Gop Tun Records

Neste mês de novembro, o coletivo paulistano Gop Tun celebrou seis anos de uma história construída muito em cima da seriedade com que o coletivo paulistano trata seus projetos artísticos, dentro e fora da pista. Referência na cena house/disco brasileira, o atual patamar do projeto permite que algumas de suas iniciativas sejam encaradas como formadoras de opinião.

Para isso, uma das principais ferramentas do núcleo é a Gop Tun Records, gravadora que possui um catálogo ainda enxuto em número de releases, mas que em 2018 e principalmente 2019, deve ser expandido através de uma intensificada no cronograma. Até então, cada ano tinha entre um e dois lançamentos. Neste ano, foi observado um aumento no fluxo, já que até aqui, três releases ganharam a luz do dia através da plataforma criada pelo coletivo paulistano.

+ Orgânica e ecumênica: uma história oral da Gop Tun

Atualmente, o time de artistas que compõe o quadro de lançamentos do selo é composto por residentes da Gop, por nomes de forte influência frente à indústria nacional (como Renato Cohen) e algumas mentes brilhantes de outras partes do mundo, como HNNY, Prins Thomas e Lauer.

Para os próximos meses, Bruno Protti (aka TYV) e Gui Scott, duas das cabeças pensantes da gravadora, contam que haverá uma expansão no time de artistas, com mais nomes brasileiros e sul-americanos entrando para o casting da label. Sem a pressão de obrigatoriamente pensar em vinil, a Gop Tun Records se mostra mais apta para apostas e ousadias em seu programa de lançamentos.

+ Um papo com os caras da Gop Tun, que estão trazendo o Dekmantel a São Paulo

O último EP da gravadora foi assinado pelo produtor gaúcho Tha_guts, um novo nome frente a geração atual de produtores brasileiros. Guto Pereira, mente por trás do projeto, entregou à Gop um release denso e repleto de referências distintas que se revelam ao longo das cinco faixas originais. O trabalho sucede Plastic Noise, disco que o revelou para o cenário da eletrônica brasileira. Após o full lenght lançado de maneira quase que independente, Guto decidiu se aproximar da música eletrônica de pista em suas jams de estúdio, e o resultado foi esse belíssimo trabalho lançado pelo selo do coletivo.

Ao ouvir as faixas de Mirror, é possível entender essa complexidade envolvente que tange o trabalho do coletivo paulistano em seus mais diversos projetos. Tal fato dá autoridade para que o núcleo e os artistas envolvidos em suas festas e seus releases possam se desenvolver de forma assertiva. Além das cinco faixas originais, Guto também assinou um futuro single com a gravadora, que deve ser trabalhado somente no segundo semestre de 2019. Enquanto isso não acontece, ouça na íntegra o seu mais recente lançamento:

  

Alan Medeiros é colaborador da Phouse.

Receba novidades no e-mail

Receba o melhor da Phouse em seu email!

:::. ALEATÓRIAS / LEIA TAMBÉM

Jeffrey Sutorius lança selo e 1ª música pós-Dash Berlin

Artista explica as motivações por trás da BODYWRMR

Ultra libera o lineup final para Miami

A programação para a 21ª edição do Ultra Music Festival está completa

Get Physical solta 6 faixas que estarão na nova “Cocada”

Os releases são uma antecipação da coletânea completa, que sai em breve

Confira a divisão por palcos do DGTL São Paulo

Artistas espalham-se entre os palcos Modular, Generator e Frequency

Leo Janeiro e Kaká Franco fundam duo baseado em vinil

LK pretende trazer a cultura do DJ old school de volta às pistas

Cercle chega ao Brasil trazendo duo ucraniano ao Pão de Açúcar

Performance no cartão postal do Rio terá ainda Luciano Scheffer e Paulo Foltz

Assista a um belíssimo vídeo em tributo a Avicii

Com mais de três minutos, vídeo foi ao ar em última edição do “Grammy sueco”

Martin Garrix explica como surgiu seu novo single

Durante o Ultra Australia, o DJ foi entrevistado rapidamente por uma rádio local

David Guetta e Tom Staar misturam big room e tech house em “This Ain’t Techno”

Faixa foi lançada na última sexta-feira, via Spinnin’ Records

Diplo faz ponta em filme live-action de Pokémon

O DJ brincou nas redes sociais sobre sua participação em “Detetive Pikachu”