remor-0579

Warung Day Festival se consagra e supera expectativas

Warung Day Festival 2015

Aquele dia de sábado, nublado e chuvoso, na capital paranaense jamais sairá do coração e da mente dos verdadeiros apreciadores da boa música, que estiveram presentes na segunda edição do Warung Day Festival, que aconteceu na tarde e noite do último sábado (21), na Pedreira Paulo Leminski –  em Curitiba -,  lugar exuberante que foi capaz de manter a essência tradicional da marca Warung, que envolve a natureza, boa música e o público em perfeita sintonia.

O festival reuniu 40 atrações do cenário nacional e internacional em seus 04 palcos: Warung Stage, Palco Pedreira, Savages & Friends e Raww Room.

Além de um line-up de peso e seus atraentes stages temáticos, o Warung Day ficou marcado também pela qualidade de organização, segurança e toda infra-estrutura.

A Revista Phouse esteve presente no evento e circulou por todos os palcos, que rendeu este review com um breve resumo de apresentações de artistas que chamaram nossa atenção.

Warung Day Festival Mainstage renato ratier phouse

WARUNG STAGE:

Renato Ratier – O que seria do cenário underground no Brasil sem o “faixa preta”, assim como muitos o chamam nas redes sociais?

Ratier, que também é sócio da marca Warung, carrega consigo um legado de fãs. Mesmo antes de assumir a pista, já chegou roubando a cena, com uma breve aparição na cabine, onde cumprimentou os DJ’s que se apresentavam, rendendo diversos acenos, que demostravam claramente o carinho que o público tinha por si.  A apresentação do anfitrião como sempre, foi um show à parte. Seu set fez uma viagem do house ao techno, arrancando diversos elogios dos críticos presentes.

Marc Houle – Não é atoa que o canadense tem se tornado uma das grandes referências do Techno mundial. Facilmente Marc conseguiu seduzir o público do Warung, mostrando a todos uma performance incrível, que esteve em constante evolução, durante toda apresentação.

The Martinez Brothers –  Em nossa opinião, os irmãos Steve e Chris Martínez  foram quem realmente fizeram a diferença no Warung Day Festival.  O duo americano entrou no mainstage com toda ousadia e uma energia inesgotável, passeando livremente pelo souful, techno, minimal e até hip hop. Foi incrível!


 PALCO PEDREIRA:

Warung Day festival palco pedreira Phouse

 DESTAQUES:

Vintage Culture – O garoto Lukas Ruiz fez sua estréia no festival em grande estilo, levando o público presente no Palco Pedreira à loucura. Sua apresentação durou aproximadamente uma hora e meia, com um set que reuniu diversas de suas tracks autorais e remixes, como “Faded”, grande sucesso de Zhu, e até “Bete Balanço”, de Cazuza.

Se você quiser relembrar ou saber como foi a apresentação do Vintage Culture, o set do brasileiro foi gravado ao vivo e disponibilizado no SoundCloud. Ouça aqui.

Kolombo – Por um momento chegamos a notar um corre corre em direção ao Palco Pedreira e ficamos perdidos, sem entender o que estava acontecendo, logo que nos aproximamos, podemos notar que todo aquele alvoroço se tratava da chegada do queridinho dos brasileiros, o belgo Olivier Grégoire, mais conhecido como Kolombo, que assumiu a pista sem deixar o público parado por sequer um minuto.

Nastia – Ficamos impressionados com seu carisma e interação com o público, chegamos a pensar por um momento, durante sua apresentação, algo como:  essa é a “ATRAÇÃO” do DAY, e olha que parece que não foi só empolgação nossa. Após o festival, diversos comentários espalhados pelas redes sociais exaltaram a ucraniana, que foi revelada em 2013 por ninguém menos que o mestre Dubfire.


 SAVAGES & FRIENDS:

Savages & Friends Warung Day Phouse

DESTAQUES:

Leo Janeiro – Quando o artista assumiu o palco do Savages & Friends, mal dava para circular, era muita gente pra pouco espaço. E em cada rosto era possível enxergar o reflexo de uma sensação de satisfação sonora. O set do carioca contou com bastante tracks melódicas, que iam de encontro a filosofia do club e festival, qual é residente.

O set do brasileiro também foi gravado ao vivo e disponibilizado no MixCloud. Ouça aqui.

Boghosian B2B Albuquerque – O paulistano Boghosian e o curitibano Ricardo Albuquerque se uniram e levaram a pista do Savages uma experiência bem diferente do esperado, surpreendendo a todos com um set que passeou do House ao Indie e Tech House. Ficamos impressionados com a carisma e interação que tiveram com o público, que demostrou já conhecer e seguir o trabalho de ambos.

Dashdot – Em nossa opinião, foram eles quem tiveram a apresentação com maior interatividade e animação do público no Savages. Com um set recheado de Deep e Indie, o duo levou à pista tracks de peso e bastante groove, o que resultou em um público eufórico e muitas ovações.


 RAWW ROOM:

Raww Room Warung Day Festival Phouse

DESTAQUES:

Davis – Devido a chuva que caiu durante a tarde, que resultou na interdição do Raww por algumas horas, só conseguimos apreciar a apresentação de um artista, que foi o Davis Genuíno, que por sinal fez valer muito apena. Davis apresentou ao público uma experiência musical diferente e incomparável. Em diversas de suas tracks executadas durante o set, conseguimos notar uma identidade única, caracterizada por sons melódicos e batidas pulsantes, que sincronizaram perfeitamente com o ambiente.


ALIMENTAÇÃO & DIVERSÃO

Warung Day Festival Food Trucks Phouse

DESTAQUES

O evento contou também com uma praça de alimentação composta por diversos food-trucks e uma área de lazer financiada por uma ação da rádio Jovem Pan, que montou um slack line numa estrutura de dez metros de comprimento, a seis metros do chão, em meio ao festival.

SLACKLINE

Warung Day Festival Slack Line

 CONSIDERAÇÕES FINAIS:

O festival superou as expectativas, assim como diz o título do nosso review. Nem mesmo a chuva que caiu durante o dia conseguiu estragar o brilho do evento ou atrapalhar a vibe dos que foram em busca de uma experiência sonora diferenciada, que o Warung tem a oferecer. Entre os diversos gringos que se apresentaram, quem roubou a cena mesmo foram os brasileiros, que mostraram a força que o cenário underground do Brasil vem desenvolvendo.

Gostaríamos de agradecer ao Fabrizio Pepe por algumas de suas fotos cedidas à matéria. Demais aqui inseridas foram retiradas do site oficial do Warung, do fotógrafo Gustavo Remor.

Clique aqui e confira o álbum de fotos da Phouse.

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS