Connect with us
XXX Leaderborder
Cat House Leaderborder
Federal Leaderborder
Burn Residency – Leaderborder

Notícia

Assista a documentário que explora a saúde mental de grandes DJs

Phouse Staff

Publicado em

20/11/2017 - 14:05
Why We DJ
“Why We DJ — Slaves to the Rhythm” traz depoimentos de astros como Carl Cox, Erick Morillo, Pete Tong e Seth Troxler

Em parceria com a Pioneer DJ, o vlog DJsounds recentemente lançou o documentário Why We DJ — Slaves To The Rhythm, que mostra o lado da vida de DJ que muitos não enxergam. Por trás de muita dança, alegria, energia e de todo o glamour dos grandes clubes, os artistas passam por situações de muita solidão e questionamento, graças a um lifestyle muito acelerado, e por muitas vezes, desregrado.

Com cerca de 40 minutos, o filme debutado no último ADE traz relatos de Luciano, Seth Troxler, Carl Cox, Pete Tong, Ben Pearce — que cancelou todas suas gigs de 2016 para lutar contra a depressão —, Erick Morillo e B.Traits, que revelam como a sequência de turnês, a constante troca de fuso horário e os momentos de solidão podem ser os ingredientes perfeitos para a depressão ou para vícios variados. Além deles, psicólogos e outros profissionais da indústria também dão sua visão sobre o tema.

Morillo, por exemplo, contou que quando decidiu dar uma pausa em sua carreira e relaxar um pouco em Miami, viu a ascensão de novos nomes e começou a se sentir deixado para trás. Somente com terapia ele descobriu que deveria engolir seu ego e se tornar mais humilde, pois a competição egocêntrica estava fazendo mal à sua saúde.

+ O DJ de techno Ben Pearce é mais um músico a revelar a gravidade da depressão

O documentário também retrata o lado introvertido de muitos artistas, em contraponto a uma carreira agitada e ao estereótipo do DJ como uma pessoa altamente sociável e extrovertida. Muitas vezes se sai de uma gig para milhares de pessoas para encarar na sequência um voo de dez horas sem nenhuma companhia, o que gera contrastes muito intensos.

+ Estudo revela que músicos são bastante propensos a ansiedade e depressão

Apesar de muito trabalho e cansaço, os DJs são unânimes em descrever com alegria a sensação de fazer uma pista ir à loucura ou de saber que o seu set transformou a noite de alguém em uma lembrança única. Definitivamente, trata-se de uma profissão de extremos, e com exigências que nem todos aguentariam.

Assista ao filme:

LEIA TAMBÉM:

Major Lazer lança neste mês documentário sobre juventude cubana

Above & Beyond anuncia documentário para 2018

Teaser de documentário tem Garrix, Guetta, Angello, Troxler e Oakenfold

Seth Troxler, Pete Tong e Loco Dice falam sobre cena underground; assista!

O Seth Troxler profanou o Templo com um loop de funk; queimem o herege!

RECEBA NOVIDADES NO E-MAIL

Deixe um comentário

Notícia

Abertura, palcos e memorial para Avicii; confira um pouco deste dia 1 do Tomorrowland

Phouse Staff

Publicado há

Foto: Screenshot
Tema “The Story of Planaxis” pode ter gerado um dos palcos mais bonitos da história

O primeiro dia deste aguardado Tomorrowland 2018 acaba de se encerrar. Pra quem não conseguiu fazer uma viagem à Bélgica e nem pegar o live streaming, o canal Content Tomorrowland subiu o vídeo de abertura do evento no Mainstage, em que é possível ter uma boa impressão do palco principal em sua versão “The Story of Planaxis”.

Com conceito aquático, que traz o desenho de um cavalo marinho bem ao centro e diversas dançarinas suspensas no ar que parecem estar nadando, este talvez seja um dos temas mais fantásticos e trabalhados da história do festival.

Além disso, o jornal belga De Morgen publicou fotos de dez dos palcos desta edição, mais uma fotografia de um memorial para Avicii instalado na “Bridge of Tomorrow”. Confira abaixo.

Mainstage. Foto: Alan van Zitteren/Reprodução

Atmosphere. Foto: Alan van Zitteren/Reprodução

Core. Foto: Alan van Zitteren/Reprodução

Freedom. Foto: Alan van Zitteren/Reprodução

Harbor House. Foto: Alan van Zitteren/Reprodução

Organ of Harmony. Foto: Alan van Zitteren/Reprodução

Rose Garden. Foto: Alan van Zitteren/Reprodução

The Arch. Foto: Alan van Zitteren/Reprodução

Theater Formidable. Foto: Alan van Zitteren/Reprodução

Youphoria. Foto: Alan van Zitteren/Reprodução

Memorial para Avicii. Foto: Alan van Zitteren/Reprodução

Continue Lendo

Notícia

Uma boat party no meio da floresta: DJ comanda 2ª edição da “Made in Amazônia”

Phouse Staff

Publicado há

Made in Amazônia
DJ May Seven. Foto: Divulgação
Evento solidário rola neste domingo, em casa flutuante em Manaus.

