Construída para Segunda Guerra, a base da Forca Aérea Francesa já teve a maior pista da Europa, e agora recebe mais de cem nomes, como Dave Clarke, Marc Romboy e Ben Sims.

Um festival de techno numa base militar. É disso que trata o Area 217, que desembarca na pista de Bretigny-sur-Orge, uma base no interior da Força Aérea Francesa, localizada ao sul de Paris, no departamento de Essonne. O evento ocorre entre 30 de junho e 2 de julho e, apesar de ser anunciado como um festival focado em techno, ele ainda receberá diversos outros estilos como house, bass, hardcore e psytrance. Mais de cem artistas compartilharão do gigantesco espaço que será dividido em seis áreas — o asfalto da base militar BA217 e seus setenta mil metros quadrados se transformarão em um playground para os 25 mil ravers esperados pela organização. O evento conta com espaço para camping, estacionamento para cinco mil veículos e capacidade para até trinta mil pessoas.

Construída em 1938, a base francesa foi tomada pelo exército alemão na Segunda Guerra Mundial. Durante a ocupação, os soldados nazistas realizaram a primeira infraestrutura para aviação, incluindo duas faixas mais curtas de concreto que ainda são visíveis hoje. Constituindo um alvo estratégico, a base foi severamente bombardeada pelos aliados. Após o término da guerra, em 1949, foi reconstruída, tornando-se a maior pista da Europa, com três mil metros de comprimento e cem metros de largura. O local se tornou um trampolim de aviadores importantes no desenvolvimento da aviação mundial, como René Leduc, Constantin Rozanoff, Maryse Bastie e Jacqueline Auriol.

Em 2011, o General Jean-Paul Paloméros, Chefe do Estado Maior da Força Aérea, dissolveu a base militar. Atualmente, a área é usada especialmente em treinamentos militares do exército para os desfiles de 14 de julho, feriado que marca o início da Revolução Francesa.

Observando o lineup é possível identificar a maioria dos artistas como alternativos ao grande cenário global — alguns nomes mais consagrados serão Dave Clarke, Marc Romboy, Ben Sims, Cosmic Boys, Adana Twins, DOP live, Marcel Flenger e X-Noize.

Você pode conferir mais detalhes aqui.

Jonas Fachi é colunista na Phouse; leia mais de seus textos.

LEIA TAMBÉM:

+ Depois de sofrer acidente de carro, o “Barão do Techno” Dave Clarke já está de volta à ativa

+ Novo projeto de Carl Craig ajuda a diluir a resistência popular ao techno

+ Fundador do Warung: Sou um clubber forçado a ser empresário para lutar pelo direito de realizar eventos”

Receba novidades no e-mail

Receba o melhor da Phouse em seu email!

:::. ALEATÓRIAS / LEIA TAMBÉM

Flying Lotus mostra faceta boogie em dois novos sons

Produtor dá indícios da cara do seu próximo álbum

Kavit & Kesia – Collins (Original Mix)

“Collins” é o mais recente lançamento da Phouse Tracks. Produzida na pegada…

30 anos de techno nas veias: conheça o espanhol Oscar Mulero

DJ toca no D-EDGE neste sábado, em passagem única pelo Brasil

Confira o cronograma completo do DGTL São Paulo

Horários dos três palcos e do after foram revelados

Cocada quentinha: 2º volume da famosa compilação está no ar

VA da Get Physical promove o talento musical de artistas latino-americanos

Felix Jaehn lança collab com o Breaking Beattz: “Meus produtores de deep house favoritos no momento”

Duo mineiro revela que foi procurado pelo DJ alemão no Instagram

Depois de surgir com Vintage Culture, Rooftime lança 2ª faixa

“It’s All About” saiu nesta sexta-feira, via Austro Music

Vintage Culture rechaça boatos sobre tentativa de suicídio

Sócio da Privilège também desmentiu os rumores: “As pessoas são maldosas e acreditam em fake news”

Eric Prydz remixa hit underground de 2018

“Breathe”, de CamelPhat e Cristoph, é reconstruída pelo boss da Pryda

Totoyov celebra 30º release com VA exclusivo

Gravadora brasileira lançou o material com sete faixas inéditas