelo fato de ter influencias pouco “ortodoxas” dentro do universo eletrônico.

TranceFamilyBrazil: Se pudesse dizer qual momento foi o mais memorável em sua carreira, qual seria?

Wrechiski: Acho que quando o Above & Beyond tocou minha faixa “Atlas” no Madison Square Garden no ABGT100, transmitido pelo mundo inteiro ao vivo. Quando toquei com eles em São Paulo, me disseram que foi a faixa de outro artista que eles mais tocaram na carreira deles; um momento indescritivel na minha carreira como produtor musical.

TranceFamilyBrazil: Você realizou um feito histórico para a música eletrônica brasileira ao ser o primeiro produtor assinado com a Anjunabeats, do trio inglês Above & Beyond. Como é seu contato com os demais artistas do selo e quais as próximas collabs e remixes com sua participação?

Wrechiski: Obrigado! Realmente foi uma missão cumprida que me orgulho muito, desde que comecei a produzir prog/trance, almejei lançar na gravadora deles, e poder realizar isso foi algo muito gratificante. Converso com alguns deles quase que semanalmente, sempre trocando ideias sobre produção, cena e batendo papo também! Nada que eu possa dizer ainda, mas semestre que vem tem algumas surpresas!

TranceFamilyBrazil: Segundo matéria publicada pela Phouse, você é o 11° DJ brasileiro mais ouvido no Spotify pelo mundo inteiro, com aproximadamente 34.773 plays mensais. É um número expressivo que te coloca à frente de nomes pesados da música eletrônica nacional, como DJ Marky e Alok. Como você lê essa estatística?

Wrechiski: Fico quase que espantado, e muito feliz também! Uma satisfação enorme de ver frutos de muito trabalho duro e estudo; gratidão resume!

TranceFamilyBrazil: O formato do Full On Ferry prevê 15 minutos de back to back entre você e Ferry Corsten, uma das maiores lendas da música eletrônica. Quais surpresas você está guardando para esse momento?

Wrechiski: Ainda pensando no que fazer, mas tenho certeza que vai ser épico, honra poder dividir o palco com a lenda que é Ferry Corsten!

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS