Zedd banido da China

Zedd é banido da China após curtir tuíte do “South Park”

O DJ curtiu uma publicação do desenho animado, que recentemente foi banido do país por ironizar o governo chinês

“South Park” e Zedd: banidos da China. Arte: Mashable/Reprodução

Zedd afirmou recentemente em seu Twitter que foi banido permanentemente da China. O motivo? Ele curtiu um tuíte do famoso — e historicamente polêmico — desenho animado South Park. Sério, foi só isso mesmo. A informação foi confirmada por um representante do artista à CNBC, embora não esteja claro exatamente no que o banimento consiste.

“Acabo de ser permanentemente banido da China porque curti um tuíte do ‘South Park'”

No Instagram, o DJ ainda comentou: “Apenas para deixar claro, isso NÃO é uma piada. O governo informou aos nossos promoters que, se eles não cancelarem meus shows agendados na China, eles vão retirar as suas permissões culturais”. O backlash a Zedd seria uma resposta à treta recente do governo chinês com o South Park — que por sua vez, ironizou a submissão de empresas dos Estados Unidos à autocracia dos chineses.

Tudo começou quando Daryl Morey, gerente do Houston Rockets (um dos times da liga de basquete americana), manifestou, também no Twitter, apoio aos protestos contra o governo chinês em Hong Kong. Em resposta, a emissora estatal CCTV cancelou a exibição da pré-temporada da NBA em todo o país.

Representantes da liga tentaram amenizar a situação. Morey teve que apagar a publicação e se desculpar. Após a repercussão negativa, Adam Silver, comissário da NBA, manifestou solidariedade a Morys e defendeu a liberdade de expressão. “Não acredito que seja incompatível me solidarizar com eles e ao mesmo tempo defender nossos princípios”, disse ele.

A resposta da CCTV não poderia ter sido mais democrática: “Estamos muito insatisfeitos e nos opomos à reivindicação de Adam Silver de apoiar o direito de Morey à liberdade de expressão”. 

Na mesma semana, o desenho animado humorístico South Park também sofreu retalhação. O episódio “Banda na China” trazia críticas ao governo do país por restringir a liberdade de expressão, o que resultou em… restrições à liberdade de expressão. A animação desapareceu dos catálogos de serviços de streaming do país. Perto de celebrar seu episódio de número 300, a conta do South Park no Twitter fez um pedido de desculpas bem sincero ao governo chinês:

PEDIDO OFICIAL DE DESCULPAS DE TREY PARKER E MATT STONE [criadores do South Park] À CHINA

Assim como a NBA, saudamos os censores chineses em nossas casas e em nossos corações. Nós também amamos dinheiro mais do que a liberdade e a democracia. Xi [Jinping, presidente da China] definitivamente não é idêntico ao Ursinho Pooh. […] Vida longa ao Grande Partido Comunista da China! Que a colheita de sorgo deste outono seja abundante! Estamos de boa agora, China?

Ok, mas onde o Zedd entra nessa história toda? Na verdade não entra. Seu único ato de rebeldia foi curtir outro tuíte do desenho — o que promove o episódio 300, que não tem nenhuma relação com o país asiático. É mole?

Tuíte do “South Park” curtido por Zedd: “Nosso episódio 300 vai ao ar esta noite! Qual o seu episódio favorito e por quê?”.

LEIA TAMBÉM:

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quer aprender a produzir a sua própria música?

Compre agora o curso Make Music Now com 10% de desconto na inscrição e soundbank do Studio Tronnic para Sylenth1 grátis!.

RECEBA NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PHOUSE MUSIC
SPOTLIGHT