Spinnin' Records Brasil

Warner compra Spinnin’ Records em acordo multimilionário

Já havia sido anunciado algum tempo atrás que grandes empresas como a Sony e a Believe Digital estavam em uma batalha acirrada para tentar comprar a Spinnin’ Records, mas no final das contas, quem deu o lance final foi o Warner Music Group.

+ Spinnin’ Records lança plataforma para projetar novos artistas

+ Acordo entre Spotify e Warner Music pode acontecer até setembro

Segundo a Music Business Worldwide, o valor da compra é pouco mais de cem milhões de dólares, fazendo desta a maior aquisição da Warner desde que absorveu a Parlophone por 765 milhões de dólares, em 2013. O WMG vem dominando o mercado da música e somando ao seu time selos do mundo inteiro, e de vários estilos. A companhia é dona do selo de rock Artery Music, além de ter relançado a Sire Records em julho, com um novo presidente.

+ Pela Spinnin’, Vintage Culture e RICCI lançam “Later”

+ Alok assina contrato de três anos com a Spinnin’ Records

A Spinnin’ foi fundada por Eelko Van Kooten e Roger De Graf, possui sede na Holanda, e desde 1999 lança grandes nomes como Martin Solveig, Tiësto, Armand van Helden, entre outros expoentes do cenário eletrônico. Recentemente, o selo começou a lançar nomes brasileiros, como Vintage Culture e Alok, que recentemente fez a curadoria de uma compilação voltada para o brazilian bass.

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS