Este ano também estivemos no Tomorrowland Brasil, e mais uma vez ficamos impressionadas com a cenografia do festival. Se o objetivo do evento é te levar para um mundo de fantasia, então eles realmente conseguiram te transportar para este mundo de sonho. O palco principal era de tirar o fôlego megalomaníaco e lúdico. Rolaram diversas apresentações artísticas em cama elástica, e tinha uma incrível fonte de água que rodava na cenografia do palco principal, sem contar os shows de fogos, inacreditável. Claro que não podemos deixar de lado as diversas apresentações que rolaram neste palco como David Guetta, um dos principais artistas da noite, Tropkillaz, o nosso predileto e Armin van Buuren, referência mundial de trance. Realmente fica difícil voltar para a realidade depois de uma viagem como essas.

O show do Tropkillaz aconteceu no palco principal durante a tarde, por volta das 4h. O dia estava lindo, as cores estavam perfeitas, e o palco naquele ambiente estava simplesmente de tirar o fôlego. As pessoas estavam lindas, muitas penas e acessórios de cabeça, muitos brilhos, óculos de sol, o dia estava muito quente! As bandeiras voavam, a energia da galera brilhava ao som do Zegon e o Laudz, que quebravam tudo naquela tarde maravilhosa.

Nós gostamos de viver diferentes experiências em festivais, então para a nossa viagem ser completa no Tomorrowland Brasil, procuramos desbravar o máximo dos espaços e as pistas que tinham por lá. Ao total foram 6 pistas, rolou uma diversificada no estilo de som de cada uma das pistas. Todos nós sabemos que o Tomorrowland Brasil é um festival de EDM, então ouvir um drum’n’bass foi realmente surpreendente. Ficamos surpresas também com os lives que vimos por lá, apresentações criativas e inovadoras como, por exemplo o Elekfantz , que nos surpreendeu com a qualidade de música! A todo instante andávamos por cogumelos gigantes e flores florescentes que nos lembravam de que estávamos num mundo de fantasia.

É maravilhoso ver o espirito livre, pessoas fantasiadas por todos os lados, a criatividade foi longe com muitas bandeiras do mundo inteiro! Conhecemos Brasileiros, Italianos, Argentinos, Australianos e Suecos, todos falavam que as edições no Brasil são as melhores! WOW! A maioria deles ficavam acampados no DreamVille, um camping de barracas dentro do festival com toda a estrutura necessária para passar os 3 dias bem acomodado e fazendo novos amigos.

Este ano a organização optou por pulseiras recarregáveis aos “Tokens” do ano passado. Sentimos mais facilidade e praticidade para comprar bebidas e comidas já que não tínhamos que lidar com dinheiro em espécie, praticamente esticavam o braço e pronto, pagamos! Podíamos recarregar a pulseirinha sempre que quiséssemos. Por outro lado achamos que tudo estava absurdamente caro, conversamos com alguns gringos que também acharam tudo muito caro.

De longe o que mais nos incomodou num festival deste porte, foi a falta de conscientização, tanto da organização quanto das pessoas em relação ao lixo. Estamos num momento bem importante do mundo, com assuntos ligado ao consumo consciente, coleta de lixo e sustentabilidade que estão presentes em todos os festivais que costumamos ir. É o assunto do momento. No Tomorrowland Brasil o lixo se espalhava por todo o festival, tirando todo o brilho e riqueza que o festival propunha a trazer. Pessoas jogavam seus copos metros de distância ao invés de jogar nas lixeiras, que diga-se de passagem difíceis de encontrar. Acreditamos que num evento como esse, placas sinalizadoras e lixeiras espalhadas pelo festival são de fundamental importância para criar um espaço mais consciente. Estamos todos no mundo e no evento para curtir, mas também para contribuir e fazer a nossa parte.

Por fim, já estamos curiosas para saber como será em 2017. Este ano foram 3 dias lindos e intensos de muita música, e conexões com pessoas do mundo inteiro. Tenho certeza que a organização vai nos surpreender ano que vem!

Confira abaixo a nossa galeria de fotos:

 

E para relembrar o Tomorrwland 2015, aqui está o programa que gravamos na edição do ano passado:

Receba novidades no e-mail

Receba o melhor da Phouse em seu email!

:::. ALEATÓRIAS / LEIA TAMBÉM

Diplo mistura house com country em novo projeto

Produtor entrega primeiro single de “Thomas Wesley”, álbum que leva seu nome de batismo

Empreendedor, Steve Aoki lança HQ e app para exercícios

Saiba mais sobre “Neon Future” e o Aoki Bootcamp

Celebrando os 20 anos da VANDIT, Paul van Dyk lança sublabel

VANDIT Next Generation será dedicada à promoção de novos artistas

30 anos de techno nas veias: conheça o espanhol Oscar Mulero

DJ toca no D-EDGE neste sábado, em passagem única pelo Brasil

Novo som do Kygo faz parte da trilha de “Detetive Pikachu”

“Carry On” traz os vocais de Rita Ora

Vintage Culture rechaça boatos sobre tentativa de suicídio

Sócio da Privilège também desmentiu os rumores: “As pessoas são maldosas e acreditam em fake news”

Experimentalismo de arrepiar: ouça o primeiro EP do paulista Urro

Alter ego do paulista Silenzo traz originais e remixes de Epiphania e VAntonio

Kavit & Kesia – Collins (Original Mix)

“Collins” é o mais recente lançamento da Phouse Tracks. Produzida na pegada…

Alphabeat traz novos sons de Juliana Barbosa e Italo Vieira

Confira os dois lançamentos desta sexta na gravadora brasileira

Totoyov celebra 30º release com VA exclusivo

Gravadora brasileira lançou o material com sete faixas inéditas