Ultra 2019

Está confirmado. Chutado do Bayfront Park, o Ultra Miami encontra seu novo lar na ilha de Virginia Key — ao menos para a edição de 2019. Em comissão realizada na noite dessa quinta-feira, 15, na Câmara Municipal de Miami, foi aprovado por quatro votos a um um contrato para que o Ultra possa ser realizado no local. Assim, a organização já está correndo para agilizar a próxima edição, em março, em dois ambientes do bairro: o parque próximo ao Miami Marine Stadium e o histórico Virginia Key Beach Park.

A produção do festival terá que pagar dois milhões de dólares, sendo que metade desse montante deve ser usado para ajudar na construção do primeiro Museu Afro-Americano da cidade — até meados do século XX, Virginia Key era um bairro majoritariamente negro. O contrato, porém, pode ser considerado de risco, já que, como destaca o Miami Herald, trata-se de uma licença revogável, o que significa que pode ser anulada cerca de um ano antes da edição seguinte.

 Uma nova era: vídeo promove mais uma mudança de ambiente do Ultra Music Festival

Em comunicado oficial nas suas redes, os organizadores do Ultra mostraram-se empolgados, destacando que o novo local traz novas possibilidades: aumento do horário limite para 02h da manhã e um espaço maior, consequentemente podendo receber mais pessoas.

“Estamos muito animados em anunciar que a cidade de Miami aceitou realocar o Ultra Music Festival para a linda e histórica Virginia Key. A nova locação nos permitirá evoluir em uma casa nova e maior, criando uma experiência mais agradável para todos os frequentadores. Esperamos ansiosamente por um contrato de longo prazo, com benefícios mútuos com nossos parceiros da cidade de Miami e do Virginia Key Beach Park, enquanto celebramos a manutenção do Ultra em Miami”, diz o comunicado.

View this post on Instagram

ULTRA MUSIC FESTIVAL ANNOUNCES RELOCATION TO VIRGINIA KEY AS NEW HOME AGREEMENT REACHED WITH CITY OF MIAMI Ultra Music Festival has announced its indefinite new home ahead of the monumental 21st edition, the Historic Virginia Key Beach Park and Miami Marine Stadium Flex Park. The world-renowned and internationally acclaimed event provided the message below, in a long-awaited statement to its fans: ‘We are excited to announce that the City of Miami has agreed to a deal to relocate Ultra Music Festival to the beautiful and historic Virginia Key. The new venue will allow the festival to evolve into its new, larger home, ultimately creating a more enjoyable experience for all festival attendees. We look forward to a long-term and mutually beneficial relationship with our partners at the City of Miami and Historic Virginia Key Beach Park as we commemorate keeping Ultra in the City of Miami’. The new venue will permit an extended operating time until 2:00 A.M. and will provide the festival with an increased capacity. Attendees will also have vastly expanded space as compared to the former venue, Bayfront Park. Fans will also experience in-tandem staging at both the Historic Virginia Key Beach Park and Miami Marine Stadium Flex Park, creating a wholly unique single event space. Due to the cultural and historic significance of Historic Virginia Key Beach Park and given the unique environmental considerations associated with the park, Ultra Music Festival intends to take extraordinarily great care in its production and remediation approaches. Ultra understands that staging an event at Virginia Key means becoming the entrusted stewards of the environmental and historic elements of Historic Virginia Key Beach Park. Additionally the partnership will clear a path to accessing approximately $20 million that has been earmarked to build Miami-Dade County’s first African American Museum. Ultra Music Festival looks forward to hosting fans from over 100 countries to close out Miami Music Week March 29-31, 2019. Tickets are ON SALE NOW

A post shared by Ultra Music Festival (@ultra) on

 O comunicado do Ultra, na íntegra

Nem tudo é festa

O UMF saiu do Bayfront Park em parte por causa de protestos da vizinhança pelo barulho e impacto no tráfego da cidade. Antes de ser aceito em Virginia Key, moradores do bairro já manifestaram descontentamento, o que significa que o Ultra já enfrenta resistência antes mesmo de estrear sua nova casa. Há considerável preocupação com o impacto ambiental que o festival possa causar à região.

Durante a sessão na Câmara, “os comissários também ouviram manifestações dos ativistas ambientais, que se preocupam que o som alto prejudique a vida selvagem e os animais de pesquisa em Virginia Key”, como explica a matéria do Miami Herald. A produção do Ultra promete bolar uma estratégia para minimizar tanto o impacto ambiental quanto o impacto no trânsito da região. O voto de Ken Russell — o único comissário a votar contra a licença — foi justificado justamente por não sentir firmeza nessa promessa.

Como se já não fosse o suficiente, a decisão também foi contestada pelo Rapture Electronic Music Festival, que (como você já tinha lido aqui) já tinha agendado uma edição em Virginia Key no mesmo final de semana do Ultra. A produção do Rapture protestou na sessão, alegando que apenas as especulações do UMF no bairro já provocaram um efeito negativo para eles, afastando investidores, artistas e frequentadores do seu evento. O advogado do festival prometeu explorar todas as possibilidades legais para melar o negócio.

LEIA TAMBÉM:

Ultra Miami pode ir para Virginia Key

Ultra Miami “desabrigado”: festival perde o direito de usar o Bayfront Park

Aftermovie do Ultra traz imagens inéditas do Swedish House Mafia

Sob a chancela do Ultra, WMC anuncia 34ª edição

Ultra Taiwan anuncia sua própria criptomoeda

Receba novidades no e-mail

Receba o melhor da Phouse em seu email!

:::. ALEATÓRIAS / LEIA TAMBÉM

Família anuncia ONG em nome de Avicii

A chamada Tim Bergling Foundation focará em questões relacionadas à saúde mental

Confira imagens inéditas do espaço do DGTL São Paulo

Mart Center está sendo preparado para receber o festival em maio

Escute “Wildfire”, nova collab do Audax com Pri Pach

Faixa saiu na última sexta-feira (22) pela Sirup Music, gravadora comandada por EDX

Paulo Foltz: “O momento é de crescimento em alta velocidade”

Depois de encerrar a Cercle no Pão de Açúcar, o expoente da Prisma Techno fala sobre cena nacional e a carreira

Kleber e Anderson Noise juntam-se em novo EP de puro techno

Parceria resultou em “Signal of Invasion”, assinado pela Noise Music

Alphabeat lança releitura eletrônica de clássico de Ed Motta

Remix de “Tarde Demais” também foi lançado pela label nesta sexta

Veja o lineup completo do EDC Las Vegas 2019

ANNA e Bruno Martini são as atrações brasileiras do rolê

Vokker, HAAS, Tayla Maturo – Sunrise

Hoje, pela Phouse Tracks, lançamos “Sunrise”, uma collab melódica e com forte…

Conheça Nathia Kate, brasileira indicada a melhor DJ de trance no IDMA

Premiação será nesta quinta-feira na Winter Music Conference, em Miami

Liu celebra faixa tocada no Mainstage do Ultra

DJ conta como produção antiga chegou até Oliver Heldens e outros expoentes da EDM