Para promover a popularização da música eletrônica no norte do país, a DJ amazonense May Seven está organizando a segunda edição da festa “Made In Amazônia”. No coração da Floresta Amazônica, o evento é apenas para convidados e com fins solidários para auxílio de crianças e jovens deficientes. Neste ano a festa rola neste domingo, dia 22, na Float House — uma estrutura flutuante no meio do Lago Tarumã, que é formado no percurso do Rio Negro em Manaus.

May Seven é a mulher por trás da ideia. Com intuito de popularizar a dance music onde nasceu, a DJ amazonense idealizou a festa no ano passado. Conhecida como “Jungle Girl”, tocou recentemente no festival folclórico de Parintins, festa tradicional na região, e sempre gostou de eventos culturais. Depois de estudar como poderia realizar o sonho de unir sua essência e sua paixão, ela criou a “festa na floresta”.

Made in Amazônia

The Float House. Foto: Divulgação

“Estou cada vez mais apaixonada por esse projeto! Fiquei muito feliz com o apoio das marcas parceiras, que estão entendendo onde quero chegar e acreditam, assim como eu, que estão investindo em um projeto promissor. Tenho somente as melhores expectativas para a festa!”, disse May Seven, por meio de sua assessoria de imprensa. Corona, BMW e Tanqueray são algumas das marcas que apoiam o projeto.

No ano passado, a “Made In Amazônia” teve uma estrutura diferente. Se baseava num encontro de barcos no rio, e com público limitado. A primeira edição serviu como um teste, e foi comandada pela própria May e pelo DJ Du Oliveira. Neste ano, em estrutura maior, o lineup traz dois DJs — May Seven e MOJJO, que vão passear por vertentes como deep house e brazilian bass —, além de artistas de outras vertentes: Marcio Cigano, Uendel Pinheiro e Bel Martine.

Para quem já se empolgou com a ideia, é importante destacar que a “Made In Amazônia” será um evento solidário e apenas para convidados. O público fará doações, que poderão ser realizadas em espécie ou em materiais de uso contínuo, como fraldas geriátricas. As arrecadações serão encaminhadas para o Abrigo Moacyr Alves, que atende crianças e adolescentes com deficiências físicas e neurológicas.

Aftermovie da primeira edição

LEIA TAMBÉM:

Conheça a PUMP Black Party, uma das maiores festas de Halloween do Brasil

Um festival de trance na Chapada Diamantina; saiba mais sobre o Ressonar

Dre Guazzelli lança série sobre suas viagens pelo Brasil e pelo mundo

Bhaskar e MOJJO remixam faixa de Lost Frequencies com James Blunt

Coletivo da cena Norte/Nordeste lança seminário sobre mulheres na música

Continue Lendo

Notícia

Com sets de grandes nomes da EDM, Tomorrowland lança compilação de 2018

Phouse Staff

Publicado há

Box Tomorrowland
Foto: Divulgação
Os CDs incluem DJ mixes de Armin van Buuren, Axwell, DV&LM e Lost Frequencies

O Tomorrowland acaba de lançar a compilação de mixagens para a edição deste ano, com o tema The Story of Planaxis”. Dividida em três volumes, a coletânea traz sets exclusivos de Armin van Buuren, Axwell, Dimitri Vegas & Like Mike e Lost Frequencies.

Os quatro DJs fizeram sets de 30 minutos cada para dois volumes do disco. O terceiro traz um mix de uma hora e 20 minutos chamado Tomorrowland Mix 2018, sem autoria creditada. Ao todo, são 62 músicas, que podem ser adquiridas em box exclusivo, que vem em um formato de livro, com toda aquela pompa que já estamos acostumados. Além de curtir mixagens e mashups de grandes produtores, a coletânea pode ser uma usada como souvenir desta edição.

Mix promocional de 14 minutos, divulgado para promover o box

No ano passado, na edição Amicorum Spectaculum, a o box trouxe mixes de Armin van Buuren, Dimitri Vegas & Like Mike, Lost Frequencies, Martin Garrix, Sunnery James & Ryan Marciano e Yves V vs Regi. O box totalizava 71 músicas exclusivas. Confira no player abaixo, pra entender melhor a vibe.

A compra do box inclui os três discos em edição “deluxe” mais um livreto de 40 páginas, em uma embalagem especial. Os discos já estão à venda pelo iTunes. Pela Cr2 Records, o box com os CDs poderá ser comprado a partir do dia 27, pelo site oficial.

Box de 2017

LEIA TAMBÉM:

Tomorrowland solta cronograma completo de seu primeiro final de semana

Continue Lendo

Publicidade

XXXperience 300×250
Federal Music 300×250
Cat House 300×250

Facebook

PLAYLIST

Trending

-->

Copyright © 2018 Phouse

Translate »
Cat House Pop Up